Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4369
Tipo: Dissertação
Título: Dispensa e dinâmica populacional do agente de biocontrole Pseudomonas putida no filoplano de tomateiro
Título(s) alternativo(s): Deliver and populational tendencies of the biocontrol agent Pseudomonas putida in the tomato phylloplane
Autor(es): Ferraz, Hélvio Gledson Maciel
Primeiro Orientador: Romeiro, Reginaldo da Silva
Primeiro coorientador: Oliveira, José Rogério de
Segundo coorientador: Pereira, Olinto Liparini
Primeiro avaliador: Olivares, Fábio Lopes
Segundo avaliador: Bettiol, Wagner
Terceiro avaliador: Pereira, Maria Cristina Baracat
Abstract: Na maioria dos experimentos sobre controle biológico de fitopatógenos já descritos, Rizobactérias Promotoras de Crescimento em Plantas (PGPR s) são dispensadas por microbiolização de sementes e bactérias residentes do filoplano são dispensadas por pulverização da parte aérea da cultura. Procurou-se verificar, se outras formas de dispensa do agente de biocontrole são igualmente eficientes aos métodos clássicos de dispensa. Objetivou-se testar várias formas de dispensa do agente de biocontrole Pseudomonas putida no filoplano do tomateiro, estudar sua dinâmica populacional no filoplano e correlacionar a dinâmica populacional com o biocontrole de doenças da parte aérea da cultura. O isolado Pseudomonas putida (UFV-0073), autóctone do filoplano de tomateiro, foi selecionado para o controle biológico de doenças da parte aérea da cultura. Foram testadas quatro formas de dispensa do agente de biocontrole em plantas de tomate: 1- sementes microbiolizadas DO540nm= 0,3 e logo em seguida semeadas; 2-atomização do filoplano do tomateiro com a cultura bacteriana DO540nm= 0,3; 3- a aplicação dos tratamentos 1 e 2 conjuntamente e 4- atomização do filoplano com o sobrenadante DO540nm= 1,0. Para o patossistema tomateiro e Xanthomonas campestris pv. vesicatoria, a melhor forma de dispensa foi a pulverização do filoplano com propágulos do agente de biocontrole. No patossistema Pseudomonas syringae pv. tomato e plantas de tomate, as melhores formas de dispensa do agente de controle biológico foram a pulverização do filoplano com o sobrenadante da cultura e a microbiolização de sementes associada à pulverização do filoplano com propágulos do isolado. Para o estudo da dinâmica populacional do agente de biocontrole UFV-0073, no filoplano foi desenvolvido e testado um meio semi-seletivo tirando partido da resistência múltipla constitutiva a antibióticos. Em condições de casa-de-vegetação, houve uma tendência de queda na população do antagonista. No dia 0 (zero), a população do antagonista foi de 8,92 x 107 UFC/g de tecido foliar e no quinto dia após a dispensa sua população foi de 4,13 x 105, ou seja, 215 vezes menor do que a população inicial. Em condições de campo, a queda populacional do agente de biocontrole foi mais branda, revelando uma tendência ao equilíbrio, com alternância entre aumento e queda da quantidade de bactérias recuperadas. No dia zero, a população foi de 4,62 x 106 UFC/g de tecido foliar, nove dias após a dispensa a população passou a 9,91 x 105 UFC/g, cerca de 5 vezes menor do que a população inicial. Por fim, foi correlacionada a dinâmica populacional com o biocontrole de P. syringae pv. tomato, quando os resultados indicaram que o biocontrole foi efetivo até o quinto dia após a dispensa do agente de controle biológico no filoplano do tomateiro. Estudos dessa natureza são necessários para se estabelecer qual a melhor forma de dispensa e qual o intervalo entre as aplicações com o agente de biocontrole, quando realizadas pulverizações visando ao controle biológico de doenças. São necessários mais estudos com o agente de biocontrole, testando o controle contra outros patógenos e em condições de casa-devegetação e no campo.
In most experiments dealing with biological control of plant diseases, plant growth-promoting rhizobacteria (PGPR) are delivered by seed microbiolization while bacterial phylloplane residents are delivered by spraying. In this work aimed to test several procedures for delivering the biocontrol agent Pseudomonas putida to tomato plants, as well as to study populational tendencies of the biocontrol agent in plant surfaces and to make attempts to establish correlations among populational tendencies and efficiency of biological control. The bacterium Pseudomonas putida (isolate UFV- 0073), autochthonous in tomato phylloplane, was previously selected for the biocontrol of tomato aerial part diseases. Four deliver modes were tested, as follow: 1- seed microbiolization (OD540 = 0,3) followed by planting; 2 - spraying tomato phylloplane with bacterial live propagules (OD540 = 0,3); 3 microbiolization and spraying seedlings with the antagonist (treatments 1 and 2) and 4 - spraying tomato phylloplane with the supernate obtained from bacterial culture (OD540 = 1.0). Results indicated that for the pathosystem tomato - Xanthomonas campestris pv. vesicatoria the most efficient deliver mode was to spray tomato phylloplane with propagule suspension of the antagonist while for its counterpart tomato- Pseudomonas syringae pv. tomato pathosystem, the best deliver modes were to spray the phylloplane with culture supernates and seed microbiolization along with phylloplane spray with a propagule suspension. In order to study populational tendencies for the biocontrol agent UFV-0073 in tomato phylloplane, a semi-selective culture medium was developed and tested based on the constitutive multiple resistance to antibiotics exhibited by the aforementioned isolate of P. putida. Under greenhouse conditions, measurement of population tendencies as a function of time indicated a population decrease in the sense that at day 0, the population was estimated as 8,92 x 107 CFU/g of leaf tissue and in day 5 this population went down to 4,13 x 105 CFU/g of leaf tissue, what means a population 215 times smaller that the original one. On the other hand, under field conditions, the populational tendency did decrease but in a slower rate and presented a tendency to equilibrium, with up and down population peaks in terms of recovered bacteria. So, at 0 day , the population was estimated as being 4,62 x 106 CFU/g leaf fresh weight and nine days after deliver it was 9,91 x 105 UFC/g, what means five times smaller than the population at 0 day. Last but not least, it was established a correlation between populational tendencies of the P. putida in the phylloplane and biocontrol of tomato bacterial speck (P. syringae pv. tomato), when results indicated that the biocontrol was effective up to the fifth day after deliver. This work provides a better understanding about the best deliver mode of P. putida while biocontrol agent for tomato diseases in the aerial parts as well as about time intervals for delivering the biocontrol agent under investigation.
Palavras-chave: Tomate
Doenças
Controle biológico
Dinâmica populacional
Pseudomonas putida
Tomato
Diseases
Biological control
Populational tendencies
Pseudomonas putida
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Mestrado em Fitopatologia
Citação: FERRAZ, Hélvio Gledson Maciel. Deliver and populational tendencies of the biocontrol agent Pseudomonas putida in the tomato phylloplane. 2008. 51 f. Dissertação (Mestrado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4369
Data do documento: 31-Jul-2008
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf533,73 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.