Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4373
Tipo: Dissertação
Título: Análise da estrutura genética da população de Hemileia vastatrix com base no marcador AFLP
Título(s) alternativo(s): Analysis of population structure of Hemileia vastatrix inferred from AFLP markers
Autor(es): Maia, Thiago Andrade
Primeiro Orientador: Zambolim, Laércio
Primeiro coorientador: Caixeta, Eveline Teixeira
Segundo coorientador: Mizubuti, Eduardo Seiti Gomide
Primeiro avaliador: Zambolim, Eunize Maciel
Segundo avaliador: Sakiyama, Ney Sussumu
Abstract: A obtenção de cafeeiros com resistência durável à ferrugem tem sido dificultada pela carência de informação sobre o potencial evolutivo de Hemileia vastatrix. Visando dar subsídios ao programa de melhoramento, a estrutura genética da população de H. vastatrix foi analisada com base no marcador AFLP. Para isso, amostrou-se 91 isolados do fungo em genótipos de Coffea arabica, C. canephora e derivados de Híbrido de Timor e Icatu cultivados nas principais regiões produtoras do Brasil. Após amplificação seletiva usando quatro combinações de primers (EcoRI/MseI), 100 fragmentos polimórficos foram analisados. Cada isolado apresentou um padrão único de alelos AFLP, demonstrando alta diversidade genotípica. A similaridade genética entre os isolados do patógeno variou de 0,08 a 0,70 e nenhuma formação de grupos foi observada no dendrograma. Não houve correlação entre similaridade genética e distância geográfica entre os isolados (r = 0,307, P = 0,234). Os isolados de H. vastatrix foram agrupados com base no hospedeiro em três populações (C. arabica, C. canephora e derivados de Híbrido de Timor/Icatu) e observou-se baixa diferenciação genética (GST = 0,026) entre elas. Após analisar as populações subdivididas com base na região geográfica a diversidade gênica (HT, HS e GST) não variou significativamente entre as populações e com base na AMOVA verificou-se que a variância genética (99,56%) ocorre dentro da população de H. vastatrix. A análise do número de migrantes (Nm) revelou alta taxa de fluxo gênico entre as populações originadas de hospedeiros distintos. Com base no índice de associação, a hipótese de acasalamento aleatório não foi rejeitada (IA = 0,22, P = 0,12) para a população do fungo proveniente de C. canephora. Os resultados apresentados demonstram que a população de H. vastatrix não possui uma estrutura populacional clonal, indicando um alto potencial evolutivo, o que traria implicações diretas no manejo deste patossistema, principalmente na obtenção de variedade com resistência durável.
Obtaining coffee plants with durable resistance to coffee rust has been hindered by the lack of information about the evolutionary potential of Hemileia vastatrix. Seeking to give subsidies to the breeding program, the population structure of H. vastatrix was analyzed based on AFLP markers. To do this, 91 pathogen isolates were collected in genotypes from Coffea arabica, C. canephora, Híbrido de Timor and Icatu derivatives cultivated in the main production regions in Brazil. After the selective amplification using four primer combinations (EcoRI/MseI), 100 polymorphic fragments were analyzed. Each isolate presented a unique pattern of AFLP alleles, accounting for a high genotype diversity. The genetic similarity between the H. vastatrix isolates ranged from 0.08 to 0.70 and no cluster formations were observed in the dendrogram. There was no correlation between genetic and geographical distance between the isolates (r = 0.307, P = 0.234). H. vastatrix isolates were separated based on the host in three populations (Coffea arabica, C. canephora and Híbrido de Timor/Icatu derivates) and low genetic differentiation (GST = 0.026) was observed among them. After analyzing the populations, subdivided based on their geographical area, the genetic diversity (HT, HS and GST) showed no significant difference among the populations and based on AMOVA it was verified that a genetic variance (99.56%) exists within the pathogen populations. The analysis of the number of migrants (Nm) revealed a high gene flow rate among the populations originating from different hosts. The association index showed that the hypothesis of random mating was not rejected among H. vastatrix isolates from the C. canephora population (IA = 0.15, P = 0.18). The presented results show that H. vastatrix populations are not consistent with clonal reproduction indicating a high evolutionary potential, which would have direct implications in handling this pathosystem, mainly in the variety with durable resistance obtained.
Palavras-chave: Café
Doenças
Hemileia vastatrix
Ferrugem
Marcadores moleculares
Genética
Coffee
Disease
Hemileia vastatrix
Rust
Molecular markers
Genetic
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Mestrado em Fitopatologia
Citação: MAIA, Thiago Andrade. Analysis of population structure of Hemileia vastatrix inferred from AFLP markers. 2009. 48 f. Dissertação (Mestrado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4373
Data do documento: 16-Fev-2009
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf868,83 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.