Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4389
Tipo: Dissertação
Título: Erradicação de inóculo de fitopatógenos na água de irrigação para viveiros florestais
Título(s) alternativo(s): Eradication of phytopathogens inoculum to forest nurseries irrigation water
Autor(es): Machado, Patrícia da Silva
Primeiro Orientador: Alfenas, Acelino Couto
Primeiro coorientador: Silva, Cláudio Mudado
Segundo coorientador: Maffia, Luiz Antônio
Primeiro avaliador: Leite, Fernando Palha
Segundo avaliador: Furtado, Gleiber Quintão
Abstract: No passado, não havia conscientização em minimizar o consumo de água em virtude de sua abundância e facilidade de obtenção. Entretanto, atualmente tem aumentado o interesse pelo uso racional da água e sua reutilização, especialmente em viveiros florestais. Porém, antes de sua reutilização, a água tem que ser devidamente tratada visando à erradicação de inóculo fitopatogênico a fim de minimizar os riscos de dispersão de patógenos e mitigar as perdas causadas por doenças. No presente trabalho, avaliou-se a eficiência do tratamento da água por ultrafiltração e pelo método físicoquímico convencional visando à erradicação de inóculo de Ralstonia solanacearum, Xanthomonas axonopodis, Botrytis cinerea e Cylindrocladium candelabrum, principais patógenos, comumente encontrados em viveiros florestais. A ultrafiltração permitiu erradicar acima de 99% de inóculo de R. solanacearum, X. axonopodis e B. cinerea e 100% de C. candelabrum. A baixa quantidade de inóculo remanescente dos três primeiros patógenos não induziu doenças nas mudas inoculadas. A floculação e filtração rápida em filtro de areia empregadas no método físíco-químico permitiram erradicação completa de inóculo de C. candelabrum, mas para os demais patógenos obteve-se a erradicação total somente após cloração da água filtrada com cloro residual a partir de 1,74 mg/L. Mudas de três clones de eucalipto irrigadas por 45 dias com água contendo cloro residual a 1,74 mg/L não apresentaram sintomas de fitotoxicidade. Ambos os métodos testados são práticos, viáveis e principalmente seguros visando à eliminação de inóculo de fitopatógenos da água de irrigação.
In the past, there was no preoccupation in minimizing water consumption which was probably due the belief of its abundance and easy access. Nowadays, the interest in water conservation and reuse has increased especially in forest nurseries. However, before water is reused it must be treated in order to minimize the risk of spread inocula of pathogens and to reduce losses caused by diseases. In this study, water treatment processes of ultrafiltration and conventional physical-chemical treatment were evaluated regarding the eradication inocula of Ralstonia solanacearum, Xanthomonas axonopodis, Botrytis cinerea and Cylindrocladium candelabrum, the most common nursery pathogens in Brazil. The ultrafiltration eradicated over 99% inocula of R. solanacearum, X. axonopodis and B. cinerea and 100% of inoculum of C. candelabrum. The treated water was tested for irrigation and yielded no infected eucalyptus rootted cuttings. Sand filtration used in the physical-chemical treatment system allowed complete eradication of C. candelabrum inoculum, but complete inoculum eradication of the other pathogens was only achieved after chlorination of the filtered water with residual chlorine from 1.74 mg/L. No symptoms of phytotoxicity were found on Eucalyptus rooted cuttings irrigated with water containing residual chlorine at 1.74 mg/L. Both methods tested are practical, viable and safe to eradicate phytopathogens inoculum from irrigation water.
Palavras-chave: Microorganismos fitopatogênicos
Água de irrigação
Eucalipto
Phytopathogenic microorganisms
Irrigation water
Eucalyptus
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Mestrado em Fitopatologia
Citação: MACHADO, Patrícia da Silva. Eradication of phytopathogens inoculum to forest nurseries irrigation water. 2011. 37 f. Dissertação (Mestrado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4389
Data do documento: 18-Fev-2011
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,05 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.