Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4396
Tipo: Dissertação
Título: Biodiversidade de fungos da família Meliolaceae de fragmentos da Mata Atlântica de Minas Gerais, Brasil
Título(s) alternativo(s): Biodiversity of the Meliolaceae fungi family from fragments of the Atlantic Forest of Minas Gerais, Brazil
Autor(es): Pinho, Danilo Batista
Primeiro Orientador: Pereira, Olinto Liparini
Primeiro coorientador: Barreto, Robert Weingart
Segundo coorientador: Ferreira Júnior, Walnir Gomes
Primeiro avaliador: Alfenas, Acelino Couto
Segundo avaliador: Kasuya, Maria Catarina Megumi
Abstract: A Mata Atlântica é um bioma ameaçado de extinção, caracterizado por um elevado nível de endemismo e diversidade de espécies. O conhecimento disponível sobre a diversidade neste bioma envolve espécies vegetais e animais que existem nesta floresta. No entanto, há poucos estudos sobre a diversidade de outros grupos extremamente diversificados, em especial sobre os fungos, restando uma grande lacuna ao conhecimento quanto à biodiversidade existente nesse bioma. A família Meliolaceae abrange espécies de fungos biotróficos que infectam um grande número de espécies de plantas de diferentes famílias distribuídas em regiões tropicais e subtropicais, causando doenças denominadas de míldios negros. Por comumente não causarem doenças severas em hospedeiros economicamente importantes, o estudo sobre esses fitopatógenos tem sido historicamente negligenciado em diversos países. O propósito deste trabalho foi o de contribuir para a ampliação do conhecimento sobre os fungos melioláceos no Brasil. Efetuou-se um levantamento de míldios negros associados às plantas que ocorrem em fragmentos florestais selecionados no município de Viçosa, Minas Gerais. Estes fragmentos representam áreas em estados variados de conservação, desde bastante antropizados até próximos da condição de floresta primária e são classificadas como Floresta Estacional Semidecidual Montana. As cinco áreas são assim conhecidas: Mata da Biologia, Mata da Dendrologia, Mata da Silvicultura, Mata do Paraíso e Mata do Seu Nico. O estudo revelou nove espécies fúngicas a serem propostas como novas associadas a hospedeiros pertencentes as seguintes famílias botânicas: Annonaceae, Asteraceae, Cecropiaceae, Leguminosae, Sapindaceae e Tiliaceae. Quatro taxas associados com plantas das famílias Burseraceae, Meliaceae, Piperaceae e Sapindaceae foram reconhecidas como novas variedades a serem propostas. Além destes, as espécies Asteridiella cyclopoda, A. entebbeensis var. codiaei, Meliola pazschkeana var. macropoda, M. trichiliae e M. psychotriae var. chiococcae foram encontradas pela primeira vez no Brasil associados com hospedeiros da família Asteraceae, Euphorbiaceae, Leguminosae, Meliaceae e Rubiaceae, respectivamente. Apesar da pequena área representada pelo conjunto de fragmentos de Mata Atlântica explorada, nove novas espécies, quatro novas variedades e cinco novos relatos de míldios negros associados a vinte espécies de plantas hospedeiras, distribuídos em quatorze famílias botânicas foram encontradas. O elevado número de Melioláceos encontrado nessa pequena área em Viçosa, confirma a grande diversidade e carência de conhecimento sobre este grupo fúngico no bioma Mata Atlântica no Brasil.
The Atlantic Forest is a biome threatened with extinction, characterized by a high level of endemism and species diversity. The available knowledge about the diversity in this biome involves plant and animal species that exist in this forest. However, there are few studies on the diversity of other extremely varied groups, especially about the fungus, leaving a large gap in knowledge related to the biodiversity in this biome. The Meliolaceae family includes biotrophic fungal species that infect a large number of plant species from different families distributed in tropical and subtropical regions, causing diseases called the black mildews. For not usually causing severe diseases in economically important hosts, the study of these pathogens have historically been neglected in many countries. The purpose of this study was to contribute to the expansion of knowledge about the meliolaceous fungi in Brazil. A survey of black mildews associated with plants that occur in forest fragments selected in Viçosa, Minas Gerais was conducted. These fragments represent areas in varying states of preservation, since the very closeanthropized to semi-natural condition of primary forest and are classified as tropical seasonal semi-deciduous montane forest. The five areas are well known: “Mata da Biologia”, “Mata da Dendrologia”, “Mata da Silvicultura”, “Mata do Paraíso” and “Mata do Seu Nico”. The study revealed nine fungal species to be proposed as new associated to hosts belonging to the following plant families: Annonaceae, Asteraceae, Cecropiaceae, Leguminosae, Sapindaceae and Tiliaceae. Four associated rates with plants of the Burseraceae, Meliaceae, Piperaceae and Sapindaceae families were recognized as new varieties to be proposed. In addition, the Asteridiella cyclopoda, A. entebbeensis var. codiaei, Meliola pazschkeana var. macropoda, M. trichiliae and M. psychotriae var. chiococcae species were found for the first time in Brazil associated with hosts of the Asteraceae, Euphorbiaceae, Leguminosae, Meliaceae and Rubiaceae, respectively. Despite the small area represented by a set of fragments from the explored Atlantic forest, nine new species, four new varieties and five new reports of black mildews associated with twenty species of host plants, distributed in fourteen botanical families were found. The high number of Meliolaceous found in this small area in Viçosa, confirms the great diversity and lack of knowledge about this fungi group in the Brazilian Atlantic Forest.
Palavras-chave: Biodiversidade
Meliolaceae
Mata Atlântica
Biodiversity
Meliolaceae
Atlantic Forest
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Mestrado em Fitopatologia
Citação: PINHO, Danilo Batista. Biodiversity of the Meliolaceae fungi family from fragments of the Atlantic Forest of Minas Gerais, Brazil. 2009. 92 f. Dissertação (Mestrado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4396
Data do documento: 23-Nov-2009
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf5,44 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.