Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4457
Tipo: Dissertação
Título: Produtividade e qualidade de tomate com um e dois cachos em função da densidade de plantio, em hidroponia
Título(s) alternativo(s): Tomato productivity and quality in different densities and trusses number in hydroponic
Autor(es): Cardoso, Flávio Barcellos
Primeiro Orientador: Martinez, Hermínia Emília Prieto
Primeiro coorientador: Silva, Derly José Henriques da
Segundo coorientador: Barbosa, José Geraldo
Primeiro avaliador: Pereira, Paulo Roberto Gomes
Segundo avaliador: Pedrosa, Marinalva Woods
Abstract: Foi realizado na Universidade Federal de Viçosa, MG, o cultivo do tomateiro tipo salada, híbrido Rebeca, longa vida, no período de 04/05/2006 a 27/10/2006. Foram avaliadas a produtividade, a qualidade dos frutos e o estado nutricional da planta do tomateiro em quatro diferentes densidades de plantio, com plantas cultivadas com um e dois cachos. O experimento foi conduzido em casa-devegetação em sistema de sub-irrigação utilizando argila expandida como substrato. As mudas de tomate do híbrido Rebeca foram produzidas em espuma fenólica irrigada com solução nutritiva e transplantadas para o leito de cultivo ao atingirem o estágio de 4 a 6 folhas definitivas. O delineamento experimental utilizado foi um fatorial 4x2 com parcelas sub-divididas e três repetições. O primeiro fator foi constituído pelas densidades de plantio de 11,1; 8,3; 6,6 e 5,5 plantas por m2. O segundo fator foi constituído por números de cachos, ou seja, plantas conduzidas com um ou dois cachos, deixando-se três folhas acima do cacho. A poda apical ocorreu quando todas as plantas se encontravam com três folhas acima do 1° ou do 2° cacho. Foram empregadas as soluções nutritivas de crescimento vegetativo e de frutificação preconizadas por Fernandes et al., (2002). Os frutos foram coletados para análise quando atingiram a completa coloração vermelha. Por ocasião da colheita dos frutos foi feita análise foliar para determinar o estado nutricional da planta. Para as características peso médio e diâmetro dos frutos, espessura do mesocarpo, pH do fruto, matéria seca dos frutos, sólidos solúveis, ácido cítrico, carotenóides totais, licopeno, matéria seca dos folíolos e pecíolos e altura de inserção do primeiro cacho não foram encontradas diferenças significativas entre os tratamentos. As plantas produziram frutos com 183,64 g de peso médio, 72,7 mm de diâmetro e 9,6 mm de espessura de mesocarpo. Dos fatores avaliados apenas número de cachos teve efeito positivo na produção por planta. A produtividade total por área foi influenciada pela interação densidade de plantio x número de cachos por planta. Quanto aos nutrientes, o N-total na folha aumentou com o aumento da densidade de plantio de 5,5 para 6,6 plantas por m2, tendo queda subseqüente. Os teores de boro na folha aumentaram linearmente com o aumento das densidades de plantio e os teores de zinco na folha diminuíram linearmente com o aumento das densidades de plantio. Os teores de N-total, P e Zn no fruto diminuíram linearmente com o aumento das densidades de plantio. Não houve diferenças significativas para os demais nutrientes. As variações observadas para os teores de nutrientes minerais nas folhas e frutos do tomateiro não comprometeram a produção nem a qualidade dos frutos no cultivo realizado. O tratamento que possibilitou a maior produção foi 11,1 plantas por m2 com dois cachos cuja produção foi de 22,61 kg.m-2 ou 226,1 t.ha-1, em 134 dias de cultivo.
During the period comprehended between 05/05/2006 to 27/10/2006 it was carried out an experiment with the Rebeca long shelf life hybrid of tomato. The experiment was performed at the Fitotecnia Departament of the University Federal de Viçosa in a greenhouse with hydroponic sub-irrigation system, using expanded clay as substratum. The tomato seedlings were produced in phenolic foam daily irrigated with nutrient solution until they reach the stage of four to six leaves. At that stage the seedlings were transplanted to the cultivation beds. The experimental design was a factorial 4x2 with treatments arranged in split plot. Three repetitions were performed. The first factor was constituted by the densities of 11.1; 8.3; 6.6 and 5.5 plants.m-2.The second factor was constituted by numbers of trusses, which means that the plants were conducted with one or two trusses, leaving themselves three leaves above the truss. The apical cuttings were made when all the plants were with three leaves above of 1° or 2° truss. There were used the nutrient solutions described by Fernandes et al. (2002) to vegetative and reproductive growths. At the end of the experiment there were evaluated the yield, fruits quality, and the tomato plant nutritional status. The fruits were collected for analysis when reached full red color. At the fruits harvest the foliar analysis was done to determine the plant nutritional status. The fruits characteristics mean weight diameter, fruit wall thickness, fruit pH, fruit dry weight, soluble solids, citric acid, total carotenoid and lycopen, plus leaflets and stem dry weigh, and the high of the first truss insertion in the stem had not been presented significant differences between the treatments. The plants had produced fruits with 183.64 g in average, 72.7 mm of diameter and 9,6 mm of fruit wall thickness. Among the factors evaluated only number of trusses had positive effect on yield per plant. The total productivity per area was influenced by the interaction density x number of truss per plant. For nutrients, the total-N in the leaf increased with an increase in the planting density of 5.5 to 6.6 plants per m2, and having subsequent decrease. The levels of boron in the leaf increased linearly with the increase of planting density and the levels of zinc in the leaf decreased linearly with the increase of density. The total-N, P and Zn contents in the fruits decreased linearly with the increase of density. There were no significant differences for other nutrients. Differences in the mineral nutrients contents in the leaves and tomatoes fruits not undertaken the yield nor the fruit quality. The treatment which has the largest yield was 11.1 plants per m2 with two trusses whose yield was 22.61 kg.m-2 or 226.1 t.ha-1 in a 134 days of cultivation.
Palavras-chave: Lycopersicon esculentum
Cultivo sem solo
Adensamento
Lycopersicon esculentum
Soilless cultivation
Plant density
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: CARDOSO, Flávio Barcellos. Tomato productivity and quality in different densities and trusses number in hydroponic. 2007. 49 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4457
Data do documento: 18-Jul-2007
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf244,94 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.