Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4459
Tipo: Dissertação
Título: Crescimento e acúmulo de nutrientes em bucha vegetal (Luffa cylindrica)
Título(s) alternativo(s): Growth and nutrient accumulation in sponge gourd (Luffa cylindrica)
Autor(es): Siqueira, Rosileyde Gonçalves
Primeiro Orientador: Santos, Ricardo Henrique Silva
Primeiro coorientador: Martinez, Hermínia Emília Prieto
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Fontes, Paulo Cezar Rezende
Segundo avaliador: Lopes, José Flávio
Terceiro avaliador: Pedrosa, Marinalva Woods
Abstract: As plantas possuem, em média, 5% de nutrientes minerais na matéria seca, porém as diferenças de acúmulo desses nutrientes são grandes entre espécies e as quantidades totais exigidas por uma cultura dependem da produtividade. Paralelamente, a absorção de nutrientes varia de acordo com a fase de desenvolvimento da planta, intensificando-se com o florescimento, a formação e o crescimento dos frutos. A análise de crescimento permite avaliar a progressão do acúmulo de massa e nutrientes dos diferentes órgãos da planta. O objetivo do trabalho foi determinar o crescimento e a absorção de nutrientes nos diferentes órgãos de um acesso de Luffa cylindrica. Os teores de nutrientes e o acúmulo de massa foram determinados aos 30, 60, 90, 120, 150, 180, 210 e 240 dias após o transplantio (DAT). Cada parcela continha duas plantas e foi adotado o delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, constando de 32 parcelas delimitadas pela área de cada estaleiro. Na data de amostragem, as plantas foram cortadas ao nível do solo, separadas em folhas, caule e ramos e flores e frutos, sendo determinada a massa da matéria fresca. Amostras de cada órgão foram secas em estufa e foi determinada a massa da matéria seca e, em laboratório, os teores de nutrientes. As variáveis foram submetidas à análise de variância e regressão. O ponto de máxima produção total de matéria seca ocorreu aos 231,01 DAT, com um acúmulo de 9,69 kg pl-1. A matéria seca das folhas correspondeu a 14,04%, a matéria seca do caule e ramos a 27,34%, e a matéria seca acumulada pelas flores e frutos foi de 58,51% da matéria seca total. O maior acúmulo de nitrogênio e cálcio ocorreu nas folhas, enquanto que fósforo, potássio, magnésio e enxofre, foram mais acumulados nas flores e frutos. O potássio foi o macronutriente mais absorvido pela planta, seguido pelo nitrogênio, cálcio, fósforo, magnésio e enxofre, nesta ordem. O maior acúmulo de ferro e manganês ocorreu nas folhas, enquanto que cobre e zinco foram mais acumulados nas flores e frutos. Entre os micronutriente, o ferro foi o mais absorvido pela planta, seguido pelo manganês, cobre e zinco, nesta ordem. Nos frutos comerciais, a média do comprimento foi de 0,90 m, do diâmetro superior foi de 6,23 cm, do diâmetro médio foi de 8,17 cm, do diâmetro inferior foi de 10,62 cm e a uniformidade de diâmetro foi de 1,30. Aos 240 DAT, os frutos corresponderam a 80,3% da matéria seca total acumulada pela planta. Do total dos nutrientes acumulados na planta ao final do experimento, os frutos exportaram 40,0% do nitrogênio, 54,6% do fósforo, 60,1% do potássio, 25,2% do cálcio, 50,8% do magnésio e 57% do enxofre. O potássio foi o nutriente mais exportado pelos frutos, com um total de 93,76 kg ha-1, seguido pelo nitrogênio com 25,36 kg ha-1, pelo fósforo com 15,46 kg ha-1, pelo cálcio com 13,55 kg ha-1, pelo magnésio com 5,48 kg ha-1 e por último pelo enxofre com 3,54 kg ha-1. O ferro foi o micronutriente mais exportado pelos frutos, com um total de 346,09 g ha-1, seguido pelo zinco com 89,68 g ha-1, pelo manganês com 84,28 g ha-1, e por último pelo cobre com 31,83 g ha-1.
Plants present an average o 5% of mineral nutrients in its dry mass, but there area wide differences in nutrient accumulation among species, and the total nutrient amount required by crop depends on its productivity. Besides, the nutrient absorption varies according to plant development stage and it is enhanced by flowering and fruit formation and growth. The plant growth analysis allows the evaluation of the mass and nutrient accumulation progress in different plant organs. The goal of this project was to determine the growth and nutrient absorption in different organs of an access of Luffa cylindrica. The nutrient content in plant tissue and mass accumulation were determined at 30, 60, 90, 120, 150, 180, 210 and 240 days after transplant (DAT). Each plot presented two plants and the experiment was set up in completely randomized design and four repetitions, totalizing 32 plots limited by each trellis area. At each sampling date plants were cut at soil level and separated in leaves, stems and flowers and fruits, and determined the fresh mass. Samples of each plant organ were dried in oven and it was determined the dry mass and its nutrient content. The data was then submitted to analysis of variance and regression analysis. The maximum of total dry mass production occurred at 231.01 DAT, with and accumulation of 9.69 kg pl-1. The leaves dry mass represented 14.04%, the stems dry mass 27.34% and the flowers and fruits accumulated dry mass represented 58.51% of the total aboveground dry mass. Nitrogen and calcium were more accumulated in the leaves, while phosphorus, potassium, magnesium and sulfur were more accumulated in the flowers and fruits. Potassium was the macronutrient more absorbed by the plants, followed by nitrogen, calcium, phosphorus, magnesium and sulfur, in decreasing order. Iron and manganese were more accumulated in the leaves, while copper and zinc were more accumulated in flowers and fruits. Among the micronutrients, iron presented the highest absorption by the plant, followed in decreasing order by manganese, copper and zinc. In commercial fruits, the average length was 0.90 m, the top diameter average was 6.23 cm, the middle diameter average was 8.17 cm, the average basal diameter was 10.63 cm and the diameter uniformity was 1.30. At 240 DAT the fruits represented 80.3% of the total plant accumulated dry mass. Of the total nutrients accumulated by the plants at the end of the experiment, the fruits exported 40.0% of the nitrogen, 54.6% of the phosphorus, 60,1% of the potassium, 25.2% of the calcium, 50.8% of the magnesium and 57.0% of the sulfur. Potassium was the more exported nutrient by the fruits, presenting 93.77 kg ha-1 of K exported, followed by nitrogen (25.37 kg ha-1), phosphorus (15.46 kg ha-1), calcium (13.55 kg ha-1), magnesium (5.48 kg ha-1) and sulfur(3.54 kg ha-1). Iron (346.09 g ha-1) was the micronutrient more exported by fruits, followed by zinc (89.68 g ha-1), manganese (84.28 g ha-1) and copper (31.83 g ha-1).
Palavras-chave: Luffa cylindrica
Nutrição mineral
Órgãos da planta
Exportação
Luffa cylindrica
Mineral nutrition
Plant organs
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: SIQUEIRA, Rosileyde Gonçalves. Growth and nutrient accumulation in sponge gourd (Luffa cylindrica). 2007. 64 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4459
Data do documento: 23-Jul-2007
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf308,93 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.