Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4498
Tipo: Dissertação
Título: Capacidade combinatória e seleção de pessegueiro para baixa necessidade de frio hibernal
Título(s) alternativo(s): Combining ability and peach tree selection for low chilling requirement
Autor(es): Silva, José Osmar da Costa e
Primeiro Orientador: Bruckner, Claudio Horst
Primeiro coorientador: Wagner Júnior, Américo
Segundo coorientador: Cruz, Cosme Damião
Primeiro avaliador: Siqueira, Dalmo Lopes de
Segundo avaliador: Santos, Carlos Eduardo Magalhães dos
Abstract: O pessegueiro (Prunus persica) é uma espécie de clima temperado que pode ser cultivada em áreas com climas apresentando inverno ameno através da utilização de genótipos adaptados. Esta espécie apresenta dormência em gemas e sementes, sendo que a exposição a um período sob baixas temperaturas é a principal forma para a superação da dormência nesses dois órgãos. Geralmente, plantas que apresentam baixa necessidade de frio para a superação da dormência de gemas produzem sementes com mesmo comportamento relacionado à necessidade de frio para germinarem. A dormência existente nesses dois órgãos parece estar relacionada, embora esta relação ainda não esteja totalmente esclarecida. Por meio de provável ligação existente entre ambas, tem sido realizadas tentativas de praticar pré-seleção de indivíduos com baixa necessidade de frio para gemas baseados nos requerimentos da semente. No entanto, é necessário melhor entendimento do controle do processo de dormência da semente para que isso seja possível com confiabilidade. Este trabalho constituiu-se de três estudos: i) foi observado o comportamento de vinte e duas famílias de pessegueiro na geração F2 em região de inverno ameno. As famílias foram obtidas das combinações entre dezenove genótipos (cultivares e seleções) apresentando entre baixa a média necessidade de frio. As características avaliadas foram a taxa de brotação, altura de plantas e diâmetro do tronco; ii) a capacidade combinatória geral (CGC) e específica (CEC) entre dois grupos de progenitores foi obtida a partir de descendentes na geração F2, no delineamento dialelo parcial. Dois cultivares ( Premier e Rubro-sol ) foram utilizados como progenitores masculinos e cinco ( Biuti , Cristal , Doçura , Real e Relíquia ) como progenitores femininos. As características avaliadas foram taxa de brotação, altura de plantas e diâmetro do tronco; iii) a influência do genótipo do embrião sobre a dormência de sementes de pessegueiro foi estudada, obtendo-se para tanto, sementes resultantes da autopolinização natural do pessegueiro Campinas 1 (de baixa necessidade de frio), e do cruzamento deste com Miraflores (de alta necessidade de frio). As sementes foram estratificadas e o tempo necessário para a germinação entre ambos foi comparado. Oito das vinte e duas famílias estudadas quanto à adaptação as condições subtropicais apresentaram superioridade em relação à brotação de gemas vegetativas, indicando maior adaptação ao local de cultivo. As duas variáveis indicadoras de vigor das plantas (diâmetro do tronco e altura) não apresentaram correlação significativa com a taxa de brotação, porém comparando-se as mesmas houve alta e significativa correlação (0.8231**). Na análise dialélica observou-se significância para as variâncias de capacidade geral e específica para todas as variáveis estudadas, indicando que efeitos gênicos aditivos e não-aditivos estão envolvidos no controle das características avaliadas. No grupo de genitores masculinos, o cultivar Rubro-sol apresentou maior CGC para a taxa de brotação, enquanto que para o cultivar Premier a maior CGC foi para altura de planta e diâmetro do tronco. No grupo de genitores femininos, o cultivar Biuti apresentou maior CGC para todas as características avaliadas. A melhor combinação específica foi entre Rubro-sol x Biuti , promovendo ganhos em todas as características avaliadas. Sementes de Campinas 1 apresentaram germinação rápida e uniforme, enquanto sementes do híbrido Campinas 1 Miraflores apresentaram germinação lenta. A necessidade de frio para a superação da endodormência era influenciada pelo genótipo do embrião. Esse resultado indica que a necessidade de frio para a superação da dormência em sementes poderá ser empregado na seleção precoce de plantas com baixa necessidade de frio.
The peach (Prunus persica) specie is a temperate fruit plant. It can be also grown in mild winter areas through use of genotypes developed for mild winter climate. This specie show dormancy in buds and seeds. The chilling is the principal form for breaking the buds and seed dormancy. Generally plants with low chilling requirement to break dormancy of buds produced seeds with similar tendency in relation to chilling requirement to germinate. The dormancy from these two organs appeared have interrelation, although this relation is not totally well understood. Based on the probable link existed between them, the selection with base on the chilling requirement of seeds to get plants with similar chilling requirement, experiment were studied. Therefore, it is necessary to understand the control processes of seed dormancy for that it will be possible. This work constitute three studies: i) the response of twenty two families of peach tree in F2 generation in the mild winter region were observed. The families were obtained from the combination of nineteen genotypes (varieties and selections) showed low and medium chilling requirement. The characteristics evaluated were vegetative budbreak percentage, tree height and main stem diameter; ii) the general combining ability (GCA) and specific combining ability (SCA) between two groups of progenitors was evaluated from the progenies at F2 generation using partial diallel analysis. In this analysis two varieties (Premier and Rubro-sol) were used as male parents and five varieties (Biuti, Cristal, Doçura, Real and Relíquia) were used as female parents. The vegetative budbreak percentage, plant height and main stem diameter were evaluated. iii) to evaluate the influence of the genotype of the embryo in the seeds dormancy of peach tree, the experiment was realized with seeds obtained from open pollinated peach plant Campinas 1 (low chilling requirement) and crossed with Miraflores (high chilling requirement). The seeds were stratified and the stratification time for germination was compared between the seeds. Eight of twenty two families studied in relation of the adaptation for subtropical condition showed superiority in relation of vegetative budbreak, indicated high adaptability for the area of production. The two variables that it indicate vigor (diameter and tree height) did not showed significant correlation with budbreak percentage, but there was significant correlation (0.8231**) when compared it. The diallel analysis showed significant for the variance of general combining ability and specific combining ability for all the variables studied, indicating the involvement of additive and non-additive genetic effect in the control of these characteristics. In the female parent, the Rubro-Sol variety presented high GCA for budbreak percentage, while Premier variety presented high GCA for tree height and stem diameter. Within the female parents the Biuti variety showed high GCA for all the characteristics evaluated. The best specific combination was Rubro-sol x Biuti crossing which showed high genetic gain for all of the characteristics evaluated. The peach seed tree showed dormancy due to the effect of the genotype of the embryo.
Palavras-chave: Prunus persica
Adaptação
Brotação
Prunus persica
Adaptation
Vegetative budbreak
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA::MELHORAMENTO VEGETAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: SILVA, José Osmar da Costa e. Combining ability and peach tree selection for low chilling requirement. 2008. 66 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4498
Data do documento: 16-Dez-2008
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf275,49 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.