Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4529
Tipo: Dissertação
Título: Caracterização de germoplasma de pinhão manso (Jatropha curcas L.) por descritores morfo-agronômicos
Título(s) alternativo(s): Characterization of germplasm of physic nut (Jatropha curcas L.) for morphoagronomic descriptors
Autor(es): Freitas, Ricardo Galvão de
Primeiro Orientador: Dias, Luiz Antonio dos Santos
Primeiro coorientador: Missio, Robson Fernando
Segundo coorientador: Resende, Marcos Deon Vilela de
Primeiro avaliador: Galvão, João Carlos Cardoso
Segundo avaliador: Oliveira, Lucimar Rodrigues de
Terceiro avaliador: Reis, Edésio Fialho dos
Abstract: Pinhão manso (Jatropha curcas L.) é uma espécie altamente promissora para produção de biodiesel. Seus descritores são desconhecidos e a avaliação da sua variabilidade genética ainda não foi feita. Este é o primeiro estudo da variabilidade genética em acessos de J. curcas e teve como objetivo iniciar a definição dos descritores morfo-agronômicos da fase juvenil, avaliar a variabilidade e estimar parâmetros genéticos em progênies e suas matrizes. O banco de germoplasma (BAG) de J. curcas da UFV contém 75 acessos do Brasil e três do Camboja. As avaliações foram realizadas aos oito e aos 14 meses de campo. Os descritores morfo-agronômicos avaliados nas progênies foram altura da planta (ALT) e da ramificação (ALTR), diâmetro da copa (DCP) e do caule (DCL), número de ramos (NR), comprimento (CF) e largura foliar (LF), razão CF/LF e tamanho do pecíolo (TP). Os descritores de sementes avaliados nas matrizes foram teor de óleo nas sementes (Óleo), peso de 100 sementes (PS), comprimento (CS) e largura das sementes (LS) e razão CS/LS. As estimativas de parâmetros genéticos, a análise de correlação genotípica entre descritores e a distância de Mahalanobis, que quantificou a variabilidade genética, foram processadas nos softwares SELEGEN e SAS. Sobre esta matriz de distância foram aplicados os agrupamentos de Tocher e UPGMA. A divergência genética também foi avaliada por variáveis canônicas. A contribuição relativa dos descritores para a divergência foi avaliada com base na matriz de distâncias e na estimativa dos autovetores associados às últimas variáveis canônicas. Estas últimas análises foram processadas no software GENES. O teor médio de óleo nas sementes foi 31%, com uma variação de 16 a 45%. Nenhuma correlação genética foi encontrada entre descritores morfo-agronômicos e teor de óleo. Elevados coeficientes de variação genética foram encontrados para os descritores de semente (PS e Óleo) e para os morfo-agronômicos aos oito (ALTR, ALT, NR e DCL) e aos 14 meses de campo (ALTR e TP). Os maiores coeficientes de herdabilidades no sentido restrito foram encontrados, aos oito meses de campo, para CF, LF e DCL e, aos 14 meses de campo, para os descritores CF, TP e LF. O agrupamento de Tocher possibilitou, em ambas as épocas de avaliação, a separação dos acessos em três grupos distintos. O dendrograma por UPGMA possibilitou a separação dos acessos, aos oito e 14 meses de campo, em oito e 15 grupos distintos, respectivamente. A análise de variáveis canônicas também evidenciou divergência entre acessos. As duas primeiras variáveis canônicas explicaram 88,67 e 82,35% de toda variação, aos oito e 14 meses de campo, respectivamente, formando quatro grupos distintos em ambas as idades de avaliação. O próximo passo é a escolha dos grupos divergentes e dentro deles a identificação dos acessos mais interessantes ao melhorista. Assim a existência de diversidade genética no BAG foi comprovada e isso é importante para continuidade dos trabalhos de melhoramento genético, com o objetivo de obter cultivares de elevada produção de grãos e alta produtividade de óleo. Acessos com alto teor de óleo nas sementes foram agrupados separadamente, e o cruzamento entre estes deve ser explorado pelo programa. Para o registro de proteção de cultivares, os descritores que mais contribuíram para a divergência foram ALT e DCL, os demais variam em importância com o passar do tempo. Avaliações futuras envolvendo os mesmos descritores e outros relacionados ao ciclo reprodutivo (inflorescências) e produtivo (número de cachos, de frutos por cacho, de sementes por frutos e produção) podem ampliar ainda mais o conhecimento da espécie e permitir o avanço do seu melhoramento.
Physic nut (Jatropha curcas L.) is a highly promising species for biofuel production. Its descriptors are known and evaluation of its genetic variability has not been done yet. This is the first study on genetic variability in J. curcas accessions and its aim was to start the definition of morph-agronomical descriptors in juvenile phase, to evaluate the and to estimate genetic parameters in progenies and their matrix. Germplasm bank (GBA) of J. curcas at UFV contains 75 accessions from Brazil and three from Cambodia. Evaluations were done at eight and at 14 months of field. Morph-agronomical descriptors evaluated in progenies were plant height (PH) and height of branches (HEIB), crown diameter (CD) and diameter of stem (DS), number of branches (NB), length (LL) and width (WL) of the leaf, LL/WL ratio and petiole size (PS). Descriptors of seed evaluated in matrix were oil content in the seeds (OIL), weight of 100 seeds (WS), length and width of the seeds and LS/WS ratio. Estimates of genetic parameters, analysis of genotypic correlation among descriptors and Mahalanobis distance, which quantified genetic variability, were processed using softwares SELEGEN e SAS. On this distance matrix, it was applied Tocher and UPGMA clusters. Genetic divergence was also evaluated through canonical variables. The relative contribution from descriptors for divergence was evaluated based on matrix of distances and eigenvectors estimate associated to the later canonical variables. These last analyses were processed using software GENES. Average oil content in seeds was 31% ranging from 16 to 45%. It was found no genetic correlation among morph-agronomical descriptors and oil content. High coefficients of genetic variation were found for seed descriptors (PS and OIL) and for morphagronomical at eight (HEIB, PH, NB and DS) and at 14 (HEIB and PS) months of field. The highest herdability coefficients in a strict sense were found, at eight months of field, for LL, WL and DS, and at 14 months of field, for descriptors LL, PS and WL. Tocher cluster made it possible, in both evaluation times, separation of accessions in three different groups. Dendogram by UPGMA was able to separate accesses, at eight and 14 months of field, in eight and 15 different groups, respectively. Analyses of canonical variable also evidenced divergence among accesses. The two first canonical variables explained 88.67 and 82.35% all variation, at eight and 14 months of field, respectively, forming four different groups for both ages of evaluation. The next step is choosing divergent groups and within them the identification of the most interesting accesses for the breeder. Thus, the existence of genetic diversity in GBA was proven which is important for continuity of genetic breeding works aiming at obtaining cultivars with high production of grain and high productivity of oil. Accessions with high oil content in the seeds were separately grouped, and crossing among them must be explored by the program. For registration of cultivar protection, the descriptors that contributed at most for divergence were PH and DS, the others vary in importance over time. Future evaluations involving the same descriptors and other related to reproductive cycle (inflorescences) and productive cycle (number of bunches, number of fruit per bunch, number of seeds per fruit and production) can increase even more the knowledge on the species and permit the advance on its breeding.
Palavras-chave: Teor de óleo
Divergência genética
Estimativas de parâmetros genéticos
Correlação genética
Agrupamento
Oil content
Genetic divergence
Estimate genetic parameters
Genetic correlation
Grouping
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: FREITAS, Ricardo Galvão de. Characterization of germplasm of physic nut (Jatropha curcas L.) for morphoagronomic descriptors. 2010. 76 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4529
Data do documento: 20-Jul-2010
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf497,54 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.