Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4537
Tipo: Dissertação
Título: Variação temporal e espacial do risco de falhas de controle químico de Tuta absoluta
Título(s) alternativo(s): Temporal and spatial variation in the risk of failure of chemical control of Tuta absoluta
Autor(es): Gontijo, Pablo da Costa
Primeiro Orientador: Picanço, Marcelo Coutinho
Primeiro coorientador: Guedes, Raul Narciso Carvalho
Segundo coorientador: Pereira, Eliseu José Guedes
Primeiro avaliador: Silva, Ézio Marques da
Abstract: A resistência a inseticidas é a principal causa de falhas de controle da traça do tomateiro Tuta absoluta (Meyrick) (Lepidoptera: Gelechiidae). No manejo da resistência é importante conhecer os fatores que influenciam a suscetibilidade da praga aos inseticidas. Assim, o objetivo desse trabalho foi monitorar a suscetibilidade de T. absoluta a inseticidas nos principais biomas de cultivo de tomate no Brasil e determinar a influência dos elementos climáticos e relevo na variação temporal e espacial da suscetibilidade a inseticidas. Foram usadas 20 populações, sendo sete populações do bioma Cerrado e 13 da Mata Atlântica. Estas populações foram coletadas nas safras de 2000, 2004 e 2007. Os inseticidas usados foram o inibidor respiratório clorfenapir, os neurotóxicos abamectina, bifentrina, espinosade e indoxacarbe e os reguladores de crescimento teflubenzurom e triflumurom. A maioria das populações de T. absoluta foi suscetível a abamectina, clorfenapir e espinosade. O inverso ocorreu com a bifentrina, teflubenzurom e triflumurom. A suscetibilidade das populações brasileiras de T. absoluta foram variáveis no tempo e no espaço ao indoxacarbe. As populações T. absoluta do Cerrado foram menos suscetíveis à abamectina e indoxacarbe quando comparadas às populações da Mata Atlântica. Em locais de clima seco, quente e ensolarado foi maior o risco de desenvolvimento de resistência de T. absoluta aos inseticidas. Em relevo plano e em cultivos posicionados na direção dos ventos foram maiores os riscos da dispersão de T. absoluta e de propagação da sua resistência a inseticidas, como ocorreu no bioma do Cerrado brasileiro.
The resistance to insecticides is the main cause of control failure the tomato leafminer Tuta absoluta (Meyrick) (Lepidoptera: Gelechiidae). In resistance management is important to know how factors that influence the susceptibility of the pest to insecticides. Thus, the purpose of this study was monitoring the susceptibility of T. absoluta to insecticides in the major biomes of tomato cultivation in Brazil and the influence of climatic elements and relief in spatial and temporal variation to susceptibility to insecticides. We used 20 populations, seven this populations of the Brazilian savannah and 13 of Atlantic forest. These populations were collected in the harvests of 2000, 2004 and 2007. The insecticides used were respiratory inhibitor chlorfenapyr, neurotoxic abamectin, bifenthrin, spinosad and indoxacarb, and growth regulators teflubenzuron triflumuron. Most populations of T. absoluta was susceptible to abamectin, and spinosad chlorfenapyr. The susceptibility of Brazilian populations of T. absoluta was variable in time and space to indoxacarb. Populations T. absoluta of Brazilian savannah is less susceptible to abamectin and indoxacarb in compared to the populations of the Atlantic. In dry climates hot and sunny was the greatest risk of developing resistance to T. absoluta insecticides. In relief and cultured positioned in wind direction were higher risks of dispersion of T. absoluta and propagation of its resistance to insecticides, as occurred in the Brazilian savannah biome.
Palavras-chave: Traça do tomateiro
Resistência a inseticidas
Manejo da resistência
Tomato leafminer
Resistance to insecticides
Resistance management
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: GONTIJO, Pablo da Costa. Temporal and spatial variation in the risk of failure of chemical control of Tuta absoluta. 2011. 38 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4537
Data do documento: 21-Fev-2011
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf795,52 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.