Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4551
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorViana, Rafael Gomes
dc.date.accessioned2015-03-26T13:39:43Z-
dc.date.available2014-08-13
dc.date.available2015-03-26T13:39:43Z-
dc.date.issued2006-09-18
dc.identifier.citationVIANA, Rafael Gomes. Evaluation of spray nozzle by different operational conditions. 2006. 57 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/4551-
dc.description.abstractObjetivou-se, neste trabalho, avaliar diferentes pontas de pulverização em diferentes condições operacionais, visando fornecer subsídios para a seleção correta de pontas de pulverização para aplicação de agrotóxicos. O trabalho constou de dois experimentos. No primeiro foi avaliado a deposição de gotas no dossel da soja pelas pontas de pulverização XR11002 (XR), TXA-8002 (TX), TT11002 (TT) e TJ60-8002 (TJ), submetidas a pressões de 827, 552 e 276 kPa. Quantificou-se o diâmetro da mediana volumétrica (DMV) da população de gotas, densidade de gotas (gotas cm-2) e porcentagem de cobertura. A coleta das gotas foi realizada em três posições no dossel da soja: terço superior, médio e inferior da planta em esquema fatorial 4x3x3 (quatro pontas de pulverização, três pressões e três posições no dossel da planta) em um DBC com quatro repetições. No segundo experimento avaliou-se as características técnicas das pontas de pulverização LA-1JC e SR-1 sob diferentes condições operacionais. Avaliou-se o perfil de distribuição das pontas em bancada de ensaios padronizada seguindo a norma ISO 5682/2 em alturas de 30, 40 e 50 cm, determinou-se a vazão das pontas, o espectro de gotas, o ângulo de pulverização esquerdo, direito e total. Todas as características avaliadas foram submetidas as pressões de 100, 200 e 300 kPa. Observou-se no experimento de deposição de calda no dossel da soja, que a população de gotas apresentou maior DMV no terço superior da planta, entretanto a ponta TJ proporcionou gotas com DMV homogêneo nas posições avaliadas. Independente da ponta de pulverização utilizada, a pressão de 276 kPa permitiu deposição de gotas com tamanho uniforme nas três posições. Para as demais pressões, maior DMV foi obtido no terço superior da planta. A ponta TJ, proporcionou cobertura do alvo semelhante nos três terços e cobertura superior as demais pontas no terço médio e inferior da planta. As pontas promoveram maior densidade de gotas no terço superior da planta, decrescendo à medida que se reduz a altura, exceto para ponta TJ, que apresentou densidade de gotas homogênea nas três posições. Avaliando as características técnicas das pontas SR-1e LA-1JC, observou-se perfil de distribuição contínuo para as pontas LA1-JC em todas as pressões e da SR-1 quando utilizado a pressão de 100 kPa, sendo indicado para aplicação em faixa. A ponta SR-1 nas pressões de 200 e 300 kPa apresentou perfil descontínuo, sendo indicado para aplicação em área total. Houve melhor uniformidade de distribuição (menor coeficiente de variação), com menor espaçamento entre pontas e maior altura de barra. Para ambas as pontas, à medida que se aumentou a pressão diminuiu-se o DMV. Independente da pressão de trabalho utilizada, as pontas LA-1JC e SR-1 proporcionaram gotas extremamente grossas. O CH está adequado aos padrões para pontas de jato plano (menor que 5), apresentando boa homogeneidade no espectro de gotas em todas as pressões de trabalho. A ponta LA-1JC apresentou maior vazão em relação a ponta SR-1, nas pressões de 200 e 300 kPa, não sendo verificada diferença quando utilizada a pressão de 100 kPa. O ângulo de pulverização esquerdo e direito foram simétricos não havendo diferenças entre pontas e pressão. Houve aumento no ângulo a medida que se aumentou a pressão para ambas as pontas.pt_BR
dc.description.abstractThis work had the objective to evaluate different spray nozzle by different operational conditions in order to have subsidies for the correct selection of spray nozzle for pesticide application. The work consisted of two experiments. On the first, it was evaluated the deposition of drops on the soybean canopy by spray nozzle XR11002 (XR), TXA8002 (TX), TT11002 (TT) and TJ60-8002 (TJ) exposed to pressure of 827, 552 and 276 kPa. It was quantified the volume median diameter (DMV) of the drop population, density of drops (drops cm-2) and covering percentage. The drops were collected in three positions on the soybean canopy: superior third, medium and inferior of the plant by factorial scheme 4x3x3 (four spray nozzle, three pressure and three positions on the soybean canopy) in a totally occasional sketch with four repetitions. On the second experiment, the technical characteristics of spray nozzle LA-1JC and SR-1 were evaluated by different operational conditions. It was evaluated the pattern check of spray nozzle in test workbench following the pattern ISO 5682/2 on heights of 30, 40 and 50 cm, determining spray nozzle outflow, drops spectrum, left, right and total angle spray. All characteristics analyzed were submitted to pressure of 100, 200 and 300 KPa. In the experiment about the deposition of drops on the soybean canopy, it was realized that the drop population showed higher DMV on the superior third of the plant. However, the nozzle TJ provided drops with homogeneous DMV in the evaluated positions. Independent of spray nozzle utilized, the pressure of 276 KPa allowed deposition of drops with same size on the three positions. For the other pressures, it was obtained higher pressure on the superior third of the plant. The TJ nozzle provided similar covering of the aim on the three third and superior covering on the other nozzle of the medium third and inferior of the plant. The nozzles promoted higher density of drops on the superior third of the plant, decreasing in proportion to reduce the height, except TJ nozzle which showed homogeneous density in the three positions. Analyzing technical characteristics of SR-1 and LA-1JC nozzles, it was observed continuous pattern check to the LAI-JC nozzles in all pressure and SR-1 when utilized pressure of 100kPa that was indicated for stripe. SR nozzle showed discontinued pattern in the pressure of 200 and 300 kPa, which is indicated for application in total area. There was better uniformity in the distribution (lower rate of variation), with lower set at intervals on the nozzles and higher bar height. For both nozzles DMV decreased in proportion to the increase of the pressure. Independent of the work pressure utilized, LA-1JC and SR-1 nozzles provided extremely dense drops. CH is adequate to the patterns of jet plane nozzle (lower than 5) showing great homogeneity in the drops spectrum in every work pressure. LA-1JC nozzle showed higher outflow than SR1, on the pressure of 200 and 300 kPa, having no difference observed when 100 kPa pressure was utilized. The left and right angle of pulverization were symmetrical that there weren t differences between nozzle and pressure. There was increasing on the angle in proportion to the pressure improvement on the nozzle. It is indicated TJ nozzle for pesticides application in adequate climate conditions.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPesticidaspor
dc.subjectTecnologia de aplicaçãopor
dc.subjectBicopor
dc.subjectDerivapor
dc.subjectGotaspor
dc.subjectCaracterísticas técnicaspor
dc.subjectPesticideseng
dc.subjectApplication technologyeng
dc.subjectNozzleeng
dc.subjectDropseng
dc.subjectTechnical characteristicseng
dc.titleAvaliação de pontas de pulverização sob diferentes condições operacionaispor
dc.title.alternativeEvaluation of spray nozzle by different operational conditionseng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/3539903811072915por
dc.contributor.advisor-co1Cecon, Paulo Roberto
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4788114T5por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentPlantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita depor
dc.publisher.programMestrado em Fitotecniapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIApor
dc.contributor.advisor1Teixeira, Mauri Martins
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783316J8por
dc.contributor.referee1Ferreira, Francisco Affonso
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783387U7por
dc.contributor.referee2Rodrigues, Gilton Jose
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4706643A8por
dc.contributor.referee3Freitas, Francisco Cláudio Lopes de
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4774458Z6por
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf430,62 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.