Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4562
Tipo: Dissertação
Título: Seleção de extratos brutos e frações de plantas do bioma cerrado em Tenebrio molitor (Coleoptera: Tenebrionidae) e Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) e toxicidade a Palmistichus elaeisis (Hymenoptera: Eulophidae)
Título(s) alternativo(s): Selection of crude extracts and fractions of plants of the cerrado in Tenebrio molitor (Coleoptera: Tenebrionidae) and Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) and toxicity to Palmistichus elaeisis (Hymenoptera: Eulophidae)
Autor(es): Tavares, Wagner de Souza
Primeiro Orientador: Zanuncio, José Cola
Primeiro coorientador: Cruz, Ivan
Segundo coorientador: Serrão, José Eduardo
Abstract: Plantas do cerrado brasileiro são fontes potenciais de substâncias inseticidas no controle de pragas agrícolas. Essas substâncias devem ser tóxicas às pragas e seletivas aos inimigos naturais. O objetivo desse trabalho foi selecionar extratos brutos e frações de plantas do cerrado brasileiro em Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) e Tenebrio molitor (Coleoptera: Tenebrionidae) e a toxicidade dos melhores materiais ao parasitoide Palmistichus elaeisis (Hymenoptera: Eulophidae) parasitando pupas desse Coleoptera. Esses insetos foram obtidos da criação massal dos mesmos da Universidade Federal de Viçosa (UFV) em Viçosa, Minas Gerais, Brasil e os extratos brutos e frações foram fabricados na Universidade Federal de Goiás (UFG) em Catalão, Goiás, Brasil, após coleta de plantas de Acisanthera sp. (Melastomataceae), Bidens sulphurea (Cav.) Sch.Bip., Lepidoploa aurea Mart. ex DC. (Asteraceae), Dimorphandra mollis Benth (Fabaceae), Memora nodosa (Silva Manso) Miers (Bignoniaceae) e Salvertia convallariaeodora A.St.-Hill. (Vochysiaceae) no cerrado em Catalão, Goiás. Soluções a 0,1 ou 0,01% foram fabricadas desses extratos brutos e frações e aplicadas sobre ovos de A. gemmatalis ou pupas parasitadas ou não de T. molitor pelo P. elaeisis mergulhadas na solução de cada produto. Essas soluções foram tóxicas à A. gemmatalis e T. molitor e seletivas ao inimigo natural P. elaeisis. Extratos das espécies de Asteraceae e Fabaceae foram escolhidos para futuros estudos de Manejo Integrado de Pragas (MIP) por terem sido tóxicos às pragas e seletivos ao inimigo natural.
Brazilian cerrado plants are potential sources of substances insecticides in agricultural pest control. These substances should be toxic to pests and selective to natural enemies. The objective of this work was to select extracts and fractions of Brazilian cerrado plants in Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) and Tenebrio molitor (Coleoptera: Tenebrionidae) and toxicity of the best materials to parasitoid Palmistichus elaeisis (Hymenoptera: Eulophidae) parasitizing pupae of this Coleoptera. These insects were obtained from the mass rearing of the same of the Federal University of Viçosa (UFV) in Viçosa, Minas Gerais State, Brazil and the crude extracts and fractions were made in the Federal University of Goiás (UFG) in Catalão, Goiás State, Brazil, after collection of plants of Acisanthera sp. (Melastomataceae), Bidens sulphurea (Cav.) Sch.Bip., Lepidoploa aurea Mart. ex DC. (Asteraceae), Dimorphandra mollis Benth (Fabaceae), Memora nodosa (Silva Manso) Miers (Bignoniaceae) and Salvertia convallariaeodora A.St.-Hill. (Vochysiaceae) in the cerrado in Catalão, Goiás State. Solutions to 0.1 or 0.01% were made of these crude extracts and fractions and applied on eggs of A. gemmatalis or pupae parasitized or not of T. molitor by P. elaeisis dipped in the solution of each product. These solutions were toxic to A. gemmatalis and T. molitor and selective to the natural enemy P. elaeisis. Extracts from species of Asteraceae and Fabaceae were chosen for further studies of Integrated Pest Management (IPM) because they were toxic to pests and selective to natural enemy.
Palavras-chave: Anticarsia gemmatalis
Tenebrio molitor
Palmistichus elaeisis
Toxicidade
Extratos botânicos
Anticarsia gemmatalis
Tenebrio molitor
Palmistichus elaeisis
Toxicity
Botanical extracts
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: TAVARES, Wagner de Souza. Selection of crude extracts and fractions of plants of the cerrado in Tenebrio molitor (Coleoptera: Tenebrionidae) and Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) and toxicity to Palmistichus elaeisis (Hymenoptera: Eulophidae). 2011. 114 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4562
Data do documento: 27-Jul-2011
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf709,71 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.