Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4587
Tipo: Dissertação
Título: Capacidade reprodutiva de Podisus nigrispinus (Heteroptera: Pentatomidae) com diferentes freqüências de acasalamento e troca de parceiros em plantas de soja
Título(s) alternativo(s): Reproductive capacity of Podisus nigrispinus (Heteroptera: Pentatomidae) with different frequencies of mating and changing of males in soy plants
Autor(es): Soares, Marcus Alvarenga
Primeiro Orientador: Zanuncio, José Cola
Primeiro coorientador: Sediyama, Carlos Sigueyuki
Segundo coorientador: Leite, Germano Leão Demolin
Primeiro avaliador: Sediyama, Tocio
Segundo avaliador: Souza, Moacil Alves de
Abstract: A soja, Glycine max (L.) Merrill é a cultura de exportação mais importante para países como os Estados Unidos, Argentina e o Brasil. Seu cultivo em extensas monoculturas aumenta o risco de pragas como lagartas desfolhadoras e o controle biológico com predadores representa uma ferramenta importante no manejo integrado das mesmas. Os predadores Pentatomidae apresentam Podisus nigrispinus (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidae) como sua espécie mais estudada. Objetivou-se estudar as características reprodutivas, os parâmetros das tabelas de fertilidade e esperança de vida e as mudanças morfológicas da espermateca de P. nigrispinus com diferentes freqüências de acasalamento e troca de parceiros em plantas de soja do cultivar Conquista. Os tratamentos foram: T1- um período de acasalamento- casais de P. nigrispinus mantidos por cinco dias e separados definitivamente; T2- rodízio de machos- casais mantidos por cinco dias e feito um rodízio dos mesmos entre as parcelas, de forma aleatória, durante todo o ciclo; T3- períodos intermitentes de acasalamentomachos de P. nigrispinus juntos com as fêmeas por cinco dias e afastados por dez dias durante todo o ciclo; T4- contato contínuo- machos e fêmeas de P. nigrispinus juntos durante todo o ciclo. Os casais de P. nigrispinus receberam água, diariamente, e quatro pupas de T. molitor duas vezes por semana. O número de ovos por fêmea de P. nigrispinus foi semelhante entre tratamentos, com 520,81 ± 77,33, 509,00 ± 61,10, 615,81 ± 90,54 e 496,87 ± 35,37 ovos nos T1, T2, T3 e T4, respectivamente, mas o de ninfas foi menor no T1, com 256,12 ± 54,58. A sobrevivência de fêmeas de P. nigrispinus foi menor nos tratamentos T2 e T4 e a taxa líquida de reprodução (Ro) menor no T1, com 115,34 ± 15,65 fêmeas produzidas por fêmea. Os demais tratamentos tiveram valores semelhantes de Ro com 184,86 ± 23,04, 209,27 ± 28,91 e 182,03 ± 27,01 fêmeas produzidas, respectivamente nos T2, T3 e T4. A taxa intrínseca de crescimento (rm) e a razão finita de aumento (λ) foram menores no tratamento T1 e os valores reprodutivos máximos (VRx) de P. nigrispinus foram de 40,44, 32,76, 48,09 e 35,14 fêmeas por fêmea nos tratamentos T1, T2, T3 e T4 respectivamente. Um único período de acasalamento não foi suficiente para manter a viabilidade dos ovos de P. nigrispinus. Os menores valores das Ro, rm e λ no T1 reforçam o fato de fêmeas desse predador não manterem sua fertilidade, apenas, com um período de acasalamento. A espermateca de fêmeas de P. nigrispinus não possui volume para armazenar espermatozóides suficientes para todo o ciclo de vida desse inimigo natural com, apenas, um período de acasalamento. Logo após o acasalamento, a espermateca apresenta-se arredondada e com grande quantidade de espermatozóides e secreções em seu interior. No entanto, ao longo do tempo esse órgão torna-se alongado e vazio, com dobras em sua epiderme, pela depleção dos espermatozóides. Os períodos entre acasalamentos são benéficos, para manterem o número e a viabilidade de ovos e aumentar a sobrevivência das fêmeas de P. nigrispinus. Os maiores picos de fertilidade específica (mx) e do valor reprodutivo (VRx) no T3 que nos T2 e T4 mostram que o acasalamento, seguido por períodos de ausência do macho, estimula a fertilidade de P. nigrispinus.
The soy, Glycine max (L.) Merrill, is the most important export culture for many countries such as the United States, Argentina and Brazil. Its cultivation in extensive monocultures can increase the risk of pests including defoliating caterpillars and the biological control with predators represent an important tool in the integrated pest management of them. Podisus nigrispinus (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidae) is the most studied Pentatomidae predator for this crop. The objective of this research was to study the reproductive characteristics, the parameters of the fertility an life expectancy tables and morphological changes of the espermateca of P. nigrispinus with different mating frequencies and change of males on soy plants of the Conquest cultivar. The treatments were: T1- one mating period- pairs of P. nigrispinus were maintained together during five days and separated definitively; T2- changing males- males of this predator was changed every five days randomly during the whole life of the female; T3- intermittent periods of mating- males of P. nigrispinus were separately from the females during periods of ten days every five days during the whole life of the females; T4- continuous contact- males and females of P. nigrispinus were maintained together during their whole life. The pairs of P. nigrispinus received water, daily, and four pupae of T. molitor twice a week. The number of eggs per female of P. nigrispinus was similar between treatments with 520.81 ± 77.33, 509.00 ± 61.10, 615.81 ± 90.54 and 496.87 ± 35.37 eggs in the T1, T2, T3 and T4, respectively but that of the nymphs was lower in the T1 with 256.12 ± 54.58. The survival of females of P. nigrispinus was lower in the treatments T2 and T4 and the liquid reproductive rate (Ro) smaller in the T1 with 115.34 ± 15.65 females produced per female of this predator. The other treatments had values of Ro similar with 184.86 ± 23.04, 209.27 ± 28.91 and 182.03 ± 27.01 females produced, respectively in the T2, T3 and T4. The intrinsic growth rate (rm) and the finite reason of increase (λ) were lower in the treatment T1 and the maximum reproductive value (VRx) of P. nigrispinus was 40.44, 32.76, 48.09 and 35.14 females per female in the treatments T1, T2, T3 and T4 respectively. A single mating period was not enough to maintain the egg viability of P. nigrispinus. The smallest values of Ro, and rm in the T1 reinforce the fact that females of this predator do not maintain its fertility, only, with a mating period. The espermateca of P. nigrispinus females does not present a volume sufficient to store enough spermatozoids for their whole life. The espermateca is of round shape with great amount of spermatozoids and secretions in its interior after the mating. However, this organ becomes prolonged and empty with folds in its epiderm along the lifetime of females of this predator due to the depletion of spermatozoids. On the other hand, the periods between mating are beneficial to maintain the number and the appropriate viability of eggs and to increase the survival of P. nigrispinus females. The highest peak of specific fertility (mx) and the reproductive value (VRx) in the T3 than in the T2 and T4 shows that repeated mating followed by periods of absence of males can stimulate the fertility of P. nigrispinus.
Palavras-chave: Soja
Controle biológico
Podisus nigrispinus
Soybean
Biological Control
Podisus nigrispinus
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: SOARES, Marcus Alvarenga. Reproductive capacity of Podisus nigrispinus (Heteroptera: Pentatomidae) with different frequencies of mating and changing of males in soy plants. 2006. 115 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4587
Data do documento: 21-Set-2006
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,19 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.