Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4598
Tipo: Dissertação
Título: Atividade de preparados homeopáticos em água e na temperatura do preparo de altas diluições
Título(s) alternativo(s): Activity of the homeopathic preparations in water and in the preparation of high temperature dilutions
Autor(es): Reis, Iná Lima
Primeiro Orientador: Casali, Vicente Wagner Dias
Primeiro avaliador: Bonfim, Filipe Pereira Giardini
Segundo avaliador: Sediyama, Tocio
Terceiro avaliador: Reis, Efraim Lázaro
Abstract: A temperatura da água em sistemas agrícolas influencia no desenvolvimento e produção de lavouras, o efeito é observado principalmente em cultivos hidropônicos onde a água é o veículo em que estão dissolvidos os nutrientes necessários ao desenvolvimento das plantas. Os mecanismos de atuação de altas diluições ainda são desconhecidos. Uma das teorias associa o efeito das preparações não moleculares às moléculas de água, e a energia presente. O efeito biofísico das moléculas de água não foi teorizado, entretanto, conhecimentos da física poderiam revelar propriedades das altas diluições que justificassem seus efeitos. Dentre esses conhecimentos é destaque a energia vibratória. O movimento vibratório da molécula de água é aumentado após o processo de sucussão podendo haver permuta de energia entre a molécula da água e a molécula do soluto. O objetivo foi avaliar o efeito de seis potências do preparado de alta diluição Rhus tox. manipulado em dois veículos (água destilada e etanol 70%) em água a 40 °C (representando temperatura elevada) e avaliar a temperatura nas etapas de manipulação dos preparados de alta diluição Baptisia tinctoria 3C, Baptisia tinctoria 12C, Atropa belladona 3C, Atropa belladona 12C, Hydrophobinum 6C e Hydrophobinum 12C por até 72 horas após o preparo. Na avaliação dos preparados de alta diluição de Rhus tox. foi observado o tempo de equilíbrio de temperatura da água à 40 °C, e estabilização da temperatura quando em contato com a água em temperatura ambiente (25 °C). Não houve diferença significativa entre os efeitos dos preparados de alta diluição de Rhus tox. manipulados com os veículos água destilada e etanol 70%. Houve menor tempo gasto na estabilização da temperatura nas amostras tratadas com o preparado de alta diluição Rhus tox. 3C, entretanto não houve diferença significativa entre os efeitos dos preparados de Rhus tox. nas potências 5C, 7C, 9C e 11C. Ao avaliar a temperatura nas etapas de preparo de altas diluições tratamentos de diversas potências foram selecionados com intuito de comparar as variáveis em diversas concentrações do soluto. Foi observado, desde o momento do preparo até no minímo 48 horas após, que no preparado de alta diluição a temperatura é superior em relação as fases veículo e solução. Diferenças entre tratamentos em que há soluto disperso e os tratamentos com concentração de soluto abaixo do inverso do Número de Avogadro podem ser comparadas imediatamente após o preparo das amostras e 48 horas após. A maior média de temperatura dos preparados de alta diluição está relacionada ao processo de sucussão.
The water temperature in agricultural systems influences the development and production of crops, the effect is mostly observed in hydroponic crops where water is the medium in which they are dissolved nutrients for plant development. The mechanisms of action of high dilutions are still unknown. One of the theories associated with the effect of molecular preparations not to water molecules, and the energy present. The biophysical effect of water molecules has not been theorized, however, could prove knowledge of the physical properties of high dilutions to justify their effects. Among them is prominent vibrational energy. The vibration of the water molecule is increased after the process of succussion can be no exchange of energy between the water molecule and the solute molecule. The objective was to evaluate the effect of the six powers prepared high dilution Rhus tox. manipulated on two vehicles (distilled water and 70% ethanol) in water at 40 °C (representing elevated temperature) and evaluating the temperature in steps manipulation high dilution Baptisia tinctoria 3C, Baptisia tinctoria 12C, Atropa belladonna 3C, Atropa belladonna 12C, Hydrophobinum 6C and Hydrophobinum 12C for 72 hours after preparation. In assessing prepared high dilution of Rhus tox. time was observed equilibrium water temperature 40 °C and stabilization of temperature when in contact with water at room temperature (25 °C). There was no significant difference between the effects of high dilution prepared Rhus tox. manipulated with vehicles distilled water and 70% ethanol. There was less time spent in the temperature stabilization the samples treated with the high dilution prepared Rhus tox. 3C, however no significant difference between the effects of preparations Rhus tox. in powers 5C, 7C, 9C and 11C. When evaluating the temperature in steps of preparing high dilutions of various treatments powers were selected with a view to compare the variables in different concentrations of solute. It was observed from the time of preparation until at least 48 hours after which the prepared high dilution the temperature is higher than the vehicle and solution phases. Differences among treatments in which there is dispersed solute and the solute concentration treatments below the inverse Avogadro's number can be compared immediately after sample preparation and after 48 hours. The highest average temperature of cooked high dilution is related to the process of succussion.
Palavras-chave: Homeopatia
Ultradiluições
Termodinâmica
Homeopathy
High dilutions
Thermodynamics
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: REIS, Iná Lima. Activity of the homeopathic preparations in water and in the preparation of high temperature dilutions. 2013. 52 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4598
Data do documento: 27-Fev-2013
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf328,91 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.