Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4599
Tipo: Dissertação
Título: Comportamento do fomesafen em solos brasileiros
Título(s) alternativo(s): Behaviour of fomesafem in brazilian soils
Autor(es): Silva, Gustavo Rodrigues da
Primeiro Orientador: Ferreira, Francisco Affonso
Primeiro coorientador: D'antonino, Leonardo
Segundo coorientador: Silva, Antônio Alberto da
Primeiro avaliador: Sediyama, Maria Aparecida Nogueira
Segundo avaliador: Carneiro, José Eustáquio de Souza
Abstract: A sorção e a lixiviação do fomesafen foram avaliadas em solos com diferentes características físico-químicas, e a persistência, em um Argissolo Vermelho-Amarelo cultivado com feijão nos sistemas de plantio direto e convencional. No primeiro experimento, avaliou-se o processo de sorção do fomesafen em Argissolo Vermelho- Amarelo, Cambissolo e Organossolo. Utilizou-se areia lavada, como material inerte, para determinação das razões de sorção do fomesafen. Para isso, o Sorghum vulgare, híbrido BRS655, foi utilizado como bioindicador. Aos 21 dias após a semeadura, foram realizadas avaliações de intoxicação das plantas e colheita da parte aérea para determinação da matéria seca. No cálculo do C50 utilizou-se o modelo log-logístico não linear, obtendo-se a seguir as relações de sorção do herbicida nos diferentes solos. No segundo experimento, a lixiviação do fomesafen foi avaliada nos solos: Cambissolo, Latossolo Vermelho-Amarelo com pH corrigido (5,7) e original (5,0), Argissolo Vermelho-Amarelo e Organossolo. Os solos foram acondicionados em colunas de PVC de 10 cm de diâmetro por 50 cm de comprimento, marcadas e seccionadas a cada 5 cm de distância. Aplicou-se o fomesafen no topo das colunas, na dose de 500 g ha-1. Após 12 horas procedeu-se à simulação de chuva, com aplicação de uma lâmina de água de 80 mm. Após 72 horas as colunas foram abertas, e o solo foi seccionado a cada 5 cm, sendo removido para vasos de 280 cm³, semeando-se o sorgo para as avaliações de intoxicação. A colheita da parte aérea para determinação da matéria seca ocorreu aos 21 dias após plantio. No terceiro experimento, avaliou-se a persistência de três doses do fomesafen em um Argissolo Vermelho-Amarelo cultivado com feijão, cultivar Ouro Vermelho, nos sistemas de plantio direto e convencional. Em ambos os sistemas de plantio foram aplicadas as doses de 125, 250 e 500 g ha-1 de fomesafen. A cada 15 dias foram realizadas coletas de solo e plantio de sorgo, para determinar a persistência do herbicida. A intoxicação das plantas foi avaliada aos 21 dias após semeadura. Os teores de matéria orgânica e de argila dos solos foram os atributos que mais afetaram a sorção do fomesafen. A sua lixiviação foi mais afetada, em ordem decrescente de importância, pelo teor de matéria orgânica, pela textura e pelo pH do solo, e a sua persistência, pela dose do fomesafen e pelo sistema de plantio.
The sorption and leaching of fomesafen were evaluated in soils with different physicochemical characteristics and its persistence in a Red-Yellow Latosol cultivated with common bean in no-tillage and conventional system. The first experiment evaluated the sorption process of the fomesafen in Ultisol, Cambisol and Histosol. Besides soil, washed sand was used as an inert material for determination of the sorption ratio of fomesafen in the soil. The bioassay method was applied, using Sorghum vulgare plants as bio-indicator of herbicide presence. Plant poisoning evaluation and harvest for dry matter determination were carried out 21 days after sorghum sowing. To calculate C50, the nonlinear log-logistic model was applied and sorption ratios of the herbicide were obtained in different soils. In the second experiment it was evaluated the leaching of fomesafen in four soils: Inceptisol, Latosol with pH corrected and original, Ultisol and Histosol. To this end, we used bioassays employing the hybrid sorghum plant BRS655 as indicative of the presence of fomesafen in soils. The soils were packed in PVC columns of 10 cm diameter and 50 cm in length, marked and sectioned every 5 cm away. Was applied fomesafen at the top of the columns, at a dose of 500 g ha-1 of fomesafen. 12 hours after proceeded we simulated rainfall applying a level of water of 80 mm. Evaluations were performed poisoning plant and harvest for determination of shoot dry matter at 21 days after planting sorghum in the soil of each column. The objective of third experiment was to evaluate the persistence of fomesafen in Red-Yellow Ultisol cultivated with common bean in notillage and conventional systems, featuring two separate experiments. The experimental design was a randomized block with four replications arranged in a split plot, where the plots represent the herbicide doses (0.0, 125, 250, 500 g ha-1) and subplots ages of soil collected (15, 30, 45, 60, 75, 90, 105, 120, 135 and 150 days after herbicide application). Soil samples were collected from 15 to 15 days, in central interrows of the plots and transferred to plastic pots of 280 cm3, which was seeded sorghum as a biological indicator of the presence of fomesafen. At 21 days after emergence was evaluated poisoning of plants, on a scale where 0 (zero) representing the complete absence of symptoms and 100, death of the plant. The content of organic matter and clay of soils were the attributes that more influenced the sorption of fomesafen. Their leaching was more affected, in descending order of importance by organic matter content, texture and pH of the soil and its persistence by dose of fomesafen and plantation system.
Palavras-chave: Bioensaio
Carryover
Impacto ambiental
Lixiviação
Características do solo
Bioassay
Carryover
Environmental impact
Leaching
Soil caracteristics
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: SILVA, Gustavo Rodrigues da. Behaviour of fomesafem in brazilian soils. 2013. 59 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4599
Data do documento: 4-Mar-2013
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,16 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.