Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/461
Tipo: Tese
Título: Revestimentos com cera de carnaúba incorporados de antimicrobianos em caju (Anacardium occidentale L) e goiaba (Psidium guajava)
Título(s) alternativo(s): Carnauba wax coatings with embedded antimicrobials for cashew (Anacardium occidentale L) and guava (Psidium guajava)
Autor(es): Pinheiro, Neuma Maria de Souza
Primeiro Orientador: Ramos, Afonso Mota
Primeiro coorientador: Bastos, Maria do Socorro Rocha
Segundo coorientador: Figueiredo, Evânia Altina Teixeira de
Primeiro avaliador: Andrade, Nélio José de
Segundo avaliador: Vanzela, Ellen Silva Lago
Terceiro avaliador: Sousa, Paulo Henrique Machado de
Abstract: Os revestimentos comestíveis são uma alternativa de embalagem com menores custos ambientais e são utilizados em frutas com o objetivo de melhorar ou substituir algumas características apresentadas pelas camadas da epiderme natural, aumentar a vida útil pela redução de perda de massa e outros parâmetros de qualidade. O objetivo deste trabalho foi avaliar a aplicação do revestimento comestível antimicrobiano em caju (Anacardium occidentale L) e goiaba (Psidium guajava). Utilizou-se revestimento à base de cera de carnaúba associada com triclosan e ácido sórbico sobre caju CCP76 e goiaba Paluma‟. As frutas foram lavadas, sanitizadas, revestidas e armazenadas a 10 ºC e 24 ºC sendo a cada quatro dias submetidas às análises físicas, físico-químicas e microbiológicas. As frutas revestidas, bem como o controle foram avaliados quanto aos teores de ácido ascórbico (AA), sólidos solúveis (SS), pH, acidez titulável (AT), perda de massa e cor. Foi realizado também análise de licopeno. Os experimentos foram conduzidos em parcelas subdivididas, em delineamento inteiramente casualizado, estando os tratamentos (controle, controle com cera, cera com triclosan, cera com ácido sórbico) nas parcelas e os tempos de armazenamento, nas subparcelas. Observou-se neste estudo que a aplicação dos revestimentos com cera diminuiu a velocidade dos processos metabólicos nas duas frutas, em comparação com as frutas não revestidas e que não houve variação do pH, dos SS ao longo do armazenamento, entretanto ocorreu redução da textura durante o tempo de armazenamento, assim como os teores de AA, principalmente em temperatura de 24 ºC. As contagens microbianas foram menores nas frutas revestidas submetidas à temperatura de refrigeração. Por ser uma boa alternativa para a proteção e aumento da vida útil destes produtos, os revestimentos comestíveis à base de cera de carnaúba incorporados com antimicrobianos como triclosan e ácido sórbico podem abrir perspectivas para a produção contínua de revestimentos numa escala industrial.
Edible coatings are an alternative to packaging and have lower environmental costs and they are used on fruit in order to improve or replace some of the features present in the natural layers of the epidermis, thus extending the useful life through the reduction of mass loss and other quality parameters. The objective of this study was to evaluate the application of edible antimicrobial coating on cashew (Anacardium occidentale L) and guava (Psidium guajava), and the base of carnauba wax incorporated with triclosan, and sorbic acid was coated on CCP76 cashew and guava 'Paluma'. The fruits were washed, sanitized, covered and stored at 10 °C and 24 °C and were subjected to physical, physico-chemical and microbiological tests every four days. The coated fruit and control were assessed for levels of ascorbic acid (AA), soluble solids (SS), pH, titratable acidity (TA), weight loss, texture and color. An analysis of lycopene (guavas) was also carried out. The experiments were conducted in a split plot in a completely randomized design with treatments (control, control with wax, wax containing triclosan, sorbic acid wax) in the plots and storage periods in the subplots. It was observed in this study that the application of wax coatings slowed down metabolic processes in both fruits, compared to the uncoated fruit, and there was no variation of pH, SS during storage, but the texture deteriorated during the storage time, as did the AA content, especially at 24 °C. The microbial counts were lower in coated fruits subjected to refrigeration. It can be concluded that because they are a good alternative for protecting and improving the life of these products, edible coatings based on carnauba wax embedded with antimicrobials such as triclosan and sorbic acid may open perspectives for the continuous production of coatings on an industrial scale.
Palavras-chave: Caju
Goiaba
Cera de carnaúba
Amido de mandioca
Revestimento antimicrobiano
Ultraestrutura de pericarpo
Análise sensorial
Cashew
Guava
Carnauba wax
Tapioca starch
Antimicrobial coating
Ultrastructure of pericarp
Sensory Analysis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS::TECNOLOGIA DE ALIMENTOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência de Alimentos; Tecnologia de Alimentos; Engenharia de Alimentos
Programa: Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos
Citação: PINHEIRO, Neuma Maria de Souza. Carnauba wax coatings with embedded antimicrobials for cashew (Anacardium occidentale L) and guava (Psidium guajava). 2012. 125 f. Tese (Doutorado em Ciência de Alimentos; Tecnologia de Alimentos; Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/461
Data do documento: 9-Mar-2012
Aparece nas coleções:Ciência e Tecnologia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,83 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.