Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4648
Tipo: Dissertação
Título: Bioeletrografias em plantas de Ruta graveolens tratadas com duas homeopatias
Título(s) alternativo(s): Bioeletrography in plants of Ruta graveolens treated with two homeopatic preparations.
Autor(es): Bruno, Paulo Roberto
Primeiro Orientador: Casali, Vicente Wagner Dias
Primeiro coorientador: Oliveira, Tânia Toledo de
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Andrade, Fernanda Maria Coutinho de
Segundo avaliador: Ventrella, Marília Contin
Abstract: A bioeletrografia detecta, no campo eletromagnético, alterações de diâmetro e cor, relacionadas com variações do estado fisiológico/energético de organismos vivos. Com o objetivo de interpretar padrões de bioeletrografías de plantas tratadas com homeopatia, foi realizado o experimento com parcelas subdivididas em arranjo fatorial 2 x 3: medicamentos (Homeopatias Arnica e Camphora), dinamizações (5, 12 e 30 CH), nas subparcelas tempos de obtenção das bioeletrografias (5, 10 e 15 minutos após tratamento), no delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições e uma planta por parcela. A solução diluída (20 gotas de cada tratamento/ 100 mL de água) foi pulverizada na parte aérea. Os folíolos foram fotografados com a máquina Kirlian (padrão Newton Milhomens). Com as fotos digitalizadas foram quantificadas, pelo Corel Draw11, as expansões das cores (0 a 100 mm): amarela (Am), azul (Az), branca (B), magenta (M) e vermelha (V). Diferenças significativas foram detectadas: cores V e B (entre tratamentos), cor Am (interação tempo x dinamização x medicamento) e cores Am e M (interação tratamentos x tempo). A expansão das cores foi maior nas plantas homeopatizadas. Arnica causou maior expansão que Camphora, com diferenças nas cores V e B. As dinamizações foram significativas na cor Am, tendo 5 CH e 12 CH maior expansão da cor Am que a 30 CH. Arnica, aos 15 minutos, revelou maior expansão em 5 CH. Camphora causou maior expansão com 5 CH, comparada a 30 CH no tempo 10 minutos (no tempo 15 minutos, 12 CH causou os maiores valores de expansão). A dinamização 30 CH não alterou a expansão da cor em todos os tempos. Comparada com a testemunha, houve maior expansão em Arnica: 12 CH, nos tempos 5 e 10 minutos, na cor Am; 12 CH, na cor V; e 30 CH, na cor B. Na cor Am, Arnica causou expansão maior que Camphora. A bioeletrografia comprovou variações no campo eletromagnético de plantas de Ruta graveolens tratadas com homeopatia, tendo a cor amarela maiores possibilidades de ser a indicadora mais importante das alterações.
The bioeletrography detects in the eletromagnetic field, diameter and color alterations related with physiological/energetic variations of living organism. With the aim of interpreting bioeletrography of plants treated with homeopatia, an experiment was conducted with subdivided plots in factorial arrangement 2x3: homeopatic medicines (Arnica and Camphora), dinamizations (5, 12 and 30 CH), in subparcels, time of bioeletrographies (5, 10 and 15 minutes after treatment), with 4 replications and one plant per plot. The diluted solution (20 drops of each treatment/100 m L of water) was sprayed in the aerial part. The leaves were photographed by the Kirlian machine (Newton Milhomens standard) with the digitalized photos. The color expansions were quantified by Corel Draw 11 (0 to 100 mm), Yellow (Y), Blue (B), White (W), Magenta (M) and Red (R). Significant differences were detected: colors Red and White (between treatment) color Yellow interation time x dinamization x medicaments and colors Yellow and Magenta interation treatments x time. The colors espansion was bigger in the homeopatizaded plants, Arnica caused greater expansion than Camphora with differences in colors Red and White. The dinamizations were significant in color Yellow, having 5 CH and 12 CH bigger expansion of Yellow color than the 30 CH. Arnica, in 15 minutes, revealed bigger expansion in 5 CH. Camphora caused bigger expansion with 5 CH compared to 30 CH in time 10 minutes (in time 15 min, 12 CH caused the biggest expansion values) the dinamization 30 CH didn t altered the expansion of the color in all times. Compared with the witness there was bigger expansion in Arnica 5 CH and 12 CH in color Yellow, 12 CH in color Red and 30 CH in color White. In color Yellow Arnica caused bigger expansion than Camphora except in dinamizations/times: 5 CH/10 minutes and 12 CH/15 min. The bioeletrography comproved variations in electromagnetic field of plants of Ruta graveolens treated with homeopatic, having the Yellow color bigger possibilities of be the most important indicator of the alterations.
Palavras-chave: Bioeletrografia
Homeopatia
Planta medicinal
Ruta graveolens
Bioeletrography
Homeopathy
Medical plant
Ruta graveolens
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: BRUNO, Paulo Roberto. Bioeletrography in plants of Ruta graveolens treated with two homeopatic preparations.. 2007. 97 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4648
Data do documento: 5-Fev-2007
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf793,25 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.