Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4671
Tipo: Dissertação
Título: Adaptabilidade de produção e análise molecular, genealógica e morfológica de cultivares de soja
Título(s) alternativo(s): Adaptability of production and molecular analysis, genealogical and morphology of soybeans cultivars
Autor(es): Oda, Mário do Carmo
Primeiro Orientador: Sediyama, Tuneo
Primeiro coorientador: Cruz, Cosme Damião
Segundo coorientador: Moreira, Maurílio Alves
Primeiro avaliador: Ferreira, Marcia Flores da Silva
Segundo avaliador: Reis, Múcio Silva
Terceiro avaliador: Sakiyama, Ney Sussumu
Abstract: Nos programas de melhoramento de soja as cultivares, antes de serem lançadas, são avaliadas em vários locais e por pelo menos dois anos para a tomada de decisão sobre a sua indicação. O aumento de registro de novas cultivares no Brasil e no mundo vêm obrigando pesquisadores a utilizarem informações a nível de diversidade genética para tomar a decisão correta em seu programa de melhoramento. Este trabalho teve como objetivos avaliar a estabilidade e adaptabilidade do rendimento de grãos de linhagens elites do Programa de Melhoramento Genético de Soja da Universidade Federal de Viçosa, utilizando diferentes métodos de adaptabilidade e estabilidade, quantificar a contribuição genética de cultivares antigas em cultivares recentes que apresentam alguma ancestralidade, selecionar um conjunto de primers microssatélites capazes de diferenciar 21 cultivares, obter informações de caráter de diversidade para a utilização no melhoramento, realizar associação da diversidade estimada com base em informações fenotípica, de genealogia e de marcadores moleculares e estimar a distância genética entre as 21 cultivares. Os ensaios para estudo de estabilidade e adaptabilidade foram conduzidos em cinco diferentes ambientes e em dois anos agrícola. As seguintes metodologias foram utilizadas: método de Ebehart e Russell, de Annicchiarico, de Lin e Binns e do Centróide. Para o estudo de diversidade foram utilizadas 21 cultivares provenientes de diferentes programa de melhoramento, adaptadas a diferentes regiões do Brasil e do mundo e com diferentes períodos de lançamento. Um total de 41 marcadores microssatélites foram utilizados no trabalho. Matrizes de dissimilaridade utilizando coeficiente de parentesco, valores fenotípicos e moleculares foram obtidas. Para a realização da análise de agrupamento foram utilizados os métodos de UPGMA e de otimização de Tocher. As cultivares do grupo de maturidade semitardio- tardio Monarca, UFV01-10533486B e UFV99-722F626 foram as que apresentaram ampla adaptabilidade e estabilidade e as cultivares do grupo de maturidade tardio UFV99-8552093 e UFV91-651226 foram as que destacaram em produtividade, adaptabilidade e estabilidade para os ambientes em geral. Os 41 marcadores microssatélites utilizados amplificaram um total de 106 alelos com uma média de 2,52 alelos por loco, sendo que destes 37 mostraram-se polimórficos. A estimativa da informatividade de cada loco microssatélite variou de 0 a 0,68 com uma média de 0,38. Os primers Satt 263, Satt 192, Satt 070 e Sct_ 189 foram os que apresentaram um maior polimorfismo com 5, 4, 4 e 4 alelos por loco, respectivamente. As medidas de dissimilaridade média dos pares de cultivares obtidas por marcadores microssatélites foi de 0,4 a 0,6, por coeficiente de parentesco em torno de 0,8 a 1,0 e por caracteres fenotípicos em torno de 0,2 a 0,4. Constatou-se que dentro do grupo de cultivares utilizado a variabilidade genética manteve a mesma ao longo de quase 40 anos de melhoramento. A combinação dos 6 primers microssatélites Satt 192, Satt 263, Satt 070, Satt 100, Satt 108 e Satt 215 foi possível diferenciar as 21 cultivares. Com as análises de diversidade realizadas foi possível afirmar que dentre as cultivares consideradas como recentes ainda existe uma variabilidade genética útil ao melhoramento de plantas e a cultivar Conquista foi a que apresentou a maior dissimilaridade quando combinada com as outras.
In the improvement programs of soybean the cultivars, before being planted, are evaluated in several places and at least through two years for the decision about its indication be taken. The increases in the registration of new cultivars in Brazil and in the world are obligating researchers to utilize information about the genetic diversity to take the correct decision in its improvement program. This work had as objectives evaluate the stability and adaptability of the yielding of beans of elite s lineages of the Soybean Genetic Improvement Program of Universidade Federal de Viçosa, utilizing different methods of adaptability and stability, quantifying the genetic contribution of old cultivars in recent cultivars which present any ancestry, selecting a set of microsatellites primers capable of differentiate 21 cultivars, obtaining information about the diversity for the utilization in the improvement, performing the association of the estimated diversity based in phenotypic, genealogic and molecular markers information and estimate the genetic distance among the 21 cultivars. The tests about the study of the stability and adaptability were conduced in five different environments and in two agricultural years. The following methodologies were utilized: Ebehart and Russell method, Annicchiarico method, Lin and Binns method, and the centroid method. For the study about diversity it were utilized 21 cultivars from different improvement programs, adapted to different regions of Brazil and of the world and with different periods of planting. A total of 41 micro-satellites markers were utilized in the work. Matrices of dissimilarities utilizing kinship coefficient, phenotypic and molecular values were obtained. For the performing of the grouping analyses it was utilized the UPGMA method and the optimization Tocher method. The cultivars of the semi-late and late maturity groups Monarca, UFV01- 10533486B and UFV99-722F626 were the ones which presented wide adaptability and stability and the cultivars of the late maturity groups UFV99-8552093 and UFV91-651226 were the ones which presented good productivity, adaptability and stability for the environments in general. The 41 microsatellites markers utilized amplified a total of 106 alleles with an average of 2,52 alleles per locus and 37 of these presented itself as polymorphic. The estimative of the information of each microsatellite locus varied from 0 to 0,68 with an average of 0,38. The primers Satt 263, Satt 192, Satt 070 e Sct_189 were the ones which presented a higher polymorphism with 5, 4, 4 and 4 alleles per locus, respectively. The measurements of average dissimilarities of the cultivar pairs obtained by microsatellites markers was of 0,4 to 0,6 per coefficient of kinship around 0,8 to 1,0 and per phenotypic characters around 0,2 to 0,4. It was confirmed that within the group of cultivars utilized the genetic variability kept the same throughout almost 40 years of improvement. The combination of the 6 microsatellites primers Satt 192, Satt 263, Satt 070, Satt 100, Sat 108, and Satt 215 was possible differentiate the 21 cultivars. With the analyses of diversity performed it was possible affirm that amongst the cultivars considered as recent there is still a useful genetic variability to the improvement of plants and the cultivar Conquista was the one which presented the highest dissimilarity when combined with others.
Palavras-chave: Glycine max
Marcadores moleculares
Estabilidade
Adaptabilidade
Glycine max
Molecular markers
Stability
Adaptability
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA::MELHORAMENTO VEGETAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me
Programa: Mestrado em Genética e Melhoramento
Citação: ODA, Mário do Carmo. Adaptability of production and molecular analysis, genealogical and morphology of soybeans cultivars. 2007. 89 f. Dissertação (Mestrado em Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4671
Data do documento: 19-Dez-2007
Aparece nas coleções:Genética e Melhoramento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf434,1 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.