Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4698
Tipo: Dissertação
Título: Endogamia na raça Gir
Título(s) alternativo(s): Inbreeding on Gyr cattle
Autor(es): Reis Filho, João Cruz
Primeiro Orientador: Lopes, Paulo Sávio
Primeiro avaliador: Torres, Robledo de Almeida
Segundo avaliador: Verneque, Rui da Silva
Terceiro avaliador: Euclydes, Ricardo Frederico
Quarto avaliador: Martinez, Mário Luiz
Abstract: Os arquivos de pedigree e produção da raça Gir selecionada para produção de leite, armazenados na Embrapa Gado de Leite, foram utilizados para análise da estrutura genética da população, estudo do efeito da endogamia sobre características produtivas e reprodutivas, e avaliação genética comparativa entre base genética completa e selecionada. O programa ENDOG utilizou 27.610 animais no cálculo dos coeficientes individuais de endogamia (F) e de relação médio (CR), número efetivo de animais (Ne), de fundadores (fe) e de ancestrais(fa), e do intervalo de gerações (IG). Os coeficientes F e CR médios da população foram 2,82% e 2,10%, respectivamente. O Ne variou de 16,1 a 125,3 entre as gerações completas. O fe estimado foi 146 e o fa foi 75, sendo que apenas 28 ancestrais foram responsáveis pela origem de 50% dos genes da população. O IG total foi de 8,41 anos, sendo maior para machos e menor para fêmeas. Registros de 24.045 lactações ocorridas entre 1960 e 2004, de 8.879 vacas distribuídas em 26 rebanhos, foram utilizados para verificação do efeito da endogamia sobre as características produtivas: produções de leite (PL), de gordura (PGOR), de proteína (PPRO), de lactose (PLAC) e de sólidos totais (PSOL) e duração da lactação (DLAC); e reprodutivas: idade ao primeiro parto (ID1P) e intervalo de partos (INTP). As análises de variância e de regressão utilizaram procedimentos do SAS. A análise de variância para as características produtivas e intervalo de partos considerou os efeitos fixos de rebanho, ano-estação do parto, classe de geração (CG) aninhado em rebanho, classe de endogamia (CF) e idade da vaca ao parto, como covariável, nos termos linear e quadrático). Para idade ao primeiro parto, o modelo incluiu os efeitos fixos de rebanho-ano do nascimento, época de nascimento, CF e CG-rebanho. As características produtivas foram afetadas por todas as fontes de variação (p<0,05). A idade da vaca ao parto e estação de nascimento não afetaram (p>0,05) o intervalo de partos e idade ao primeiro parto, respectivamente. Realizou-se um estudo de regressão das características, ajustadas para as outras fontes de variação, em função do coeficiente médio de endogamia de cada classe, ponderando-se pelo número de observações de cada classe. Os termos linear e quadrático do modelo de regressão foram significativos (p<0,01) para as características produtivas, cujas maiores produções estiveram associadas a coeficientes de endogamia entre 10 e 12%. Somente o termo linear foi significativo (p<0,05) para ID1P. O modelo de regressão proposto não explicou (p>0,05) a característica INTP. As avaliações genéticas para produção de leite foram realizadas pelo sistema MTDFREML e utilizaram como base o arquivo de produção, acrescido de pai e mãe da vaca. Variou-se somente a informação de pedigree, ora utilizando toda informação disponível, ou base genética completa (BGC), ora utilizando apenas as informações de pedigree dos touros submetidos ao teste de progênie, ou base genética selecionada (BGS). A utilização da BGS, em média, subestimou os valores genéticos dos animais. Altas correlações de Pearson e Spearman entre os valores genéticos preditos pela utilização das duas bases foram obtidas. Contudo, a seleção de animais diferentes quando se utiliza uma base genética ou outra poderia incorrer em redução nos ganhos genéticos, sobretudo nos machos, mais influenciados pela informação de parentes.
The pedigree and production database of Gyr cattle selected for milk production, stored at Embrapa had been employed in this research work. There were studied population s genetic structure, inbreeding effects on productive and reproductive traits and a comparative genetic evaluation regarding a complete and selected genetic basis. The ENDOG program has used 27,610 animals to obtain the individual coefficients of inbreeding (F) and average relatedness (CR), the effective number of animals (Ne), founders (fe) and ancestors (fa) and generation intervals (IG). The average F and AR coefficients of population were 2.82 % and 2.10 %, respectively. The Ne ranged from 16.1 to 125.3 for complete generations. The estimated fe and fa were, respectively, 146 and 75, with only 28 ancestors being the source of 50 % of the populations genes. The total IG was 8.41 years, being higher for males than for females. Data from 24,045 lactations ended between 1960 and 2004, from 8,879 cows distributed in 26 herds, were used for verifying the effects of inbreeding over the productive traits: productions of milk (PL), fat (PGOR), protein (PPRO), lactosis (PLAC), total solids (PSOL) and length of lactation (DLAC); and reproductive traits: age at first calving (ID1P) and calving interval (INTP). The variance and regression analysis used SAS procedures. The variance analysis for productive traits and calving intervals considered as fixed effects the herd, year-season of calving, generation class (CG) nested in herd, inbreeding class (CF) and age of the cow at calving, as covariate, with linear and quadratic terms. For age at first calving there were considered in the model the fixed effects of herd-year of birth, birth season, CF and CG-herd. The productive traits were affected (p<0.05) by all sources of variation. The age of the cow at calving and birth season did not affect (p>0.05) the calving interval and age at first calving, respectively. A regression study of the traits, adjusted for others variation sources, was carried out considering the average inbreeding coefficient of each class, weighted by the number of observations of the class. The linear and quadratic regression terms were significant (p<0.01) for productive traits, in which the higher production levels were associated to inbreeding coefficients between 10 and 12 %. Only the linear regression term was significant (p<0.05) for ID1P. The proposed regression model did not explain INTP. The genetic evaluation for milk production was performed by MTDFREML system, applying the production database plus information of cow s parents and two different pedigree structures. The complete genetic basis (BGC) considered all available information and the selected genetic basis (BGS) used a subset with only pedigree information of progeny test bulls. The employment of BGS, on average, underestimated the breeding values. High Pearson and Spearman correlations between predicted breeding values by the utilization of both genetics basis were obtained. However, the selection of different animals based on of the genetic basis could reduce the genetic gains, mainly in males, which are more influenced by relative s information.
Palavras-chave: Endogamia
Melhoramento genético animal
Raça Gir
Bovino de leite
Inbreeding
Animal breeding
Gyr cattle
Dairy cattle
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::GENETICA E MELHORAMENTO DOS ANIMAIS DOMESTICOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me
Programa: Mestrado em Genética e Melhoramento
Citação: REIS FILHO, João Cruz. Inbreeding on Gyr cattle. 2006. 61 f. Dissertação (Mestrado em Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4698
Data do documento: 10-Fev-2006
Aparece nas coleções:Genética e Melhoramento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf200,65 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.