Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4715
Tipo: Dissertação
Título: Variabilidade genética e filogeografia da espécie ameaçada de extinção Melipona capixaba Moure & Camargo (Hymenoptera: Apidae)
Título(s) alternativo(s): Genetic variability and phylogeography of the threatened bee Melipona capixaba Moure & Camargo (Hymenoptera: Apidae)
Autor(es): Cristiano, Maykon Passos
Primeiro Orientador: Salomão, Tânia Maria Fernandes
Primeiro coorientador: Yotoko, Karla Suemy Clemente
Segundo coorientador: Campos, Lúcio Antonio de Oliveira
Primeiro avaliador: Redondo, Rodrigo Aparecido Fernandes
Segundo avaliador: Tavares, Mara Garcia
Terceiro avaliador: Santos, Jorge Abdala Dergam dos
Abstract: A abelha Melipona capixaba popularmente conhecida como "uruçu negra", "pé de pau" ou "uruçu capixaba" foi descrita pela primeira vez em 1994 no município de Domingos Martins no estado do Espírito Santo. Esta espécie é endêmica de áreas de altitudes (700 a 1000 m) da região serrana do Espírito Santo e está relacionada com espécies de grupos amazônicos. Mesmo com sua recente descoberta, M. capixaba já se encontra na lista de espécies ameaçadas de extinção do IBAMA. Os principais fatores para esta condição seriam o desaparecimento e a fragmentação de seu habitat. Apesar da importância ecológica e do risco de extinção, poucos estudos com M. capixaba foram realizados. Assim, com o objetivo de obter dados que possam contribuir para o entendimento da estrutura genética de M. capixaba, nós conduzimos estudos filogeográficos e de variabilidade genética desta espécie, com base em análise do DNA mitocondrial. Foram analisadas sequências de 850 pb do gene COI de 61 indivíduos de M. capixaba amostrados no estado do Espírito Santo, em áreas de ocorrência desta abelha, 31 haplótipos foram identificados e foram estimados os índices de diversidade nucleotídica (π = 0,00719) e diversidade haplotípica (Hd = 0,9235). A árvore filogenética obtida por inferência bayesiana e a rede de haplótipos estabelecida pelo método median-joining, mostraram a formação de quatro grupos, porém, sem evidências de estruturação geográfica, uma vez que alguns indivíduos geograficamente distantes agruparam em um mesmo clado. Este padrão de distribuição geográfica encontrado na população de M. capixaba analisada pode decorrer da prática de translocações de colônias ou troca de discos de cria, o que é relativamente comum na região. A possível recente colonização de M. capixaba na região serrana do Espírito Santo pode estar, também, contribuindo para o padrão de distribuição geográfica observado.
The bee Melipona capixaba commonly known as "uruçu negra", "pé de pau" ou "uruçu capixaba" was first described in 1994 in the county of Domingos Martins in Espírito Santo State. This species is endemic to areas with altitudes of 700 to 1000m in the mountain region of the Espírito Santo, and it is related to species of Amazonian groups. In spite of its recent discovery, M. capixaba is already in the list of endangered species of IBAMA. This is mainly due to the disappearance and fragmentation of its habitat. Despite its ecological importance and the risk of its extinction, few studies on M. capixaba have been performed. Thus, in order to obtain data that can contribute to the understanding of the genetic structure of M. capixaba, we conducted phylogeographic studies and studies of the genetic variability of this species, based on mitochondrial DNA analysis. We analyzed sequences of 850 bp of COI gene of 61 individuals of M. capixaba sampled in the state of Espírito Santo, in areas of occurrence of this bee, 31 haplotypes were identified and were used to estimate rates of nucleotide diversity (π = 0.00719) and haplotype diversity (Hd = 0.9235). The phylogenetic tree obtained by Bayesian inference and the haplotypes network established by the median-joining method showed the formation of four groups. However, there was no evidence of geographic structure, since some individuals geographically dispersed clustered in a single clade. This geographic distribution pattern found in the analyzed population of M. capixaba may arise from the practice of translocation of colonies or exchanging of disks creates, which is relatively common in the region. The possible recent colonization of M. capixaba in the highlands region of Espírito Santo may be also contributing to the geographic distribution pattern observed.
Palavras-chave: Filogeografia
DNA mitocondrial
Variabilidade genética
Melipona capixaba
Phylogeography
Mitochondrial DNA
Genetic variability
Melipona capixaba
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::GENETICA ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me
Programa: Mestrado em Genética e Melhoramento
Citação: CRISTIANO, Maykon Passos. Genetic variability and phylogeography of the threatened bee Melipona capixaba Moure & Camargo (Hymenoptera: Apidae). 2009. 59 f. Dissertação (Mestrado em Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4715
Data do documento: 17-Jul-2009
Aparece nas coleções:Genética e Melhoramento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,42 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.