Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4755
Tipo: Dissertação
Título: Estrutura genética da população de Sclerotinia sclerotiorum em feijoais de Minas Gerais
Título(s) alternativo(s): Population genetic structure of Sclerotinia sclerotiorum in bean producing areas of Minas Gerais
Autor(es): Lehner, Miller da Silva
Primeiro Orientador: Carneiro, José Eustáquio de Souza
Primeiro coorientador: Mizubuti, Eduardo Seiti Gomide
Segundo coorientador: Paula Júnior, Trazilbo José de
Primeiro avaliador: Vieira, Rogério Faria
Abstract: O conhecimento sobre a estrutura genética da população de Sclerotinia sclerotiorum é importante para direcionar as estratégias de controle do mofo-branco do feijoeiro, principalmente o desenvolvimento e uso de cultivares resistentes ao patógeno. Objetivou-se estudar a estrutura genética das populações de S. sclerotiorum em lavouras de feijão em Minas Gerais. Analisaram-se 127 isolados provenientes de quatro regiões produtoras de feijão (subpopulações) em Minas Gerais quanto ao polimorfismo identificado por oito marcadores microssatélites. Houve alta diversidade genética, com maior parte da variação decorrente de diferenças entre indivíduos dentro das subpopulações. Identificaram-se 65 haplótipos, sendo 49 representados por um único isolado e 59 alelos. Não houve evidência de acasalamento aleatório nas subpopulações. Maior fração clonal foi registrada na subpopulação da Zona da Mata. A população está moderadamente estruturada. Contudo, não houve diferenciação genética entre as subpopulações do Noroeste, Zona da Mata e Triângulo Mineiro. Houve diferença da subpopulação Sul em relação às demais. Pela análise de agrupamento detectou-se a existência de seis grupos, com a presença de imigrantes entre eles. A maioria dos isolados da subpopulação Sul constituiu um único grupo. Nos outros grupos houve mistura de indivíduos das diferentes subpopulações. A alta variabilidade genética observada nas populações de S. sclerotiorum, implica em maiores cuidados na seleção de materiais resistentes ao mofo branco. O processo de seleção deve ser realizado em diferentes regiões de Minas Gerais a fim de minimizar os riscos de suplantação de resistência.
Knowledge about the genetic structure of the population of Sclerotinia sclerotiorum can help decide the most adequate white mold management strategies, especially the development and use of resistant cultivars. The objective of this work was to study the genetic structure of populations of S. sclerotiorum on bean crops in Minas Gerais. We quantified the genetic variability of 127 isolates from four beanproducing regions (subpopulations), based on eight microsatellite markers. There was high genetic variability, with most variation due to differences among individuals within subpopulations. We identified 59 alleles and 65 haplotypes, with 49 haplotypes represented by a single isolate. There was no evidence of random mating in the subpopulations. Highest clonal fraction was recorded for the Zona da Mata subpopulation. The total population is moderately structured. However, there was no genetic differentiation between subpopulations of Noroeste, Zona da Mata, and Triângulo. However, all three subpopulations differed from that of Sul. Six cluster of isolates were detected, with evidence of immigrants among them. Most of the isolates from Sul subpopulation constituted a single group. In other groups there was mixing of individuals from other subpopulations. The high genetic variability observed in the population of S. sclerotiorum warns for greater care in the selection of bean genotypes resistant to white mold. The selection process should be performed in different regions of Minas Gerais in order to minimize the risk of supplanting resistance.
Palavras-chave: Diversidade genética
Mofo-branco do feijoeiro
Recombinação
Genetic diversity
White mold of bean
Recombination
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::GENETICA MOLECULAR E DE MICROORGANISMOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me
Programa: Mestrado em Genética e Melhoramento
Citação: LEHNER, Miller da Silva. Population genetic structure of Sclerotinia sclerotiorum in bean producing areas of Minas Gerais. 2011. 42 f. Dissertação (Mestrado em Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4755
Data do documento: 25-Jul-2011
Aparece nas coleções:Genética e Melhoramento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf537,41 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.