Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4800
Tipo: Dissertação
Título: Modelos multicaracterísticos e efeito de dominância na avaliação genética de suínos
Título(s) alternativo(s): Mult-trait models and dominance effect in genetic evaluation of pigs
Autor(es): Costa, Edson Vinícius
Primeiro Orientador: Lopes, Paulo Sávio
Primeiro coorientador: Silva, Fabyano Fonseca e
Segundo coorientador: Guimarães, Simone Eliza Facioni
Primeiro avaliador: Resende, Marcos Deon Vilela de
Segundo avaliador: Ventura, Henrique Torres
Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar geneticamente características de leitegada em suínos da raça Landrace e estimar via análise genômica o efeito de dominância com e sem a inclusão do efeito poligênico em suínos F2. Foram avaliadas as seguintes características em animais da raça Landrace, utilizando modelos bicaracteristico, multicaracterístico e de repetibilidade: número de leitões nascidos no primeiro (NLN1), segundo (NLN2) e terceiro (NLN3) partos; número de leitões desmamados no primeiro (NLD1), segundo (NLD2) e terceiro (NLD3) partos; peso da leitegada ao nascimento no primeiro (PLN1), segundo (PLN2) e terceiro (PLN3) partos; peso da leitegada ao desmame no primeiro (PLD1), segundo (PLD2) e terceiro (PLD3) partos; peso médio dos leitões ao nascimento no primeiro (PMLN1), segundo (PMLN2) e terceiro (PMLN3) partos; peso médio dos leitões ao desmame no primeiro (PMLD1), segundo (PMLD2) e terceiro (PMLD3) partos. As análises entre partos com os modelos multicaracterístico e de repetibilidade, via REML, mostraram que a variância genética aditiva e a herdabilidade para a primeira ordem de parto foram menores que as estimadas nas demais ordens de parto, o que indica que, provavelmente, a expressão dessas características estudadas no primeiro parto é controlada por genes ou combinações gênicas diferentes daquelas que regulam a expressão das mesmas no segundo e no terceiro parto. correlações genéticas entre as três ordens de parto no As modelo multicaracterístico para as características peso médio do leitão ao nascimento (PMLN) e peso médio do leitão ao desmame (PMLD) foram altas variando de 0,9809 a 0,9970 para PMLN e de 0,9610 a 0,9800 para PMLD, mas diferente da unidade, as demais características apresentaram correlações de menor magnitude. Esses resultados são insuficientes para considerar estas características nas três ordens de parto como sendo, geneticamente, a mesma característica. Conclui-se que o modelo multicaracterístico é recomendado para avaliações genéticas das características número de leitões nascidos e desmamados, peso da leitegada e peso médio do leitão ao nascimento e a desmama nas diferentes parições, tratando diferentes parições como características diferentes. As características foram analisadas também dentro de cada parto com o modelo animal bicaracterístico. Nestas análises observou- se que as correlações genéticas entre as características de nascimento e de desmama foram positivas e altas no primeiro, segundo e terceiro parto para a maioria das características, o que indica que a seleção para aumento número de leitões nascidos, peso da leitegada e peso médio do leitão ao nascimento resultará em ganho genético das mesmas características a desmama, porém as três características devem ser incluídas nas análises devido às correlações genéticas negativas entre número de leitões nascidos e peso médio do leitão ao nascimento e ao desmame, número de leitões desmamados e peso médio do leitão ao nascimento e ao desmame e entre peso da leitegada ao nascimento e número de leitões desmamados. Conclui-se que devem ser utilizadas para avaliação genéticas destas características metodologias que não desprezem as correlações existentes entre elas na população em questão. Foi utilizada a combinação de dados genômicos e pedigree para estudar a importância das variâncias genéticas aditivas e de dominância de características de crescimento e de carcaça em uma população de suínos F2. Foram utilizados dois modelos GBLUP, um modelo sem a inclusão do efeito poligênico (ADM) e um modelo com o efeito poligênico (ADMP). Efeitos aditivos apresentaram maior contribuição para o controle de características de crescimento e de carcaça. Além disso, o efeito de dominância foi importante para todas as características, mostrando um papel mais relevante na espessura de toucinho. As herdabilidades no sentido restrito e no sentido amplo para as características de crescimento variaram de 0,06 a 0,42 e de 0,10 a 0,51, respectivamente e para as características de carcaça de 0,07 a 0,37 no sentido restrito e de 0,10 a 0,76 no sentido amplo, mostrando grande variação. A inclusão do efeito poligênico no modelo ADMP mudou as estimativas de herdabilidade no sentido amplo apenas para peso ao nascimento e peso aos 21 dias de idade.
The aim of this study was to genetically evaluate litter traits in Landrace pigs using bi-trait, multi-trait and repeatability models and to estimate the dominance effect with and without the inclusion of polygenic effect for growth and carcass traits in a F2 pig population. For Landrace pigs, the following traits were evaluated: number of piglets born at first (NLN1), second (NLN2) and third (NLN3) farrowings; number of piglets weaned at first (NLD1), second (NLD2) and third (NLD3) farrowings; litter weight at birth at first (PLN1), second (PLN2) and third (PLN3) farrowings; litter weight at weaning at first (PLD1), second (PLD2) and third (PLD3) farrowings; average piglets weight at birth at first (PMLN1), second (PMLN2) and third (PMLN3) farrowings; average piglets weight at weaning at first (PMLD1), second (PMLD2) and third (PMLD3) farrowings. The analysis among farrowings using multi-trait and repeatability models showed that the additive genetic variance and heritability for the first farrowing were lower than those estimated in the other farrowings, indicating that the expression of the studied traits at first farrowing is propably controlled by different genes or differents genes combinations from those that regulate the expression of the second and third farrowings. The genetics correlations among the three farrowings, using multi-trait model for average piglets weight at birth (0.9809 to 0.9970) and average piglets weight at weaning (0.9610 to 0.9800), were high, but different from the unit. The other traits showed correlations with lower magnitude. These results are insufficient to consider these traits in the three farrowing orders as being genetically the same trait. We conclude that the multi-trait model is recommended for genetic evaluation of these traits in different farrowings, considering different farrowings as different traits. The traits were also analyzed within each farrowing with a bi-trait animal model. These analyses showed that the genetic correlations between birth and weaning traits were positive and high in all farrowings, which indicates that selection for improving the traits at birth results in genetic gain of the same traits at weaning. However, these traits at birth should be included in the analyses due to negative genetic correlations between litter size and average piglet weight at birth and at weaning, number of piglets weaned and average piglet weight at birth and at weaning and between litter weight at birth and number of weaned piglets. We conclude that methods that consider the correlations among these traits in this population should be used for genetic evaluation of the traits. In another approach, the combination of genomic data and pedigree was used to study the importance of additive and dominance genetic variances of growth and carcass traits in a F2 pig population. Two GBLUP models were used, a model without inclusion of the polygenic effect (ADM) and a model with the polygenic effect (ADMP). Additive effects showed a greater contribution towards the control of growth and carcass traits. Moreover, the dominance effect was important for all traits, showing a more relevant role in backfat thickness. The narrow-sense and broad-sense heritability estimates for growth (0.06 to 0.42; 0.10 to 0.51, respectively) and carcass (0.07 to 0.37; 0.10 to 0.76, respectively) traits showed wide variation. The inclusion of the polygenic effect in the ADMP model changed the broad-sense heritability estimates only for birth weight and weight at 21 days of age.
Palavras-chave: Suíno - Reprodução
Landrace
Leitegada
Genômica
Análise
Pig - Reproduction
Landrace
Litter
Genomics
Analysis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::GENETICA E MELHORAMENTO DOS ANIMAIS DOMESTICOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me
Programa: Mestrado em Genética e Melhoramento
Citação: COSTA, Edson Vinícius. Mult-trait models and dominance effect in genetic evaluation of pigs. 2014. 64 f. Dissertação (Mestrado em Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4800
Data do documento: 26-Fev-2014
Aparece nas coleções:Genética e Melhoramento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf719,6 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.