Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4937
Tipo: Dissertação
Título: Solução eletrolítica associada ou não à glicose, maltodextrina e sulfato de magnésio administrada por via enteral em eqüinos hígidos e desidratados experimentalmente
Título(s) alternativo(s): Electrolyte solution whether or not associated with glucose, maltodextrine and magnesium sulphate administered via enteral in healthy and dehydrated equines experimentally
Autor(es): Avanza, Marcel Ferreira Bastos
Primeiro Orientador: Ribeiro Filho, José Dantas
Primeiro coorientador: Borges, Andrea Pacheco Batista
Segundo coorientador: Lopes, Marco Aurelio Ferreira
Primeiro avaliador: Guimarães, José Domingos
Segundo avaliador: Lago, Ernani Paulino do
Terceiro avaliador: Barioni, Graziela
Abstract: No presente estudo, foram avaliados os efeitos de soluções eletrolíticas administradas via sonda nasoesofágica de pequeno calibre sobre os parâmetros clínicos, hematológicos, bioquímicos, volume plasmático, digesta, fezes e urina em eqüinos hígidos e desidratados experimentalmente. Foram utilizados quatro eqüinos mestiços, dois machos castrados e duas fêmeas, com peso corporal entre 285 e 391 kg e idade entre sete e 14 anos, com uma fístula experimental no cólon dorsal direito. Empregou-se o delineamento em quadrado latino, considerando os efeitos de animal, tratamento e tempo. O estudo foi dividido em dois experimentos. No experimento 1 foram utilizados eqüinos hígidos, enquanto no 2 os animais foram desidratados experimentalmente por restrição hídrica e poliúria. Em ambos os experimentos os animais foram submetidos a cada um dos seguintes tratamentos: SE - tratados com solução eletrolítica isotônica; SEGli - tratados com solução eletrolítica isotônica mais glicose; SEMalt - tratados com solução eletrolítica isotônica mais maltodextrina e SEMg - tratados com uma dose de sulfato de magnésio (1g/kg) e solução eletrolítica isotônica. A solução eletrolítica utilizada em todos os tratamentos foi administrada na dose de 15ml/kg/h durante 12h via sonda nasoesofágica por fluxo contínuo. Os parâmetros foram avaliados nos tempos 0 h, 6 h, 12 h, 18 h e 24 h no experimento 1, sendo que foram 12 h de fluidoterapia e observação e 12 h de observação, e em -24 h, 0 h, 6 h, 12 h, 18 h e 24 h no experimento 2, sendo composto de 24 horas de desidratação, 12 horas de fluidoterapia e observação e 12 horas de observação. O protocolo de desidratação promoveu desidratação leve, indicada pela redução do peso corporal e aumento na concentração das proteínas plasmáticas totais e no hematócrito. A fluidoterapia enteral por meio de sonda nasoesofágica de fino calibre foi bem tolerada pelos animais e permitiu que os animais se alimentassem normalmente. Os tratamentos com as soluções eletrolíticas ocasionaram aumento no volume plasmático, poliúria, glicosúria, hidratação da digesta e das fezes. Observou-se redução nos valores das proteínas plasmáticas totais, do hematócrito, da viscosidade da digesta e da densidade urinária. Os valores dos eletrólitos plasmáticos avaliados permaneceram dentro dos limites aceitáveis para animais clinicamente sadios.
In the present study, the effects were evaluated for electrolyte solutions administered via small-bore nasoesophagus tube on clinical parameters, hematologic, biochemical, plasma volume, digesta, feces and urine in healthy and dehydrated equines experimentally. They were used four crossbred equines, two castrated males and two females, with body weight between 285 and 391 kg and age between 7 and 14 years, with an experimental fistula in right dorsal colon. The Latin square design was used, considering the effect of animal, treatment and time. The study was divided into two experiments. Experiment 1 were used healthy equines, while in 2, the animals were dehydrated experimentally by restricting water and polyuria. In both experiments the animals were subjected to each of the following treatments: SE-treated with isotonic electrolyte solution; SEGli-treated with isotonic electrolyte solution more glucose; SEMalt-treated with isotonic electrolyte solution more maltodextrine and SEMg- treated with a dose of magnesium sulphate (1g/kg) and isotonic electrolyte solution. The electrolyte solution used in all treatments was administered at a dose of 15ml/kg/h during 12h via probe nasoesophagus by continuous flow. The parameters were evaluated at the time 0 h, 6 h, 12 h, 18 h and 24 h in experiment 1, which were 12 h of fluid therapy and observation and 12 hours of observation, and -24 h, 0 h, 6 h, 12 h, 18 h and 24 h in experiment 2, is composed of 24 hours of dehydration, 12 hours of fluid therapy and observation and 12 hours of observation. The protocol of dehydration promoted mild dehydration, indicated by the reduction of the corporal weight and increase in the concentration of total plasma protein and hematocrit. The enteral fluid therapy through nasoesophagus probe of thin gauge was well tolerated by the animals and allowed them to feed normally. The treatments with the electrolyte solutions resulted in increase on the plasma volume, polyuria, glycosuria, hydration of the digesta, and feces. There was a reduction in the values of the total plasma protein, hematocrit, the viscosity of digesta and urinary density. The values of plasma electrolyte remained within the limits acceptable to clinically healthy animals.
Palavras-chave: Fluidoterapia enteral
Eletrólitos
Eqüinos
Enteral fluid therapy
Electrolytes
Equines
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: AVANZA, Marcel Ferreira Bastos. Electrolyte solution whether or not associated with glucose, maltodextrine and magnesium sulphate administered via enteral in healthy and dehydrated equines experimentally. 2007. 100 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4937
Data do documento: 10-Ago-2007
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,36 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.