Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4938
Tipo: Dissertação
Título: Parâmetros fisiológicos de cães submetidos a treinamento em esteira
Título(s) alternativo(s): Physiological parameters for dogs trained in treadmill
Autor(es): Coelho, Andrês Sales
Primeiro Orientador: Valadares, Rilene Ferreira Diniz
Primeiro coorientador: Natali, Antônio José
Segundo coorientador: Borges, Andrea Pacheco Batista
Primeiro avaliador: Cecon, Paulo Roberto
Segundo avaliador: Benjamin, Laércio dos Anjos
Abstract: A falta de atividade física de cães aliada a uma alimentação de alto teor energético têm afetado seriamente a saúde dos cães, levando-os a desenvolver vários tipos de problemas associados ao coração, à obesidade, às articulações e até mesmo ao comportamento. Desta forma, visando oferecer condições para que os animais tenham uma vida longa e saudável, medidas preventivas e curativas, como práticas de atividades físicas e esportes caninos, têm sido utilizadas. No entanto, para o desenvolvimento dessas atividades é fundamental um bom condicionamento físico, o que pode ser determinado por vários parâmetros fisiológicos. O presente trabalho teve como objetivo a avaliação dos parâmetros fisiológicos de cães treinados em esteira. Foram utilizados oito animais de raças diferentes, alimentados com a mesma ração comercial e alojados em canis individuais. Depois de uma avaliação clínica, os cães passaram por período de 30 dias de repouso, sendo que no 19º dia foram obtidos os seguintes parâmetros fisiológicos: freqüência cardíaca (FC), freqüência respiratória (FR), temperatura corporal (TC), lactato e glicose sangüínea. Após esse período, eles foram submetidos a um teste de cargas progressivas em esteira, para se determinar os mesmos parâmetros no esforço máximo e até retornarem aos valores de repouso, o que foi chamado de período de recuperação. A partir desses dados, foram determinados os limites inferior e superior da FC dos cães e a intensidade dos exercícios. Os animais foram divididos nos grupos 1 e 2, que treinaram 5 e 3 vezes por semana, respectivamente, em dias alternados durante cinco semanas. Depois disso, foram novamente submetidos ao teste de cargas progressivas para que os valores dos parâmetros fisiológicos fossem novamente determinados. Nos cães do primeiro grupo, foi observada uma diminuição da FC (P<0,05), durante o teste de esforço máximo, sendo que a máxima estimada de 214 bpm passou para 205,33 bpm. Esses resultados sugerem que houve uma melhora no condicionamento cardiovascular para esse grupo. Para os animais do grupo 1, a FC referente ao repouso, após o treinamento foi menor que antes do treinamento (P<0,05), variando de 75 ± 5,65 para 67 ± 6,83 bpm. Quando comparada antes e após o treinamento, a recuperação da FC foi mais rápida (P<0,05) para os cães do grupo 2. O treinamento 5 vezes por semana proporcionou diminuição (P<0,05) da concentração de lactato sanguíneo em uma mesma velocidade de teste antes e após o treinamento, sugerindo uma melhora no condicionamento físico dos cães. Para os dois grupos após o treinamento, foram observadas reduções significativas na TC, que se manteve menor durante todo o teste de cargas progressivas. Quanto à FR e glicose não foram observadas diferenças significativas em ambos os grupos. Concluindo, as alterações verificadas na FC, TC e lactato indicam que houve melhora no condicionamento físico dos cães treinados 5 vezes por semana, recomendando-se esse protocolo.
Lack of physical activity and highly caloric food have deeply affected canine health, leading them to develop many kinds of diseases related to the heart, obesity, joints and even behavior. In this way, preventive and curative steps such as physical activities and canine sports have been taken in order to guarantee that the dogs have a long and healthful life. However, for those steps to be taken, it is essential that the animals have a good physical conditioning, which can be determined by many different physiological parameters. The present work had as objective to evaluate the physiological parameters for dogs trained in a treadmill. Eight animals of different breeds, fed with the same commercial ration and lodged in individual kennels, were used. After clinical evaluation, the dogs rested 30 days. On the 19th day, the animals went through an evaluation of the following physiological parameters: cardiac frequency (CF), respiratory frequency (RF), body temperature (BT), lactate and sanguineous glucose. After that period, they were submitted to a test of gradual load in a treadmill, to measure the parameters in the maximum effort, returning to the point of rest, which was called recovery time. Using these data, the dogs inferior and superior limits of the CF as well as the intensity of the training were determined. The animals were divided in groups 1 and 2, which trained five and three times a week, respectively, in alternated days for five weeks. After that, they were, once again, submitted to the test of gradual load to measure the values of the physiological parameters. Among the dogs of the first group, it was observed a reduction of the CF (P<0.05), during the test of maximum effort, since the higher estimative of 214 bpm dropped to 205.33 bpm. These results suggest that there was an improvement in the cardiovascular conditioning for this group. For the animals of group 1, the CF at rest, after training, was lower compared to the period before the training, (P<0.05), going from 75 ± 5.65 to 67 ± 6.83 bpm. Comparing the before and after periods of exercises, the recovery of the CF was faster (P<0.05) for the dogs in group 2. The training five days a week offered a reduction (P<0.05) in the sanguineous lactate concentration at the same training speed, before and after training, suggesting a better physical conditioning. For the two groups, after training, it was observed significant alterations in the BT, remaining lower during all the test of progressive load. Concerning the RF and glucose, it was not observed significant differences in both groups. To sum up, the changes in the CF, BT and lactate indicate that there was an improvement in the physical conditioning of the dogs which trained five days a week, reason why this protocol is recommended.
Palavras-chave: Cão
Condicionamento
Frequência cardíaca
Lactato
Dog
Conditioning
Cardiac frequency
Lactate
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: COELHO, Andrês Sales. Physiological parameters for dogs trained in treadmill. 2007. 33 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4938
Data do documento: 13-Nov-2007
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf164,51 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.