Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4947
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação morfométrica do testículo e da espermatogênese de jaguatiricas (Leopardus pardalis, Linnaeus, 1758) adultas
Título(s) alternativo(s): Morphometric evaluation of the testis and spermatogenesis in adult oncelot (Leopardus pardalis, Linnaeus, 1758)
Autor(es): Sarti, Priscilla
Primeiro Orientador: Paula, Tarcízio Antônio Rego de
Primeiro avaliador: Matta, Sérgio Luis Pinto da
Segundo avaliador: Fonseca, Cláudio César
Terceiro avaliador: Benjamin, Laércio dos Anjos
Quarto avaliador: Neves, Clóvis Andrade
Abstract: Foram utilizadas no presente experimento, cinco jaguatiricas machos adultas, sendo três provenientes do Centro de Triagem de Animais Silvestres da Universidade Federal de Viçosa e duas da Fundação Zoobotânica de Belo Horizonte-MG, devidamente autorizado pelo IBAMA-MG. Estes animais foram submetidos à anestesia geral, pesados, tiveram os testículos mensurados e biopsiados para obtenção de fragmentos representativos, os quais foram processados histologicamente, e analisados em microscopia de luz. A idade média dos animais estudados foi de 5,6 anos, e o peso corporal médio foi de 14,5 kg. Através do cálculo volumétrico a massa testicular média foi de 8,5 g. O índice gonadossomático encontrado foi de aproximadamente 0,12 %, o índice tubulossomático de 0,074% e o índice leydigossomático de 0,0036%. Em jaguatiricas machos adultas, a albugínea testicular representa 23,42% da massa testicular. O parênquima testicular de jaguatiricas adultas apresenta 80,58% de sua massa alocada em túbulos seminíferos e 19,39% alocados em tecido intertubular, perfazendo respectivamente um volume de 10,53 e 2,58 ml. A maior parte do tecido intertubular está alocado em tecido conjuntivo frouxamente distribuído. O diâmetro da secção transversal de túbulos seminíferos na jaguatirica adulta foi em média 211,37 µm, enquanto a espessura média do epitélio seminífero foi de 75,38 µm. A jaguatirica adulta apresenta em torno de 17,81 metros de túbulo seminífero por grama de testículo. As jaguatiricas machos adultas possuem o maior coeficiente de eficiência de mitoses espermatogoniais e rendimento geral da espermatogênese registrados entre todos os felinos já estudados; porém, a capacidade de suporte das células de Sertoli encontra-se dentro da amplitude observada para os demais felinos. A reserva de espermátides nas jaguatiricas é de aproximadamente 3,7 bilhões de espermátides produzidas a cada ciclo do epitélio seminífero por grama de testículo, sendo a maior já documentada entre os mamíferos já estudados. A célula de Leydig da jaguatirica apresentou-se uninucleada, com o núcleo arredondado contendo uma fina camada de heterocromatina ao longo do envelope nuclear e, na maioria das vezes, um único nucléolo. Observam-se, ainda, montantes variáveis de pigmentos de lipofuccina em seu citoplasma. A jaguatirica adulta apresenta cerca de 33,39 milhões de células de Leydig alocados por grama de testículo, com volume unitário de 913,39 µm3. Embora as jaguatiricas possuam células de Leydig com pequeno volume unitário, o número destas células por grama de testículo é semelhante àquele dos demais felinos estudados.
To study the spermatogenetic cycle in ocelots, were used, three adult males, proceeding from the Centro de Triagem de Animais Silvestres the Federal University of Viçosa and two adult males proceeding from the Fundação Zoobotânica of Belo Horizonte/MG/Brazil, authorized by the IBAMA-MG. These animals were submitted to general anesthesia, weighed and its testis were measured and biopsied to obtain, representative fragments. After this, the fragments histologically processed and analyzed in light microscopy. The average value for the age of the studied animals was 5.6 years and for the body weight was 14.5 kg. Using the volumetric calculation, it was observed a testicular mass 8.5 g. The gonadosomatic index was 0.12%, the tubulosomatic index was 0.074% and the leydigosomatic index was 0.0036%. In adult male ocelots, the testicular albuginea represents 23.42% of the testicular mass. The testicular parenchyma of adult ocelots is constituted by 80.58 % seminipherous tubules and 19.39% of intertubular tissue, with volume respective 10.53 e 2.58 ml. Most of the intertubular tissue is constituted by loose connective tissue. The mean diameter of the cross section of the seminipherous tubules in the adult ocelot was 211.37 µm, while the average thickness of seminipherous tubules was 75.38 µm. The adult ocelot presents around 17.81 m of seminipherous tubules for each gram of testis. The spermatogonias of the adult male ocelot possess a bigger coefficient of mitoses efficiency and the sperm production registered between the felines already studied. However, the Sertoli cells maintain its support capacity, in the same range observed for the felines. The spermatids reserve for each cycle of the seminipherous epithelium was approximately 3.7 billions for each gram of testis, the greatest quantity already registered between the studied mammals. The Leydig cell of ocelot presented a single, rounded nucleus with a fine layer of heterochromatin near to the nuclear envelope, and only one nucleolus. Too, it was observed a variable quantity of lipofuccin in its cytoplasm. The adult ocelot presents about 33.39 millions of Leydig cells in each gram of testis. In this animal, volume of the Leydig cells 913.39 µm3. The ocelot presents a small volume of the Leydig cell but a similar number for each gram of testis as related to other studied felines.
Palavras-chave: Jaguatirica
Testículos
Morfologia
Espermatogênese
Leopardus pardalis
Oncelot
Testis
Morphology
Spermatogenesis
Leopardus pardalis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::REPRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: SARTI, Priscilla. Morphometric evaluation of the testis and spermatogenesis in adult oncelot (Leopardus pardalis, Linnaeus, 1758). 2006. 67 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4947
Data do documento: 24-Fev-2006
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf325,18 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.