Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4954
Tipo: Dissertação
Título: Usuários, agentes comunitários e redes de interação: características, representações e dinâmicas na prática do PSF-Amoras, Viçosa-MG
Título(s) alternativo(s): [Users, community agents and integration nets: characteristics, representations and dynamics in the practice of the Family Health Program (PSF)-Amoras, Viçosa-MG]
Autor(es): Santos, Elizabete Bessa dos
Primeiro Orientador: Bevilacqua, Paula Dias
Primeiro coorientador: Lopes, Maria de Fátima
Segundo coorientador: Silva, Patrícia Fernanda Gouveia da
Primeiro avaliador: Cotta, Rosângela Minardi Mitre
Segundo avaliador: Barletto, Marisa
Abstract: Passadas quase duas décadas após a estruturação do Sistema Único de Saúde (SUS), ainda persiste o desafio da sua implementação de forma integral, respeitando e operacionalizando os seus princípios. No atual modelo de atenção básica à saúde, centrado na Estratégia Saúde da Família, a prática vivenciada tanto por profissionais como pela comunidade atendida se constrói, muitas vezes, com conflitos, dificuldades e estranhamentos, sendo importante a compreensão desses fenômenos para uma atuação mais integral e humanizada. Nesse sentido, o presente estudo, de natureza exploratória, objetivou compreender a relação, apreendendo informações, atitudes e comportamentos, existente entre os diferentes atores sociais (usuários e agentes comunitários de saúde - ACS) que interagem na atuação local de uma equipe do Programa Saúde da Família (PSF) do município de Viçosa-Minas Gerais. A pesquisa empírica foi realizada no bairro Amoras, localizado na periferia do município, entre fevereiro e dezembro de 2006. A metodologia utilizada compreendeu a consulta a dados secundários e documentos de referência e a análise qualitativa de dados construídos por meio da realização de entrevistas semi-estruturadas e observação direta. Os depoimentos dos distintos grupos pesquisados revelam representações associadas ao modo como cada grupo compreende e experimenta/vivencia o processo saúdedoença . Identificamos, também, uma hierarquia estabelecida entre os sujeitos tanto entre profissionais quanto entre técnicos e pacientes - em relação à sua função exercida no PSF, diretamente relacionada à sua formação técnica e científica, ou seja, à detenção de conhecimento , sendo essa mais nitidamente percebida entre os ACS e os usuários. Observamos a predominância do modelo da biomedicina tradicional no exercício da atenção à saúde, demonstrada pela autoridade delegada ao médico e pela supervalorização do medicamento, indicado como o meio de resolução de problemas de doença e, até mesmo, como referência ao estado de doença. Concluímos ser pertinente uma mudança na forma de relacionamento entre profissional e paciente, integrando o saber teórico dos meios acadêmicos ao saber do senso comum das localidades. Por fim, ressaltamos a importância de dois pilares do SUS: a humanização do atendimento, que procura respeitar e valorizar a participação e a autonomia do sujeito nas ações relativas ao seu bem- estar; e o princípio da integralidade, caracterizado pela assistência que procura ir além da doença e do sofrimento manifesto, buscando apreender necessidades mais abrangentes dos sujeitos. A concepção do processo saúde- doença , norteado por esses pilares, conduz à identificação dos problemas de saúde a partir do horizonte da população atendida, priorizando a relação interpessoal, o acolhimento entre os sujeitos e as habilidades de perceber as vulnerabilidades do indivíduo, nos cenários da família e da sociedade.
Two decades after the Unic Sistem Health (UFH) structure, we still have the dare of his implementation in one integrated way. In the present model of basic assistance health, focused on the health strategy of family, the lived practice by professionals and assisted community is built, several times, with conflicts, difficult and obstacles so that comprehension of this phenomenon is important to have more humanity and integrated action. In this way, the present studies, with explanatory nature, aimed at the comprehension of the relation that interact in the local group of action of the Family Health Program (PSF) in Viçosa borough in Minas Gerais. The empirical research was made in Amoras district, located in the outskirts between February and December in 2006. The methodology used involves a second data consults and documents and a qualitative analysis and right observation. The presentation of this distinct groups researched revels connected representation with the way of each group understand and live with the health illness process. We also can identify a set hierarquie between the subjects. About the function done in PSF, right connected to the technical and scientific formation apprehension of knowledge was more clearly got among the ACS and usuries. The predominance of the traditional biomedicine model in the health assistance practice, displayed by the own doctor authority and by overvalue of medicaments that was indicated as reference to the illness state was observed. We can conclude that a change of the relationship between patients and professionals is pertinent, integrating the theoretical knowledge of the academicals ways to the common sense of knowledge from this areas. Finally, we lighted two important pillars from SUS: the assistance with humanity, which seeks to respect and appreciate the participation and autonomy of the subject in actions related to the well - being and the whole principle, characterized by the assistance that hopes be beyond of the sickness and the suffering manifested so that we can understand the most important wide ranging of the subjects. The conception of that process is directed by those pillars, can conduct to the identification of sickness problems from the assisted people, understanding the importance of the interpersonal relationship, the reception among the subjects and the comprehension skills to the individual vulnerability in the family and society contexts.
Palavras-chave: Programa de Saúde da Família
Agente de saúde
Family Health Program
Health agent
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: SANTOS, Elizabete Bessa dos. [Users, community agents and integration nets: characteristics, representations and dynamics in the practice of the Family Health Program (PSF)-Amoras, Viçosa-MG]. 2008. 133 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4954
Data do documento: 31-Mar-2008
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf502,09 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.