Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4989
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorFófano, Gisele
dc.date.accessioned2015-03-26T13:46:42Z-
dc.date.available2007-01-17
dc.date.available2015-03-26T13:46:42Z-
dc.date.issued2004-04-23
dc.identifier.citationFÓFANO, Gisele. Mineralized bovine bone matrix in the alveolar repairing of the jaw of dogs and its association with collagen membrane. Experimental study. 2004. 75 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2004.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/4989-
dc.description.abstractAs terapias periodontais têm como objetivos não apenas estacionar a progressão da doença, pela interrupção da ação inflamatória da placa bacteriana, mas também possibilitar a restauração das estruturas perdidas, especialmente quanto à manutenção da arquitetura e estado funcional dessas. Assim, os tratamentos tidos como regenerativos ou reconstrutivos apresentam como finalidade a formação de novos tecidos de inserção (cemento, ligamento periodontal e osso alveolar) na área envolvida pela periodontopatia. Exemplos de terapias periodontais regenerativas incluem enxertos ósseos e regeneração tecidual guiada (RTG). O objetivo deste trabalho foi avaliar a matriz óssea bovina mineralizada como substituto ósseo na reparação alveolar da mandíbula de cães e sua associação com uma membrana de colágeno seguindo a técnica da regeneração tecidual guiada (RTG). Para tal, foram utilizados 48 cães, divididos em três grupos. Defeitos de aproximadamente 6 x 5 x 5 mm foram criados entre as raízes do quarto pré-molar direito na superfície vestibular do osso alveolar. Em um grupo, esses defeitos foram totalmente preenchidos com o xenoenxerto, em outro grupo, o defeito foi totalmente preenchido com o xenoenxerto e coberto pela membrana, enquanto no último grupo, permaneceram sem tratamento, sendo utilizados como controle. Foram realizadas avaliações clínicas diárias por uma semana, assim como radiográficas logo após a cirurgia e aos 7, 14, 21, 30, 42, 60, 90 e 120 dias. A cicatrização da ferida cirúrgica ocorreu de forma satisfatória e semelhante entre os cães dos três grupos. O exame radiográfico revelou uma reparação mais lenta no grupo controle, onde aos 120 dias o defeito ainda foi visualizado, em comparação ao grupo tratado com a matriz óssea bovina mineralizada, que aos 60 dias não foi mais observado e em comparação ao grupo tratado com a associação matriz óssea bovina mineralizada e membrana de colágeno, que aos 90 dias a falha não foi mais visualizada. Portanto, pode-se concluir que os materiais utilizados apresentam características desejáveis como biocompatibilidade e propriedade osteocondutora, sendo alternativas viáveis no auxílio da reparação óssea alveolar. Foi coletado, de dois animais de cada grupo, material para biópsia do sítio operado aos 7, 14, 21, 30, 42, 60, 90 e 120 dias e foram realizadas avaliações histológicas. No grupo controle, o processo de formação óssea se iniciou aos 14 dias e evoluiu progressivamente até os 120 dias, quando não foi mais distinguível o limite entre a periferia da falha e o novo osso formado. No grupo tratado somente com a matriz óssea bovina mineralizada, logo ao sétimo dia observou-se abundante celularidade ao redor do material e o início do processo de reparação, que aos 60 dias já havia preenchido todo o defeito produzido. Além disso, nenhuma reação do tipo corpo estranho foi observada e, portanto, pode-se concluir que o material utilizado apresenta características desejáveis a um substituto ósseo como biocompatibilidade e propriedade osteocondutora, sendo uma alternativa para o auxílio da reparação óssea alveolar. No grupo tratado com a associação matriz óssea bovina mineralizada e membrana de colágeno, observou-se o processo de reparação mais avançado em relação ao grupo controle até os 42 dias. Depois, observou-se um processo inflamatório crônico, até os 120 dias, levando a uma estagnação dessa reparação óssea. Apesar disso, nenhuma reação do tipo corpo estranho foi observada e, portanto, pode-se concluir que os materiais utilizados apresentam biocompatibilidade, característica desejável a substitutos ósseos e que a membrana, a partir dos 42 dias, provoca reação indesejável.pt_BR
dc.description.abstractThe periodontal therapies have as objectives not only to stop the progression of the disease, by the interruption of the inflammatory action of the bacterial plate, but also to make possible the restoration of the lost structures, especially as for the maintenance of the architecture and the functional state of those. Thus, the obtained treatments as regenerative or reconstrutivos present as a purpose the formation of new insertion tissues (cement, periodontal linking and alveolar bone) in the involved area by the periodontopaty. Examples of regenerative periodontal therapies include bone grafts and guided tissue regeneration (GTR). The objective of this work was to evaluate the mineralized bovine bone matrix as a substitute bone in the alveolar repairing of the jaw of dogs and its association with a collagen membrane a following the technique of the guided tissue regeneration (GTR). For such, 48 dogs were used, divided in three groups. Defects of approximately 6 x 5 x 5 mm were created among the roots of the fourth right premolar in the vestibular surface of the alveolar bone. In a group, those defects were totally filled out with the xenograft, and in another group, the defect was totally filled out with the xenograft and covered by the membrane, while in the last group, they stayed without treatment, being used as control. Daily clinical evaluations were accomplished for one week, as well as radiographic soon after the surgery and to the 7, 14, 21, 30, 42, 60, 90 and 120 days. The cicatrization of the surgical wound happened in a satisfactory and similar way among the dogs of the three groups. The radiographic exam revealed a slower repairing in the control group, where to the 120 days the defect was still visualized, in comparison with the group treated with the mineralized bovine bone matrix, than to the 60 days was not observed anymore and in comparison with the group treated with the mineralized bovine bone matrix and collagen membrane, than to the 90 days the failure was not visualized anymore. Therefore, it can be concluded that the used materials presented desirable characteristics as biocompatibility and property osteoconductor, being viable alternatives in the aid of the alveolar bone repairing. It was collected, from two animals of each group, material for biopsy of the operated ranch at the 7, 14, 21, 30, 42, 60, 90 and 120 days and histological evaluations were accomplished. In the control group, the bone formation process began at the 14th day and it developed progressively until the 120th day, when the limit between the periphery of the flaw and the new formed bone was not more distinguishable. In the group treated only with the mineralized bovine bone matrix, right at seventh it was observed abundant cellularity around the material and the beginning of the repairing process, that it had already filled out the whole produced defect at the 60 th day. Besides, no reaction of the strange body type was observed and, therefore, it can be concluded that the used material presents desirable characteristics to a substitute bone as biocompatibility and property osteoconductor, being an alternative for the aid of the alveolar bone repairing. In the group treated with the mineralized bovine bone matrix and collagen membrane, a more advanced repairing process was observed in relation to the control group until the 42 th day. Then, a chronic inflammatory process was observed, until the 120 th day, taking it to a repairing bone stagnation. In spite of that, no reaction of the strange body type was observed and, therefore, it can be concluded that the used materials present biocompatibility, desirable characteristic to substitute bone and that the membrane, starting from the 42 th day, provokes undesirable reaction.eng
dc.description.sponsorship
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCãopor
dc.subjectOssospor
dc.subjectRegeneraçãopor
dc.subjectDogseng
dc.subjectBoneseng
dc.subjectRegenerationeng
dc.titleMatriz óssea bovina mineralizada na reparação alveolar da mandíbula de cães e sua associação com membrana de colágeno. Estudo experimentalpor
dc.title.alternativeMineralized bovine bone matrix in the alveolar repairing of the jaw of dogs and its association with collagen membrane. Experimental studyeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4778558U9por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentBiotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. depor
dc.publisher.programMestrado em Medicina Veterináriapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::CLINICA E CIRURGIA ANIMAL::CLINICA CIRURGICA ANIMALpor
dc.contributor.advisor1Borges, Andrea Pacheco Batista
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4767373D8por
dc.contributor.referee1Fonseca, Cláudio César
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4780777E6por
dc.contributor.referee2Viloria, Marlene Isabel Vargas
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4781964E6por
dc.contributor.referee3Visconti Filho, Renato Francisco
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4707046H6por
dc.contributor.referee4Souza, Maria Verônica de
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4727991E0por
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,27 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.