Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5019
Tipo: Dissertação
Título: Neoplasias melanocíticas cutâneas em cães: aspectos clínicos e histopatológicos em 58 casos
Título(s) alternativo(s): Cutaneous melanocytic neoplasms in dogs: aspects clinics and histopathologics in 58 cases
Autor(es): Camargo, Luciane Pires de
Primeiro Orientador: Conceição, Lissandro Gonçalves
Primeiro avaliador: Silva, João Carlos Pereira da
Segundo avaliador: Viana, José Antonio
Terceiro avaliador: Haddad Júnior, Vidal
Quarto avaliador: Marques, Sílvio Alencar
Abstract: Foram analisados os aspectos clínicos e histopatológicos de 39 casos (42 lesões) de melanocitoma e 19 casos (19 lesões) de melanoma cutâneos caninos. Os melanocitomas acometeram tanto animais jovens como idosos, sem predisposição sexual. Neste estudo, os cães mais acometidos foram os da raça Schnauzer e Doberman, seguidos por aqueles sem raça definida. Clinicamente, a maioria das lesões apresentou-se solitária e localizada na região palpebral, interdigital e torácica. Geralmente, as lesões eram papulares, alopécicas, não aderidas, enegrecidas, com consistência firme e diâmetro médio de 1,2 cm. Recidivas e metástases não foram observadas, confirmando o bom prognóstico associado aos melanocitomas. Histopatologicamente, observou-se que o subtipo dérmico foi o mais freqüente. Quatro tipos celulares foram observados, tendo a maioria das lesões apresentado a combinação de células fusiformes e redondas grandes. As células apresentaram diversos arranjos celulares e os mais observados foram o sólido associado ou não a tecas. O estroma mostrou-se composto por traves colagênicas, pouco celular, mais eosinofílico, denso e hialino que o normal O comportamento biológico benigno dos melanocitomas correspondeu à aparência histológica Os melanomas acometeram animais mais idosos, sem predisposição sexual. Os cães mais acometidos foram os sem raça definida, seguida por aqueles das raças Rottweiler, Pinscher, Cocker Spaniel, Airedale. Clinicamente, as lesões apresentaram-se solitárias e localizadas freqüentemente no lábio e na pálpebra. A maioria dos tumores apresentou-se ulcerado, nodular, com consistência firme e diâmetro médio de 2,5 cm. Algumas lesões apresentaram recidivas. Metástases não puderam ser comprovadas. Dos casos com seguimento clínico conhecido, alguns foram curados pelo procedimento cirúrgico, entretanto, a maioria apresentou óbito, provavelmente relacionado à doença neoplásica, confirmando o prognóstico ruim associado ao melanoma. Histopatologicamente, freqüentemente foram observadas lesões com atividade juncional e dérmica, tendo sido a infiltração pagetóide um achado pouco freqüente. Observaram-se quatro tipos celulares, porém, o grupamento de células fusiformes e epitelióides foi o mais freqüente. As células apresentaram diversos arranjos celulares, mas o sólido associado ou não a tecas foi o mais observado. O estroma apresentouse, na maioria das vezes, escasso, pouco celular, desmoplásico e com discretas traves colagênicas. O exame histopatológico permitiu predizer aproximadamente 60 % do comportamento maligno do melanoma.
Thirty nine cases (42 lesions) of melanocytoma and nineteen cases (19 lesions) of canine cutaneous melanoma were analyzed clinic and histopathologically. The melanocytomas affected the young animals as well as the old ones, without a sexual predisposition. The most affected dogs were the ones of the Schnauzer and Doberman breed, being followed by those without a defined breed. Most lesions appeared solitarily and located in the eyelid, interdigital and thoraxes regions. Generally, the lesions were papuled, no haired, non adhering, black colored, with a firm consistency and a mean diameter of 1,2 cm. Recurrence and metastases were not seen. Such fact confirms the good prognostic associated to melanocytomas. Histopathologically, was observed that the dermal sub-type was the most frequent. There was no significant difference among the various regions affected by the dermal and compound melanocytomas. Four cell types were observed, with most lesions showing a combination of fusiform and big round cells. The cells presented different modes of arrangements and, the most observed was the solid, associated or not with the teaks. Collagenous bars, not very cellular, more eosinofilic, dense and hialin than the normal, composed the stroma. The benign biological behavior of melanocytomas corresponded to the histological appearance. The melanomas affected the older animals, without a sexual predisposition. The most affected dogs were the ones without a defined breed, being followed by those of the Rottweiler, Pinscher, Cocker Spaniel and Airedale breed. The lesions appeared solitarily and located on the lips and eyelid. Most tumors were ulcerated and nodular, with a firm consistency, with a mean diameter of 2,5cm. Some lesions presented recurrence. Metastases could not be proven. Among the cases with a known clinical segment, some were cured through a surgical procedure, however, the majority died, probably related to a neoplasm disease, confirming the bad prognostic related to melanoma. Histopathologically, lesions with dermal and junction activities were observed, being the pagetoid infiltration a not frequent finding. Four cell types were observed, however, the fusiforms and epithelioid groupings were the most frequent. The cell presented different modes of arrangements, but the solid, associated or not to teaks, was the most observed. The stroma came, most of the times, scarce, not very cellular, desmoplastic and with discreet collagenous bars. The histopathology analysis could predict approximately 60% of the melanoma malign behavior.
Palavras-chave: Cão
Pele
Tumores
Melanoma cutâneo
Dogs
Cutaneous melanoma
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::CLINICA E CIRURGIA ANIMAL::CLINICA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: CAMARGO, Luciane Pires de. Cutaneous melanocytic neoplasms in dogs: aspects clinics and histopathologics in 58 cases. 2005. 68 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5019
Data do documento: 4-Abr-2005
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.