Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5026
Tipo: Dissertação
Título: Efeito do período de coletas de urina sobre a excreção de creatinina e a produção microbiana em bovinos
Título(s) alternativo(s): Effect of urine sampling period on creatinine excretions and microbial production in bovine
Autor(es): Leal, Thalita Lázaro
Primeiro Orientador: Valadares, Rilene Ferreira Diniz
Primeiro avaliador: Valadares Filho, Sebastião de Campos
Segundo avaliador: Leão, Maria Ignez
Terceiro avaliador: Campos, José Maurício de Souza
Quarto avaliador: Detmann, Edenio
Abstract: O presente trabalho foi desenvolvido a partir de dois experimentos. No primeiro foram utilizados quatro animais, machos castrados, de grau de sangue predominantemente Holandês com peso inicial médio de 445 kg, objetivando-se estimar as variações nas excreções diárias de creatinina, uréia e de derivados de purinas na urina, utilizando coletas durante seis dias consecutivos; e avaliar as concentrações de nitrogênio uréico no plasma (NUP) em novilhos submetidos a dietas que continham dois níveis de concentrado e duas fontes de proteína. Os animais foram distribuídos em um quadrado latino 4X4, sendo os tratamentos definidos em esquema fatorial 2X2, sendo dois níveis de uréia (0 e 100%) em substituição ao farelo de soja e dois níveis de oferta de concentrado (0,75% e 1,25% do PV), e a comparação entre dias de avaliação foi conduzida em esquema de parcelas subdivididas. O volumoso, constituído de silagem de capim elefante (80%) e silagem de sorgo (20%), foi fornecido à vontade. As coletas de urina foram feitas durante seis dias consecutivos, utilizando-se funis coletores adaptados aos animais. A síntese de compostos nitrogenados microbianos foi maior (P<0,05) para a maior oferta de concentrado e menor (P<0,05), quando a proteína do farelo de soja foi substituída pela uréia. Não houve interação (P>0,05) entre níveis de concentrado e de uréia para a concentração de NUP e a excreção de N-uréico na urina, nem efeito (P>0,05) de níveis de uréia. As excreções urinárias de uréia, alantoína, ácido úrico e derivados de purinas totais não foram afetadas (P>0,05) pelos dias de coleta de urina. Da mesma forma, a quantidade estimada de proteína microbiana não diferiu (P>0,05) entre os dias de coleta de urina. Não houve diferença (P>0,05) na excreção de creatinina entre os dias de coleta de urina, apresentando o valor médio de 25,47 mg/kgPV, 117,92 mg/kg0,75 ou 1,04 mmol/kg0,75. No segundo experimento, objetivou-se avaliar as variações nas excreções diárias de creatinina e de uréia na urina, utilizando coletas durante seis dias consecutivos em novilhas de origem leiteira; avaliou-se também o efeito da duração do período de coleta sobre a estimativa da produção microbiana obtida a partir dos derivados de purinas na urina. Utilizaram-se onze novilhas de grau de sangue predominantemente Holandês, com peso inicial médio de 280 kg, considerando-se o grupo de animais como uma amostra aleatória simples da população. Para comparação entre dias de coletas, empregou-se análise de variância como ferramenta para isolamento do erro puro, adotando-se modelo constituído pelo efeito aleatório de animal e pelo efeito fixo de dia de avaliação. O volumoso foi constituído de silagem de milho fornecida à vontade. Diariamente foi fornecido 2,0 kg de concentrado por animal. O período experimental teve duração de seis dias, pois os animais já estavam adaptados à dieta. As coletas de urina foram realizadas utilizando-se sondas de Folley no 22 ou 26, sendo determinado o volume urinário diário. As excreções urinárias de creatinina, uréia, alantoína, ácido úrico e derivados de purinas totais também não foram afetadas (P>0,05) pelos dias de coleta de urina. Da mesma forma a quantidade estimada de proteína microbiana não diferiu (P>0,05) entre os dias de coleta de urina. O valor médio para a excreção de creatinina foi de 30,5 mg/kgPV, 124,84 mg/kg0,75 ou 1,1 mmol/kg0,75. Através dos resultados obtidos nos dois experimentos, pode-se concluir que a ausência de efeito de número de dias sobre a excreção de creatinina tem uma grande aplicação prática, pois além de reduzir o trabalho com tempos longos de coletas, permite a redução nos custos da pesquisa, recomendando-se coletas de urina com duração de 24 horas.
The present work was developed based on two experiments. In the first one were used four castred Holstein steers, with initial average live weight of 445 kg, aiming to evaluate variations on the daily urinary excretion of creatinine, urea and purine derivatives, sampling during six consecutive days; and to evaluate the plasma N-urea concentration (NUP) for steers receiving diets with two levels of concentrate and two protein sources. The animals was distribuited in a 4x4 latin square, being the treatments defined by factorial outline 2x2, two urea levels (0 and 100%) replacing soybean meal and two levels of concentrate (0.75% and 1.25% of live weight - LW), the comparison between the evaluation days was lead using a split-plot design. The roughage, constituted of elephant grass silage (80%) and sorghum silage (20%), was supplied at libitum . The urine sampling were done during six consecutive days, using funnels collectors coupled in animals. The nitrogen microbial compounds synthesis was higher (P<0.05) for the higher use of concentrated and lower (P<0.05), when the protein from soybean meal was replaced by urea. There weren t found interaction (P>0.05) between the concentrate and urea levels for the concentration of NUP and urinary excretion of N-urea, neither effect (P>0.05) of urea levels. The urinary excretions of urea, allatoin, uric acid and total purine derivatives were not affected (P>0.05) by the days of urine sampling. In the same way, the amount of estimated microbial protein were not affected (P>0.05) by the days of urine sampling. The creatinine excretion were not affect by the days of urine sampling, presenting average values of 25,47 mg/kgLW, 117,92 mg/kg0.75 or 1,04 mmol/ kg0.75. The second experiment was aimed to determine variations in the daily urinary excretions of creatinine and nitrogen compounds, sampling during six consecutive days for dairy heifers, the effect of number of sampling days in the estimated microbial production was also evaluated. Eleven dairy Holstein heifers, with initial live weight of 280 kg, were used, being a simple sample of a population. To perform the comparison between the sampling days, the variance analyses method was used as a pure error isolation tool, adopting a model which considers the random effect of animal and the constant effect of the evaluation day. The roughage was composed by corn silage supplied at libitum . Daily 2 kg of concentrate ware supplied for each animal. The experimental period had a six day duration because the animals were adapted to the diet. To determine the daily urinary amount, No. 22 or 26 Folley catheters were used. The was not affected (P>0.05) by the days of urine sampling. The urinary excretion of creatinine, urea, allatoin, uric acid and the total purine derivatives excretions were not affected (P>0.05) by the days of urine sampling. The amount of estimated microbial protein were not affected (P>0,05) by the days of urine sampling either. The average value for the creatinine excretion was 30,5 mg/kgLW, 124,84 mg/kg0.75 or 1,1 mmol/kg0.75. Through the results of the two experiments, it can be inferred that the effect absence of the number of days on the creatinine excretion has a important practical application, because it reduces the long durations of sampling, as well as the research expenses, recommending urine samplings of 24-hour duration.
Palavras-chave: Ruminante
Nutrição
Uréia
Bovine
Nutrition
Urea
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: LEAL, Thalita Lázaro. Effect of urine sampling period on creatinine excretions and microbial production in bovine. 2005. 63 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5026
Data do documento: 2-Mar-2005
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf165,82 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.