Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5035
Tipo: Dissertação
Título: Eficácia da dexametasona e da doxorrubicina no tumor de Ehrlich transplantado em camundongos BALB/c
Título(s) alternativo(s): Effectiveness of dexamethasone and doxorubicin in Ehrlich tumor of as transplanted in mice BALB/c
Autor(es): Nery, Liza Helena Ramos
Primeiro Orientador: Viloria, Marlene Isabel Vargas
Primeiro avaliador: Silva, João Carlos Pereira da
Segundo avaliador: Viana, José Antonio
Terceiro avaliador: Fonseca, Cláudio César
Quarto avaliador: Benjamin, Laércio dos Anjos
Abstract: Todos os anos surgem milhares de novos casos de câncer em seres humanos em todo o mundo. No Brasil, em torno de 460.000 são notificados a cada ano. Na medicina veterinária tem-se observado um aumento dos casos de neoplasias, principalmente entre os animais de estimação, devido à elevação da expectativa de vida de cães e gatos, o que tem levado à necessidade de estudar e implantar novos esquemas de tratamento dessas neoplasias. A descoberta da transplantabilidade dos tumores favoreceu o estudo do comportamento de vários tipos de câncer. O tumor ascítico de Ehrlich (TAE) inoculado na região interescapular de camundongos BALB/c foi o modelo experimental utilizado para se avaliar o comportamento quimioterápico da dexametasona (DEX) injetada intralesional nas doses de 0,1mg/cm³ e 0,2mg/cm³ de massa tumoral a cada 48 h num total de três aplicações, e a doxorrubicina (DOX) na dose de 25mg/m² com intervalos de 15 dias em duas aplicações. Estes quimioterápicos também foram estudados in vitro na cultura de células do TAE. A DEX foi utilizada nas concentrações de 1,0 e 2,0 µM, e a DOX nas doses de 0,5mg/ml e 1,0mg/ml de meio RPMI-1640 completo, para verificar a porcentagem de inibição do crescimento pelas drogas. A redução macroscópica da massa tumoral foi avaliada através da medição com paquímetro analógico imediatamente antes de cada tratamento e após a última seção quimioterápica. Para a avaliação histológica do TAE após tratamentos, foram utilizadas sessões coradas com hematoxilina-eosina. Os seguintes parâmetros foram observados: densidade da população celular, ocorrência de mitose, corpos apoptóticos e intensidade do infiltrado inflamatório. A detecção de corpos apoptóticos foi por imunofluorescência corados pelo laranja de acridina, onde se observaram inúmeros corpos apoptóticos nos dois tratamentos. Os resultados da morfometria tumoral evidenciaram um efeito pronunciado da DEX, na redução da massa tumoral. O tratamento pela DOX não apresentou redução macroscópica; porém, notou-se uma inibição de crescimento no grupo tratado em relação ao controle. O tratamento da cultura de células do TAE mostrou que a DEX tem efeito mais precoce evidenciando a presença de receptores para glicocorticóides; entretanto, as células tratadas com DOX responderam ao tratamento a partir de 24 h, confirmando a necessidade de ciclos de tratamento mais longos para este tumor. A análise histológica após os tratamentos confirmou as características deste tumor como: presença de necrose, pequena quantidade de células inflamatórias, estroma escasso. No entanto não foi possível determinar se a presença de necrose é característica natural do tumor ou se ocorreu aumento pela ação dos quimioterápicos.
Every year, thousands of new cases of cancer appear all around the world in human beings. In Brazil around 460.000 are notified every year. In the veterinary medicine an increase of the cases of neoplasics has been noted, mainly among the pets, due to elevation of the expectative of life in dogs and cats. These aspects show the necessity to study and to implant new protocols for treatment of these tumors. The discovery of the transplantation of the tumors favoured the study of the behaviour of several cancers. The Ehrlich ascites tumor (EAT), was the model used in mice BALB/c inoculated with this tumor in the interescapular subcutaneus region, growing in the solid form, to evaluate the behaviour chemotherapyc of the dexamethasone (DEX) and doxorubicin (DOX) used into the lesion. DEX was used in 0,1mg/cm³ and 0,2mg/cm³ of tumoral mass to each 48 h in three applications. DOX was used in two doses of 25mg/m² with intervals of 15 days between the two applications. These chemotherapycs were also studies "in vitro" in the cell culture of TAE, being DEX in the concentrations of 1 and 2 µM and DOX in the 0,5mg/ml and 1,0mg/ml of complete RPMI-1640 medium. To verify the percentage of inhibition of the cell growth for the drugs, the times established for the counting of the cells were 1, 2, 3and 24 hours after the drugs administration. The macroscopic reduction of the tumoral mass was evaluated immediately through the measurement with analogical pachemetric before each treatment and after the last chemotherapic section. To histologycal evaluation of TAE after treatments slides were stained with hematoxilin-eosin. The following parameters were observed: density of the cellular population, occurrence of mitosis, apoptotics bodies, and intensity of the inflammatory cells. The detection of the apoptotics bodies was done by the immunofluorescence assay with acridin orange, where the presence of the innumerous apoptotics bodies can be observed in the two treatments. The results of the morphometry of the tumor show a sharp effect of DEX in the reduction of the tumoral mass. In the treatment for DOX did not have macroscopic reduction; however inhibition of growth in the treated group in relation to the control group was noticed. The treatment of the cell culture of TAE showed that DEX has more precocious effect evidencing that these cells possess receptors for glucocorticoid. The cells treated with DOX answered to the treatment after 24 h, confirming the necessity of longer treatment cycles for this tumor. The histologycal analysis after the treatments confirmed the characteristics of this tumor. However, it was not possible to determine if the necrosis occurrence is a natural characteristic of the tumor or if the necrosis increase was an action of the chemotherapycs.
Palavras-chave: Tumores
Tratamento
Apoptose
Dexametasona
Doxorrubicina
Tumors
Treatament
Dexamethasone
Doxorubicin
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::PATOLOGIA ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: NERY, Liza Helena Ramos. Effectiveness of dexamethasone and doxorubicin in Ehrlich tumor of as transplanted in mice BALB/c. 2004. 88 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5035
Data do documento: 10-Dez-2004
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf542,2 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.