Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5054
Tipo: Dissertação
Título: Estimativa da excreção urinária de derivados de purinas a partir do consumo de NDT e determinação da contribuição endógena em vacas de leite
Título(s) alternativo(s): Estimation of urinary excretion of derivatives of purine from the consummate of NDT and determination of the contribution in endogenous milk cows
Autor(es): Pellizzoni, Samantha Gusmão
Primeiro Orientador: Valadares, Rilene Ferreira Diniz
Primeiro coorientador: Valadares Filho, Sebastião de Campos
Segundo coorientador: Marcondes, Marcos Inácio
Primeiro avaliador: Pina, Douglas dos Santos
Abstract: Objetivou-se estimar a excreção urinária de derivados de purinas a partir do consumo NDT e determinar a contribuição endógena em vacas de leite. O experimento foi realizado na unidade de ensino, pesquisa e extensão em gado de leite (UEPE-GL) durante o mês de março de 2010. Utilizaram-se doze vacas da raça Holandesa, puras e mestiças, alocadas em delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos em função da produção de leite, que foram determinadas como Alta, Média e Baixa seguindo as seguintes faixas de produção: 33,50, 18,42 e 11,07 kg de leite/dia, respectivamente. A dieta foi constituída de silagem de milho à vontade e concentrado fornecido na proporção de um kg para cada três kg de leite produzido. O período experimental teve duração de 15 dias, sendo sete para adaptação e oito dias para realização das coletas de urina, fezes, sangue e leite, bem como para avaliação do consumo e digestibilidade aparente. As ordenhas foram realizadas em dois horários, às 6:00 h e 16:00 h. Os resultados foram avaliados por meio de análises de variância, utilizando-se nível de 5% de probabilidade para o erro tipo I, por intermédio do programa SAS, sendo utilizado o teste de T para comparação de médias. As relações entre as excreções diárias dos derivados de purinas e os consumos de nutrientes digestiveis totais (CNDT), de matéria orgânica digestível (CMOD) e de matéria seca (CMS) foram avaliadas através do modelo de regressão linear simples. Não houve diferença (P>0,05) para os teores de lactose e gordura do leite, porém, o percentual de proteína foi superior para vacas de baixa produção (P<0,05). Os consumos de todos os nutrientes, exceto o de fibra insolúvel em detergente neutro corrigida para cinzas e proteína (FDNcp) e fibra insolúvel em detergente neutro indigestível (FDNi), foram maiores para os animais de maior produção. As digestibilidades da matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta, e carboidratos não fibrosos e os teores de nutrientes digestíveis totais (NDT) não diferiram entre os tratamentos (P>0,05), enquanto que as digestibilidades do extrato etéreo e da FDNcp, foram influenciadas pelo nível de produção de leite, sendo menores para vacas de Alta produção. Os teores de nitrogênio uréico no plasma e no leite e a excreção de compostos nitrogenados (N) na urina foram altamente correlacionados e superiores (P<0,05) para animais mais produtivos, indicando que a concentração variou com o nível de produção de leite. As excreções urinárias dos derivados de purinas (DP) e uréia, bem como as relações de alantoina:creatinina, ácido úrico:creatinina, derivados de purina:creatina e uréia:creatinina, quando comparadas entre os diferentes tempos de coleta spot de urina e coleta total de urina durante 24 horas, não apresentaram diferença significativa (P>0,05). A síntese ruminal de proteína bruta microbiana e a excreção de DP foram relacionadas com o consumo de NDT e de matéria orgânica digestível (MOD), sendo obtidos 23,48 mmol de DP para cada kg de NDT consumido e 25,50 mmol de DP para cada kg de MO digestível, sendo possível observar que ambas as relações podem ser utilizadas para realizar estas estimativas. A coleta spot pode ser utilizada para estimar a excreção diária de derivados de purinas e de uréia na urina em vacas, independentemente do nível de produção. Tanto a utilização do consumo de NDT quanto de MOD podem ser utilizados com o intuito de estimar os derivados de purinas urinários. Considerando a excreção de DP em mmol/kgPC0,75 e o consumo de matéria seca expresso em g/kg PC0,75, obteve-se o valor da fração endógena de DP de 0,237 mmol/kgPC0,75.
The objective was to estimate the urinary excretion of purine from the TDN consumption and determine the endogenous contribution in dairy cows. The experiment was conducted at the Unidade de Ensino, Pesquisa e Extensão em Gado de Leite (UEPE-GL) during the month of March 2010. Twelve Holstein cows purebred and crossbred, allocated in a completely randomized design with three treatments based on production of milk, which were assessed as high, medium and low bands by taking the following production: 33,50; 18,42 and 11.07 kg of milk / day, respectively.The diet consisted of corn silage ad libitum and concentrate fed at a rate of one kilogram for every three pounds of milk produced. The experimental period lasted 15 days, se ven to eight days for adaptation and implementation of collection of urine, faeces, blood and milk, as well as to evaluate the consumption and digestibility. Milkings were carried out in two hours, from 6:00 h and 16:00 h. The results were evaluated by analysis of variance, using the 5% level of probability of type I error, through the SAS, by using the t test to compare means. Relations between the daily excretion of purine derivatives and the consumption of total digestible nutrients (TDNI), digestible organic matter intake (DOMI) and dry matter intake (DMI) were assessed using linear regression. No significant differences (P>0.05) for lactose and milk fat, however, the percentage of protein was higher for cows with low production (P<0.05). Intakes of all nutrients, except for neutral detergent fiber corrected for ash and protein (NDF) and neutral detergent fiber indigestible (NDFi) were higher for animals for higher production. The digestibility of dry matter (DM), organic matter (OM), crude protein, and non-fiber carbohydrates and contents of total digestible nutrients (TDN) did not differ between treatments (P> 0.05), whereas the digestibility of ether extract and NDF were influenced by the level of milk production, and lower for cows of high production. The levels of urea nitrogen in plasma and milk and excretion of nitrogenous (N) in urine were highly correlated and higher (P<0.05) for more productive animals, indicating that the concentration varied with the level of milk production. Urinary excretions of purine derivatives (PD) and urea, as well as the relations of allantoin: creatinine, uric acid, creatinine, purine derivatives, creatine and urea, creatinine, when compared between different times of collection and spot urine collection total urine for 24 hours, no significant difference (P>0.05). The synthesis of ruminal microbial crude protein and excretion of PD were associated with intake of TDN and digestible organic matter (DOM), being raised from 23.48 mmol of SD for each kg of TDN consumed, 25.50 mmol SD for each kg of digestible organic matter, revealing that both relations can be used to make these estimates. The gathering spot can be used to estimate the daily excretion of purine derivatives and urea in the urine of cows, regardless of the level of production. Both the use of TDN intake and consumption of MOD can be used in order to estimate the urinary purine derivatives. Whereas the excretion of PD in mmol/kgPC0,75 and dry matter intake expressed as g/kg PC0,75, obtained the value of the fraction of endogenous DP mmol/kgPC0.2370,75.
Palavras-chave: Holandesa
Leite
Nitrogênio microbiano
Holstein cows
Milk
Microbial nitrogen
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: PELLIZZONI, Samantha Gusmão. Estimation of urinary excretion of derivatives of purine from the consummate of NDT and determination of the contribution in endogenous milk cows. 2011. 72 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5054
Data do documento: 11-Mar-2011
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf300,86 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.