Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5083
Tipo: Dissertação
Título: Anestesia por infusão contínua de propofol associado ao remifentanil em gatos pré-tratados com acepromazina
Título(s) alternativo(s): Propofol-remifentanil continuous infusion anesthesia in acepromazinepretreated cats
Autor(es): Favarato, Lukiya Silva Campos
Primeiro Orientador: Pompermayer, Luiz Gonzaga
Primeiro coorientador: Borges, Andrea Pacheco Batista
Segundo coorientador: Ribeiro Filho, José Dantas
Primeiro avaliador: Melo, Eliane Gonçalves de
Segundo avaliador: Carlo, Ricardo Junqueira Del
Abstract: O propofol é um anestésico geral que apresenta características desejáveis como efeito ultra-curto, metabolismo rápido e baixa toxidez, podendo ser utilizado para indução ou manutenção da anestesia. O remifentanil é um opióide recentemente sintetizado, apresenta grande poder analgésico, curto tempo de ação e capacidade de potencializar os anestésicos gerais. São escassas as informações sobre o uso da associação remifentanil e propofol na Medicina Veterinária, especialmente quando se trata da espécie felina. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a anestesia por infusão contínua de propofol associado ao remifentanil em gatos submetidos a cirurgias eletivas como a ovariosalpingohisterectomia e orquiectomia. Foram utilizados 30 gatos, distribuídos aleatoriamente em três grupos de dez animais cada, com igual número de fêmeas e machos. Após jejum hídrico de 6 horas e alimentar de 12 horas, todos os animais receberam acepromazina por via intramuscular, na dose de 0,1 mg/kg como medicação pré-anestésica (MPA). Decorridos 15 minutos procedeu-se a indução anestésica com propofol, em bolus de 6 mg/kg. A anestesia foi mantida por 60 minutos através de infusão contínua. O Grupo 1 recebeu propofol na velocidade de 0,6 mg/kg/minuto; o Grupo 2 recebeu propofol na velocidade de 0,4 mg/kg/minuto, associado ao remifentanil na velocidade de 0,1 µg/kg/minuto e o Grupo 3, propofol na velocidade de 0,4 mg/kg/minuto, associado ao remifentanil na velocidade de 0,2 µg/kg/minuto. Avaliaram-se a temperatura corporal, freqüência cardíaca, pressão arterial sistólica, freqüência respiratória, volume corrente, volume minuto, saturação da oxi-hemoglobina, valores hemogasométricos do sangue arterial, eletrocardiograma, analgesia, miorrelaxamento, reflexos palpebral, corneal, interdigital e laringo-traqueal, período de recuperação e tempo de preenchimento capilar. Os momentos estabelecidos para mensuração das variáveis foram: M0 Antes da administração da MPA; M1 15 minutos após a MPA; M2 Imediatamente após a indução anestésica e intubação orotraqueal; M3 15 minutos após M2, após incisão da parede abdominal nas fêmeas ou do escroto nos machos; M4 30 minutos após M2, no momento da ligadura do primeiro pedículo ovariano nas fêmeas ou do primeiro cordão espermático nos machos; M5 60 minutos após M2, após o término da cirurgia. A avaliação dos resultados permitiu concluir que: a infusão contínua de propofol associado ao remifentanil para a anestesia injetável no gato foi considerada satisfatória e demonstrou maiores vantagens quando comparada à anestesia onde o propofol foi utilizado como agente único por promover recuperação anestésica mais rápida; a infusão do remifentanil na velocidade de 0,1 µg/kg/minuto foi superior à velocidade de 0,2 µg/kg/minuto por promover analgesia equivalente e menores alterações nos parâmetros cardiorespiratórios; o incremento da analgesia proporcionado pela infusão do remifentanil nas velocidades de 0,1 µg/kg/kg/minuto e de 0,2 µg/kg/minuto permitiram redução de cerca de 33% na velocidade de infusão do propofol; a redução no grau de hipnose em decorrência da menor velocidade de infusão do propofol não influenciou na cirurgia e permitiu uma recuperação anestésica mais rápida.
Propofol is a general anesthetic with desirable characteristics such as ultrashort effect, fast metabolism e low toxicity, which can be used for induction or maintenance of anesthesia. Remifentanil is a recently synthesized opioid, with great analgesic power, ultra-short action and capacity of potentiating general anesthetics. Little information exists on the use of remifentanil in association with propofol in veterinary medicine, particularly in feline species. The objective of the present work was to evaluate the anesthesia by continuous infusion of propofol in association with remifentanil in cats subjected to elective surgeries. A total of 30 cats with indication for orchiectomy and ovariectomy were randomly distributed in three groups of ten animals each, with equal number of males and females. After 6-hour fast for water and 12-hour fast for food, all the animals received 0.1mg/kg of acepromazine by intramuscular route, as preanesthetic medication. After 15 minutes, anesthesia was induced with a propofol bolus of 6 mg/kg. Anesthesia was maintained for 60 minutes by continuous infusion. Group 1 received propofol 0.6 mg/kg/min; Group 2 received propofol 0.4 mg/kg/min in association with remifentanil 0.1 µg/kg/min; and Group 3 received propofol 0.4 mg/kg/min in association with remifentanil 0.2 µg/kg/min. The following variables were evaluated: body temperature, heart frequency, systolic pressure, respiratory frequency, tidal volume, minute ventilation, oxyhemoglobin saturation, hemogasometric values of arterial blood, electrocardiogram, analgesia, muscle relaxantion, eyelid, corneal, interdigital and laryngo-tracheal reflexes, recovery time and capillary filling time. The moments established for variable measurements were: M0 before preanesthetic medication administration; M1 15 minutes after preanesthetic medication; M2 immediately after anesthetic induction and orotracheal intubation; M3 15 minutes after M2, after abdominal wall incision in the females or scrotal incision in the males; M4 30 minutes after M2, at the moment of the ligation of the first ovarian pedicle in the females or of the first spermatic cord in the males; M5 60 minutes after M2, surgery completed. The results allowed the following conclusions: anesthesia by continuous infusion of propofol in association with remifentanil in cats demonstrated to have greater advantages over anesthesia with propofol as the only agent; infusion of remifentanil 0.1 µg/kg/min was better than 0.2 µg/kg/min for providing equivalent analgesia with smaller changes in cardiorespiratory parameters; the increase in analgesia provided by remifentanil 0.1 µg/kg/min and 0,2 0.1 µg/kg/min allowed reduction of approximately 33% in propofol infusion speed; the reduction in the level of hypnosis resulting from the lower propofol dose had no effect on the surgery and allowed a faster anesthetic recovery.
Palavras-chave: Gatos
Anestesia
Remifentanil
Propofol
Cats
Anesthesia
Propofol
Remifentanil
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::CLINICA E CIRURGIA ANIMAL::ANESTESIOLOGIA ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: FAVARATO, Lukiya Silva Campos. Propofol-remifentanil continuous infusion anesthesia in acepromazinepretreated cats. 2006. 55 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5083
Data do documento: 31-Jul-2006
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf775,95 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.