Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5136
Tipo: Dissertação
Título: Expressão cutânea das β-defensinas (cBD102 e cBD103) em cães acometidos por leishmaniose visceral
Título(s) alternativo(s): Cutaneous expression of β-defensins (cBD102 and cBD103) in dogs with canine visceral leishmaniasis
Autor(es): Hernandez, Fernely Augusto Plazas
Primeiro Orientador: Conceição, Lissandro Gonçalves
Primeiro coorientador: Salcedo, Joaquín Hernán Patarroyo
Primeiro avaliador: Bicalho, Adriane Pimenta da Costa Val
Segundo avaliador: Viloria, Marlene Isabel Vargas
Abstract: Em resposta a uma infeção as defensinas são produzidas em questão de minutos ou até 2 horas por células sanguíneas como neutrófilos, para auxiliar a lise de patógenos e estimular a quimiotaxia, alcançando níveis máximos no organismo em 24 horas. Também estes peptídeos podem ser produzidos sem estimulo algum pelas células epiteliais do sistema tegumentário. Com base no exposto anteriormente, o objetivo deste trabalho foi estudar a expressão de β-defensinas (cBD102 e cBD103) de pele de cães diagnosticados com leishmaniose visceral canina (LVC). Para tal, foram selecionados 43 amostras de pele entre cães acometidos por LVC e sadios incluídas em blocos de parafina, distribuídos em 3 grupos: I com dermatite descamativa (DD) por 16 blocos, II dermatite ulcerativa (DU) 21 blocos e o grupo controle (6 blocos de cães sem problemas dermatológicos). Foi empregada a técnica de imunoperoxidase indireta (IPI) para a confirmação do diagnóstico de LVC e identificação de β-defensinas, usando os anticorpos primários humanos (hBD102 e hBD103, SIGMA®). O delineamento foi inteiramente casualizado, adotando 0,05% de probabilidade para o erro Tipo I. Nota-se que houve diferença (p=0,003) na intensidade da imunomarcação entre os grupos, observando-se maior intensidade de marcação da cBD102 e cBD103 no grupo controle quando comparados com os grupos DD e DU. Na derme houve diferença (p=0,001) entre a expressão das duas β-defensinas estudadas, sendo a expressão de cBD103 superior a de cBD102. O presente estudo é o primeiro referente à interação imunológica da expressão de extensão e intensidade entre a β-defensina cBD102 e cBD103 e a leishmaniose visceral canina, nos padrões dermatológicos DD e DU, avaliados pela técnica de imunoistoquímica.
In response to an infection, blood cells such as neutrophils produce defensins within minutes to two hours to aid pathogens lysis and stimulate chemotaxis, reaching peak levels in the body in 24 hours. These peptides can also be produced without any stimulus by epithelial cells of the integumentary system. The aim of this work was to study the expression of β-defensins (cBD102 and cBD103) of canine skin diagnosed with canine visceral leishmaniasis (CVL). There were selected 43 skin samples from dogs positive to CVL and healthy, they were included in paraffin blocks and divided into three groups: I desquamative dermatitis (DD) with 16 blocks, II ulcerative dermatitis (UD) 21 blocks and the control group (6 blocks without canine skin problems). It was used the indirect immunoperoxidase technique (IIP) to confirm the LVC diagnosis and the identification of β-defensins, using human primary antibodies (hBD-2 and hBD-3, SIGMA®). The experimental delineation was completely casualized, with a confidence level of 0.95. Note that there was difference (p = 0.03) in the immunostaining intensity between groups, showing higher marcation intensity with cBD102 and cBD103 in the epidermis of the control group compared with DD and DU groups. In the dermis there was difference (p = 0.001) of the two β-defensins studied, being the cBD103 expression higher than the cBD102. This study is the first one relating to the immunological interaction of the extension and intensity expression between the β-defensin cBD102 and cBD103 and canine visceral leishmaniasis in the DD and DU dermatological standards, assessed by immunohistochemistry.
Palavras-chave: Cães
Leishmaniose
Beta defensinas
Dogs
Leishmaniasis
Beta defensins
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::PATOLOGIA ANIMAL::ANATOMIA PATOLOGIA ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: HERNANDEZ, Fernely Augusto Plazas. Cutaneous expression of β-defensins (cBD102 and cBD103) in dogs with canine visceral leishmaniasis. 2012. 48 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5136
Data do documento: 20-Nov-2012
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,41 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.