Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5189
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos da laserterapia de baixa potência associada ou não a exercício excêntrico no tratamento de tendinopatia induzida do tendão calcanear comum de Ratos (Rattus norvegicus)
Efeitos da laserterapia de baixa potência associada ou não a exercício excêntrico no tratamento de tendinopatia induzida do tendão calcanear comum de Ratos (Rattus norvegicus)
Título(s) alternativo(s): Effects of low level laser therapy associated or not to eccentric exercise on tendinopathy of the common calcaneal tendon of rats (Rattus norvegicus)
Effects of low level laser therapy associated or not to eccentric exercise on tendinopathy of the common calcaneal tendon of rats (Rattus norvegicus)
Autor(es): Silva, Micheline Ozana da
Primeiro Orientador: Souza, Maria Verônica de
Primeiro coorientador: Natali, Antônio José
Segundo coorientador: Borges, Andrea Pacheco Batista
Primeiro avaliador: Maia, Leandro
Abstract: A dissertação foi desenvolvida em dois subprojetos, sendo o primeiro intitulado Análises clínica e biomecânica do tendão calcanear comuns de ratos Wistar submetido à laserterapia associada ou não a exercício excêntrico , e o segundo Análise histomorfometrica do tendão calcanear comum de ratos Wistar tratado com laserterapia e exercício excêntrico . O primeiro subprojeto teve como objetivo avaliar o efeito da terapia com laser de baixa potência associada a exercício excêntrico (caminhada em declive) na tendinopatia do tendão calcanear comum de ratos Wistar, mediante análises clínica e biomecânica, enquanto no segundo por meio de análises histopatológica e morfométrica. Foram utilizados 63 ratos machos, adultos, que foram distribuídos aleatoriamente nos grupos L (laser), E (exercício excêntrico), LE (laser e exercício excêntrico), R (repouso), CL (tendão contralateral) e S (tendão sadio). Os últimos dois grupos existiram apenas no primeiro subprojeto. Tendinopatia unilateral com lesão induzida foi realizada mediante compressão transversal seguida por escarificações das fibras dos tendões, exceto nos animais do grupo S. Os tratamentos laserterapia (904 nm/3 J/cm2) e/ou exercício excêntrico (caminhada em declive; 12 m/min; 50 min/dia; esteira com 15o de inclinação) iniciaram 24 h após cirurgia e permaneceram por 20 dias. Os animais foram submetidos à avaliação física (sensibilidade dolorosa e exame da capacidade motora) a cada três dias, com eutanásia sendo realizadas 3, 7, 14 e 21 dias após indução de tendinopatia, exceto nos animais submetidos às análises clínica e biomecânica, cujo procedimento foi realizado apenas aos 21 dias. Durante a eutanásia foi realizada avaliação macroscópica do local da lesão e o diâmetro transversal do tendão foi mensurado (analisado apenas no primeiro subprojeto). Na sequência, 18 tendões (provenientes de 15 ratos) foram obtidos e congelados a -20oC até o momento do teste biomecânico, onde foram analisadas as características carga máxima (N), tensão na carga (MPa) e extensão máxima (mm). Para a análise histomorfométrica as seguintes características foram estudadas: hemorragia, aderência tecidual fibrinosa, espessamento do epitendão, organização e quantidade das fibras colágenas e dos vasos sanguíneos, infiltrado inflamatório e fibroblastos, assim como colágenos (tipo I e III) e viii organização do tecido conjuntivo. Edema local foi observado nas primeiras 72 h do pós- operatório, mas não foi constatado dor durante exame físico. Não houve aumento no diâmetro transversal dos tendões nem presença de aderência fibrosa na avaliação macroscópica realizada nos ratos do primeiro subprojeto. Entretanto, essa última característica foi observada em um animal deixado em repouso e outro submetido à laserterapia na avaliação realizada com uma semana no segundo subprojeto. Nas análises clínica e biomecânica, o grupo submetido a exercício excêntrico apresentou menor (p=0,0000) capacidade de locomoção entre os animais lesionados (incluindo os do grupo em repouso), já no segundo subprojeto foram os ratos mantidos em repouso (p=0,0008). Não houve diferença entre grupos, inclusive considerando-se os tendões sadios e contralaterais, nas características biomecânicas carga máxima (p=0,4379), tensão na carga (p=0,4605) e extensão máxima (p=0,3820) avaliadas. Entretanto, foi observado entre os tendões lesionados, que os do grupo LE necessitaram maior carga e tensão para se romperem. Não houve diferença entre grupos nem entre tempos nas características hemorragia, formação de aderência fibrinosa, organização das fibras colágenas e organização do tecido conjuntivo. Considerando os grupos, independentemente do tempo, foi observado que o exercício excêntrico acarretou espessamento do epitendão (p=0,0204), que foi menor no grupo submetido à laserterapia. A análise histológica apresentou diferença (p=0,0032) na quantidade de células inflamatórias ao longo do tempo, sendo observado em maior quantidade no grupo apenas exercitado. Esse resultado foi confirmado pela análise morfométrica, que demonstrou haver interação significativa (grupos x tempo) nessa característica, onde o exercício excêntrico aumentou (p=0,0014) o infiltrado inflamatório ao longo do tempo (3 e 21 dias), porém, quando associado à laserterapia, ocorreu redução do reação inflamatória. Por outro lado, a associação dos tratamentos ocasionou maior angiogênese, nas análises morfométrica (p=0,0000) e histológica (p=0,0006), quando comparado com os demais grupos, enquanto a aplicação isolada do laser de baixa potência reduziu essa característica ao longo do tempo. Os animais mantidos em repouso foram os que apresentaram menor (p=0,0000) quantidade de fibroblastos na análise morfométrica. Já na avaliação histológica, houve interação significativa (grupo x tempo) (p=0,0024). Maior quantidade de fibroblastos foi observada nos grupos E, L e LE, nos 7 o , 14 o e 21 o dias, respectivamente. Os animais que receberam laser e foram exercitados apresentaram maior (p=0,0000) quantidade de fibras colágenas ao longo do tempo. A utilização do laser de baixa potência na dose de 3 J e comprimento de onda de ix 904 nm, associada ao exercício excêntrico caminhada em esteira, iniciados 24 h após tendinopatia induzida cirurgicamente em ratos Wistar não resulta em um tendão biomecanicamente tão resistente ou elástico quanto o tendão saudável. Por outro lado, a combinação dos tratamentos possui a vantagem de aumentar a quantidade de fibras colágenas, reduz a aderência fibrinosa e infiltrado inflamatório. Já a aplicação isolada da laserterapia é adequada para angiogênese e para evitar o espessamento do tendão. Palavras-chave: tendão de Aquiles; análise histomorfometria e biomecâmica do tendão, atividade física, terapia a laser.
This dissertation was carried out in two subprojects, with the first being entitled Clinical and biomechanical analyzes of the common calcaneal tendon of Wistar rats underwent laser therapy associate or not to eccentric exercise , and the second Histomorphometric analysis of the common calcaneal tendon of Wistar rats treated with laser therapy and eccentric exercise . The first subproject aimed to evaluate the effect of low-level laser therapy associated to eccentric exercise (downhill walking) on tendinopathy of the common calcaneal tendon of Wistar rats, by clinical and biomechanical analyzes, while the second subproject, by means of histopathological and morphometrical analyzes. Sixty-three adult male rats were randomly distributed into the following groups: L (laser), E (eccentric exercise), LE (laser and eccentric exercise), R (rest), CT (contralateral tendon) and H (healthy tendon). The last two groups were present only in the first subproject. Unilateral tendinopathy with induced lesion was done by transversal compression followed by scarification of the tendon fibers, except in animals of group H. The treatments laser therapy (904 nm/3 J/cm2) and, or eccentric exercise (downhill walking; 12 m/min; 50 min/day; 15o inclination treadmill) began 24 h after surgery and remained for 20 days. The animals were submitted to physical evaluation (painful sensitivity and locomotion capacity examination) every three days, with euthanasia performed 3, 7, 14, and 21 days after lesion induction, except in the animals submitted to clinical and biomechanical analyzes, with this procedure being conducted only on day 21. During euthanasia, a macroscopic evaluation of the lesion site was carried out and the transversal diameter of the tendon was measured (analayzed only the first subproject). Sequentially, 18 tendons (from 15 rats) were collected and frozen at -20oC until biomechanical test, on which the characteristics maximum load (N), stress at ultimate tension (MPa) and maximum extension (mm) were analyzed. For the histomorphometric analysis, the following characteristics were studied: hemorrhage, fibrinous tissue adhesions, epitendon thickening, organization and amount of collagen fibers and blood vessels, inflammatory infiltrate and fibroblasts, as well as collagens (type I and III) and connective tissue organization. Local edema was observed on the xi first 72 h postoperative, but no pain was detected under physical examination. The macroscopic evaluation performed in the first subproject rats showed no increase in the transversal diameter of the tendons, and no presence of fibrous adhesions. However, this last characteristic was observed in an animal in the rest group, and in another in the laser therapy group, during the one week evaluation in the second subproject. In clinical and biomechanical analyzes, the group submitted to the eccentric exercise presented the lowest (p=0.0000) locomotion capacity among the injured animals (including those in the rest group), while in second subproject, such result was presented by the group underwent to rest (p=0.0008). No difference occured between groups, even when considering healthy and collateral tendons, in the evaluated biomechanical characteristics maximum load (p=0.4379), stress at ultimate tension (p=0.4605) and maximum extension (p=0.3820). However, it was observed among injured tendon, that the LE group required greater load and strain to rupture. No difference was found among groups, or between times in the characteristics hemorrhage, formation of fibrinous adhesion, organization of collagen fibers and connective tissue organization. Considering the groups, regardless of time, it was observed that eccentric exercise caused epitendon thickening (p=0.0204), which was lower in the group submitted to laser therapy. Histological analysis showed difference (p=0.0032) in the number of inflammatory cells along time, being observed in greater amount only in exercised group. This result was confirmed by morphometric analysis, which demonstrated that there was significant interaction (group x time) in this caracteristic, where the eccentric exercise increased (p=0.0014) the inflammatory infiltrate over time (3 and 21 days), however, when associate with laser teraphy, there was reduction the inflammatory reaction. On the other hand, the combination of the treatments led to a greater angiogenesis in morphometric (p=0.0000) and histological (p=0.0006) analyzes, compared to the other groups, while the application of low-level laser alone reduced this characteristic along time. Animals kept at rest presented the lowest (p=0.0000) amount of fibroblasts in morphometric analysis. However, in the histological evaluation significant interaction (group x time) (p=0.0024) was observed. Greater amount fibroblast was observed in groups E, L and LE, the 7 th , 14 th and 21 st days, respectively. The animals who received laser and were exercised showed higher (p=0.0000) amount of collagen fibers along time. The use of low-level laser at the dose of 3 J and wavelength of 904 nm, associated to walking treadmill eccentric exercise began 24 h after surgically-induced tendinopathy in Wistar rats does not result in biomechanically xii tendon as resistant or elastic as a healthy tendon. On the other hand, the combination of treatments shows the advantage of increasing the amount of collagen fibers, reduce fibrinous adhesion and inflammatory infiltrate. However, the application of laser therapy alone is adequate for angiogenesis and tendon thickening prevention. Keywords: Achilles tendon; histomorphometrical and biomechanical analyzes of tendon, physical activity, therapy with laser.
Palavras-chave: Exercícios físicos
Tendinopatia
Terapia a laser
Rattus norvegicus
Physical exercise
Tendinopathy
Laser therapy
Rattus norvegicus
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: SILVA, Micheline Ozana da. Effects of low level laser therapy associated or not to eccentric exercise on tendinopathy of the common calcaneal tendon of rats (Rattus norvegicus). 2013. 144 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5189
Data do documento: 28-Nov-2013
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,24 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.