Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5219
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorPinho, Rogério Oliveira
dc.date.accessioned2015-03-26T13:47:31Z-
dc.date.available2007-12-14
dc.date.available2015-03-26T13:47:31Z-
dc.date.issued2007-08-10
dc.identifier.citationPINHO, Rogério Oliveira. Reproductive and metabolic parameters of dairy goats submitted to artificial bioclimatic conditions similar to the Brasilian Equatorial Region. 2007. 77 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/5219-
dc.description.abstractEste trabalho estuda o comportamento reprodutivo de cabras das raças Alpina e Saanen submetidas a condições bioclimáticas artificiais semelhantes Zona Equatorial Brasileira, quando comparadas com cabras criadas em condições bioclimáticas normais típicas de regiões onde as mesmas demonstram comportamento poliéstrico estacional. O estudo foi conduzido durante a estação reprodutiva para a espécie caprina (abril a julho de 2007), consistindo de um período de adaptação de 30 dias (Fase 1), e período experimental (Fase 2) de 60 dias, na câmara bioclimática. Foram utilizados neste estudo, dois grupos de animais. O grupo 1 (n = 4) permaneceu na câmara bioclimática com controle da temperatura ambiente e umidade relativa do ar (8:00 - 12:00 horas 30 ºC; 12:00 - 18:00 36 ºC; 18:00 - 8:00 26 ºC; Umidade relativa (UR) média de 60 %; Fotoperíodo de 12 horas), simulando assim condições bioclimatológicas da Região Norte do Brasil (próxima à linha do Equador), enquanto que o grupo 2 (n = 4) foi mantido em gaiolas individuais com influência das variações climáticas naturais da estação. Foram mensurados parâmetros fisiológicos de freqüências respiratória (FR) e cardíaca (FC), temperatura retal (TR) e movimentos ruminais (MR) duas vezes ao dia e acompanhamento diário da dinâmica folicular, além de coleta de sangue 2 vezes por semana para as dosagens de triiodotironina (T3), tiroxina (T4), cortisol, colesterol, proteínas totais (PT), albumina (ALB), progesterona (P4) e estrógeno (E2). Os valores médios para o consumo de água mostraram-se diferentes (p < 0,05) tanto em função do grupo, quanto em função do tempo, sendo que os animais do grupo 1 consumiram mais do que o dobro de água (4.386,3 mL/dia) do que os animais do grupo 2 (1.663,2 mL/dia). Em relação ao consumo de ração, houve diferença entre grupos e fases (499,0 e 490,8 g/dia, para os grupos 1 e 2, respectivamente). Não houve variação nos valores médios para os parâmetros de peso corporal e escore de condição corporal (ECC) em função do tempo, no entanto durante a fase experimental houve diferença entre grupos no peso dos animais (50,5 e 41,5 kg, para os grupos 1 e 2, respectivamente). Durante a fase experimental, observou-se diferença (p < 0,05) para os parâmetros fisiológicos estudados entre os turnos da manhã e tarde, sendo os valores da tarde sempre superiores aos da manhã. Com relação ao comportamento concentrações de colesterol, ALB e PT em função dos dias, nos diferentes grupos e fases de adaptação e experimental, não se registrou nenhuma diferença nos valores médios obtidos durante todo o período de observação (p > 0,05). Com relação ao comportamento das concentrações de T3, T4 e cortisol em função dos dias, nos diferentes grupos e fases de adaptação e experimental, não se registrou nenhuma diferença nos valores obtidos durante todo o período experimental (p > 0,05). Não houve diferença (p > 0,05) para as durações de ciclo estral e estro para os animais dos grupos 1 e 2. Não houve diferença (p > 0,05) em relação ao número de folículos observados no dia do estro e diâmetro do folículo ovulatório, tanto em função dos grupos, quanto no número de estros avaliados, com valores médios de 4 e 3,5 no 1º estro, 5 e 3 no 2º estro, e 4 e 4,5 no 3º estro, para os grupos 1 e 2, respectivamente. O número de ondas foliculares observadas variou de 4 a 5 nos animais do grupo 1, e 2 a 4 ondas nos animais do grupo 2. O dia após a ovulação em que o corpo lúteo (CL) apresentou maior diâmetro foi 5,2 ± 2,0; 9,7 ± 2,7 e 7,7 ± 2,6 para os 1º, 2º e 3º ciclos estrais, respectivamente, e a área do CL no dia de seu maior diâmetro foi de 9,7 ± 3,0; 12,1 ± 4,4 e 7,0 ± 1,3 mm3 para os 1º, 2º e 3º ciclos estrais, respectivamente. Não houve diferença (p > 0,05) em nenhum dos parâmetros reprodutivos estudados, tanto em função do grupo quanto dos estros. Apesar de os animais do grupo 1 terem demonstrado valores mais elevados de P4 e E2 em relação aos animais do grupo 2, o padrão de secreção endócrina desses hormônios mostrou-se semelhante para ambos os grupos em todos os ciclos estrais estudados, em função do tempo. Embora o número de animais avaliados em condições bioclimáticas semelhantes à Zona Equatorial Brasileira seja pequeno, os valores médios obtidos para os parâmetros fisiológicos, ingestão de alimentos e água, metabólicos e hormonal, indicaram que fêmeas caprinas podem ser criadas nas condições bioclimáticas propostas, sem que haja comprometimento nos referidos padrões fisiológicos.pt_BR
dc.description.abstractThis work deals with the reproductive behavior of Alpine and Saanen female goats submitted to artificial bioclimatic conditions similar to those of the the Brasilian Equatorial Region, when compared to female goats raised under normal typical bioclimatic conditions of regions where they demonstrate seasonality. The study was conducted during the reproductive season for goats (April to July of 2007), consisting of an adaptation period of 30 days (Phase 1) and an experimental period (Phase 2) of 60 days, in the bioclimatic chamber. Two groups of animals were used in this study. Group 1 (n = 4) remained in the bioclimatic chamber with temperature and air humidity control (8:00 - 12:00 hours - 30 ºC; 12:00 - 18:00 - 36 ºC; 18:00 - 8:00 - 26 ºC; with 60 % of average humidity; and a 12 hour fotoperiod), thus simulating bioclimatic conditions of the northern region of Brazil (next to the Equator line), whereas group 2 (n = 4) was kept under influence of the natural climatic variations of the season. The physiological parameters of respiratory (FR) and cardiac frequencies (FC), rectal temperature (TR) and rumination behavior (MR) were measured twice a day, with daily follicular dynamics accompaniment, besides blood collection twice a week for triiodotironine (T3), tiroxine (T4), cortisol, total cholesterol, total proteins (PT), albumine (ALB), progesterone (P4) and estrogen (E2) dosages. The average values for water consumption were different (p < 0.05) as a function of group and time, showing that the animals of group 1 consumed more than the double (4,386.3 mL/day) than those of group 2 (1,663.2 mL/day). In relation to the ration consumption, there was a difference both between groups and periods (499.0 and 490.8 g/day, for groups 1 and 2, respectively). There was no variation in the average values for corporal weight and corporal score condition (ECC) as a function of time, however, during the experimental period, there was a difference in the weight of the animals between groups (50.5 and 41.5 kg, for groups 1 and 2, respectively). During the experimental period, a difference was observed (p < 0.05) for the studied physiological parameters between the morning and the afternoon, being the afternoon values always higher than the ones in the morning. With regard to cholesterol, ALB and PT concentrations behavior as a function of the days, in the different groups and experimental and adaptation periods, no difference was registered between the obtained average values during the observation period (p > 0.05). With regard to T3, T4 and cortisol concentrations behavior as a function of the days, in the different groups and experimental and adaptation periods, no difference was registered between the obtained values during the experimental period (p > 0.05). There was no difference (p > 0.05) in the duration of estral cycle and estrus for the animals of groups 1 and 2. There was no difference (p > 0.05) in relation to the number of follicles observed in the day of the estrus and to the ovulatory follicle diameter, as a function of the groups and number of estrus evaluated, with average values of 4 and 3.5 in the 1st estrus, 5 and 3 in the 2nd estrus, and 4 and 4.5 in the 3rd estrus, for groups 1 and 2, respectively. The number of follicular waves observed varied from 4 to 5 in group 1 and 2, to 4 waves in group 2. The day after the ovulation where the corpus luteum (CL) presented greater diameter was 5.2 ± 2.0; 9.7 ± 2.7 and 7.7 ± 2.6 for the 1st, 2nd and 3rd estral cycles, respectively, and the CL area in the day of its higher diameter was 9.7 ± 3.0; 12.1 ± 4.4 and 7.0 ± 1.3 mm3 for the 1st, 2nd and 3rd estral cycles, respectively. There was no difference (p > 0.05) in any of the studied reproductive parameters, neither as a function of the group nor as of the estrus. Although the animals of group 1 demonstrated higher values of P4 and E2 in relation to the animals of group 2, the endocrine secretion standard of these hormones revealed to be similar for both groups in all the studied estral cycles, as a function of time. Although the number of animals observed in bioclimatic conditions similar to the Eastern Amazon was small, the average values obtained for the physiological parameters, food and water ingestion, metabolic and hormonal, indicated that female goats can be raised under bioclimatic conditions, without modifying the related physiological standards.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectReproduçãopor
dc.subjectCabraspor
dc.subjectFotoperíodopor
dc.subjectReproductioneng
dc.subjectDairy goatseng
dc.subjectPhotoperiodeng
dc.titleParâmetros reprodutivos e metabólicos de cabras leiteiras submetidas a condições bioclimáticas artificiais, semelhantes à Zona Equatorial Brasileirapor
dc.title.alternativeReproductive and metabolic parameters of dairy goats submitted to artificial bioclimatic conditions similar to the Brasilian Equatorial Regioneng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4734857T6por
dc.contributor.advisor-co1Torres, Ciro Alexandre Alves
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787213D4por
dc.contributor.advisor-co2Donzele, Rita Flávia Miranda de Oliveira
dc.contributor.advisor-co2Latteshttp://lattes.cnpq.br/3783585152234703por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentBiotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. depor
dc.publisher.programMestrado em Medicina Veterináriapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::REPRODUCAO ANIMALpor
dc.contributor.advisor1Guimarães, José Domingos
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4782270U6por
dc.contributor.referee1Guimarães, Simone Eliza Facioni
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4782526Y2por
dc.contributor.referee2Rodrigues, Marcelo Teixeira
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4788161Y5por
dc.contributor.referee3Ribeiro Filho, José Dantas
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4701118J8por
dc.contributor.referee4Ribeiro, Haroldo Francisco Lobato
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787239P7por
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf334,32 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.