Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5275
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorFontes, Luiz Felipe Pereira
dc.date.accessioned2015-03-26T13:50:16Z-
dc.date.available2014-01-31
dc.date.available2015-03-26T13:50:16Z-
dc.date.issued2013-07-25
dc.identifier.citationFONTES, Luiz Felipe Pereira. Irrigating eucalyptus at the initial development phase in soils of the Rio Doce watershed. 2013. 70 f. Dissertação (Mestrado em Agrometeorologia; Climatologia; Micrometeorologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/5275-
dc.description.abstractO pegamento , desenvolvimento e a produtividade final das plantas estão diretamente relacionados à disponibilidade hídrica no solo ao longo do ciclo produtivo. No caso do eucalipto isso não é diferente, principalmente em regiões com totais de chuva reduzidos e em locais com períodos secos prolongados e alta demanda evapotranspirativa. De maneira geral, no passado, as florestas comerciais eram plantadas restritamente nos períodos chuvosos o que garantiam o pegamento das plantas. Com o aumento da demanda de madeira, tornou-se necessário a realização do plantio ao longo de todo ano, sendo de suma importância o emprego da irrigação das mudas no pós-plantio e nas primeiras semanas após a implantação. Em plantios comerciais, a morte de mudas implica no aumento do custo de produção com o replantio e, dependendo do nível de mortandade, na queda da produtividade devido a desuniformidade do plantio promovida (maior competição entre plantas). Este trabalho teve como objetivo determinar a lâmina de água possível de ser evapotranspirada sem comprometer as mudas recém plantadas, parametrizar e calibrar o modelo de Ritchie para tomada de decisão quanto ao momento da irrigação para diferentes tipos de solos da Bacia do Rio Doce (MG). O experimento foi realizado no viveiro de pesquisas pertencente ao Departamento de Engenharia Florestal, da Universidade Federal de Viçosa (MG). Foram realizadas três campanhas com a utilização de três tipos de solos, sendo um latossolo vermelho acriférrico típico (LVwf1), um cambissolo háplico distrófico típico (CXbd1) e um latossolo amarelo distrófico típico (LAd2), na qual foi avaliado o comportamento da perda de lâmina de água nos minilisímetros, o potencial hídrico foliar no período de antemanhã e o monitoramento das medidas ecofisiológicas. Foram utilizados híbrido de mudas de eucalipto (Eucalyptus grandis x E. urophylla) para o plantio nos minilisímetros. Verifica-se maior volume de água retida entre o PMP e a CC no LVwf1 quando comparado aos demais (CXbd1 e LAd2). Isso garante um melhor suprimento de água para as plantas nesse tipo de solo (LVwf1), comprovado pela sobrevivência das plantas por maior tempo em comparação aos demais solos. Observando a curva de retenção, verifica-se que o CXbd1 e o LAd2 apresentam um volume de água retido muito parecido nas tensões próximas a CC. Pode-se estimar que estes dois tipos de solos se diferenciam com o dessecamento, portanto, para uma mesma quantidade de água transpirada, verifica-se uma demanda maior de energia por parte das mudas para o solo CXbd1. Este efeito não fica claro quando se estuda as lâminas evapotranspiradas, podendo ser então explicado pela diferença na capacidade de retenção apresentada por esses dois tipos de solos. De maneira geral, todos os tratamentos com conteúdo de água próximo a CC apresentam evapotranspiração próximas a ET 0 e a ECA, entretanto este último se aproxima mais dos valores absolutos observados dos minilisímetros. A maior coincidência nas variações dos valores de ET0 e ECA comparativamente aos valores de evapotranspiração das mudas de eucalipto no início das campanhas estão na maior contribuição da evaporação do solo no processo. Diferentemente do ET0, o ECA não apresenta controle estomático, permanecendo mais próximo ao que se observa nos minilisímetros. Verifica- se recuperação das plantas após um dessecamento para irrigação realizadas nos potencial hídricos foliar da antemanhã de - 1,5 e -3,0 MPa para todos os tipos de solos. Esta etapa do estudo foi realizada durante o inverno, período de menor incidência de radiação solar. Na variação da biomassa ao longo das campanhas, foi observada a redução o IAF para ambos os solos. Todavia, verificou-se aumento da massa das raízes, provavelmente devido ao esforço das plantas para adaptar-se ao déficit hídrico através da expansão radicular. O modelo de Ritchie, que é indicado para estimativa da lâmina evapotranspirada em sistema solo-planta cujo dossel não se apresenta fechado e possibilita separar as componentes evaporação e transpiração das muda, não apresentou boas estimativas. Os valores estimados, sistematicamente, superestimam as lâminas para todos os tipos de solos, indicando a limitação deste método quando empregado em sistema sob déficit hídrico acentuado.pt_BR
dc.description.abstractThe establishment , development and productivity of the plants are directly related to soil water availability throughout the production cycle. In the case of eucalyptus, this is not different mainly in regions where rainfall totals are low and in locations where dry periods are prolonged and evapotranspiration is high. Generally in the past, the commercial forests were strictly planted during the rainy periods in order to ensure the establishment" of the plants. With the increasing demand for timber, it was necessary to accomplish the planting throughout the year which required the irrigation of the seedlings after planting and the first weeks after implantation. In commercial plantations, the seedling death implies the increased cost of production with replanting and, depending on the level of mortality, the decline in productivity due to uneven planting promoted (greater competition between plants). Therefore, this study was carried out to determine the possible water depth to be transpired without endangering the plantlets recently planted as well as to parameterize and calibrate the Ritchie model for decision making concerning to the timing of irrigation for different types of soils in Rio Doce basin (MG). The experiment was conducted in the research nursery area pertaining to Forest Engineering Department - Universidade Federal de Viçosa (MG). Three campaigns were accomplished by using three types of soils, that is a typical latossolo vermelho acriférrico (LVwf1), a typical cambissolo háplico distrófico (CXbd1) and a typical latossolo amarelo distrófico (LAd2) in which the following variables were evaluated: the behavior of the water depth loss in minilysimeters, leaf water potential during predawn and the monitorship of the ecophysiological data. Hydrids of the eucalyptus plantlets (Eucalyptus grandis x E. urophylla) were used for planting in minilysimeters. In LVwf1, a higher water volume retained between PMP and CC was observed, when compared to other ones (CXbd1 and LAd2). This ensures a better water supply for plants in this soil type (LVwf1), as evidenced by survival of the plants for longer time in comparison to other soils. When observing the retention curve, it is apparent the water volumes retained by CXbd1 and LAd2 to be very similar at tensions near CC. It can be estimated those two soil types to differ with soil desiccation. Thus, for the same amount of transpired water, there is a higher demand for energy on the part of the plantlets to CXbd1 soil. When studying the evapotranspired water depths, this effect is not clear, but it may be explained by the difference in retention capacity presented by these two soil types. In general, all treatments with water content close to CC rather exhibit evapotranspiration near ET 0 and ECA, however the last one is closer to absolute values in the observed minilysimeters. The greatest coincidence in variations of the ET 0 and ECA values comparatively to evapotranspiration values of the eucalyptus plantlets at early campaigns is the greater contribution of the soil evaporation in the process. Unlike ET0, the ECA has no stomatal control closer to that seen in minilysimeters. The plants subjected to leaf hydric stress of -1.5 and -3.0 MPa, measured before predawn, recovered after irrigation in all soil types. This phase of the study was conducted during winter season, a period over which the solar radiation is lower. In variation of the biomass over the campaigns, a reduction was observed for IAF in both soils. However, an increase in the root mass occurred, probably due to effort of the plants in order to adapt to hydric stress through root expansion. The Richie model is indicated to estimate the evapotranspired water depth. When the soil-plant system does not present closed canopy, such as in the present study, it also allows to estimate separately the evaporation and transpiration. In the present study, however, the model did not present satisfactory results. The systematically estimated values rather overestimate the water depths for all soil types, as indicating the limitation of this method when used in accentuated water deficit system.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectModelagempor
dc.subjectEucaliptopor
dc.subjectIrrigaçãopor
dc.subjectBacia do Rio Docepor
dc.subjectModelingeng
dc.subjectEucalyptuseng
dc.subjectIrrigationeng
dc.subjectRio Doce basineng
dc.titleIrrigação do eucalipto na fase inicial de desenvolvimento em solos da bacia do Rio Docepor
dc.title.alternativeIrrigating eucalyptus at the initial development phase in soils of the Rio Doce watershedeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7242741322474348por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgrometeorologia; Climatologia; Micrometeorologiapor
dc.publisher.programMestrado em Meteorologia Agrícolapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::AGROMETEOROLOGIApor
dc.contributor.advisor1Ribeiro, Aristides
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4763274T3por
dc.contributor.referee1Leite, Fernando Palha
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4797343U5por
dc.contributor.referee2Ferreira, Williams Pinto Marques
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4799404E8por
Aparece nas coleções:Meteorologia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,6 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.