Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5281
Tipo: Dissertação
Título: Evapotranspiração e eficiência produtiva da videira Syrah no Submédio do vale do São Francisco
Título(s) alternativo(s): Evapotranspiration and productive efficiency of the vine "Syrah" in the valley São Francisco river
Autor(es): Pereira, Vágna da Costa
Primeiro Orientador: Sediyama, Gilberto Chohaku
Primeiro coorientador: Moura, Magna Soelma Beserra de
Segundo coorientador: Silva, Thieres George Freire da
Primeiro avaliador: Ferreira, Williams Pinto Marques
Segundo avaliador: Imbuzeiro, Hemlley Maria Acioli
Abstract: A determinação do consumo de água pela videira é de crucial importância para obtenção de produtividades satisfatórias para elaboração de bons vinhos, redução de custos de produção e, principalmente, para o manejo sustentável dos recursos hídricos regional. Neste sentido, com este trabalho objetivou-se analisar os valores da evapotranspiração da cultura da uva para elaboração de vinhos, determinada por duas metodologias (balanço de energia com base no método da razão de Bowen (BERB) e o modelo de Penman-Monteith), e a eficiência do uso da água da cultura para as condições climáticas do Submédio do Vale do São Francisco (SVSF). O experimento foi conduzido em uma área comercial da Fazenda Ouro Verde (09°16 S; 40°51 O e 444 m) no primeiro semestre do ano de 2010, que fica localizada na região semiárida do município de Casa Nova, Bahia. A área de 9 hectares selecionada foi plantada com a videira (Vitis vinífera L.), variedade Syrah , enxertada sobre o porta-enxerto IAC 766, com três anos de plantio, e irrigada por gotejamento. A poda de produção foi realizada no dia 08 de março de 2010 e a colheita no dia 19 de julho de 2010, totalizando o ciclo produtivo de 133 dias. Com base nos resultados observou-se que durante a análise de consistência física do método BERB, 69,5% dos dias avaliados foram considerados válidos para a determinação da densidade de fluxos de energia em escala diária. O saldo de radiação e a radiação refletida representaram aproximadamente 73 e 16%, respectivamente, da radiação solar incidente no parreiral. Ao longo do ciclo produtivo da videira, os valores médios diários do fluxo de calor latente (LE) representaram cerca de 70% do saldo de radiação (Rn), enquanto 30% foi destinado ao aquecimento do ar atmosférico, representado por meio do fluxo de calor sensível (H). Entretanto, não houve energia destinada ao aquecimento do solo (G) durante quase todas as fases fenológicas, exceto na fase final quando a relação G/Rn representou aproximadamente 4%. Em relação aos graus-dia acumulados (GDA), foram necessários 1.819 GDA para a videira Syrah completar o seu ciclo produtivo, correspondendo ao total de 133 dias para poda no primeiro semestre do ano. A evapotranspiração de referência (ETo) e a evapotranspiração da cultura determinada por meio do método BERB (ETcBERB) durante o ciclo da cultura foram de 474,0 e 376,4 mm, respectivamente, com valor médio diário de 3,9 e 3,1 mm. A transpiração máxima estimada pelo método de Penman-Monteith oscilou entre 9,2 a 3,0 L d-1 m-2, com volume total de 614,7 L m-2, aproximadamente 204,9 mm. A razão ETcBERB/ETo atingiu valores médios de 0,70; 0,85 e 0,66, respectivamente, para as fases fenológicas de Brotação-Floração, Floração-Maturação e Maturação-Colheita. A produtividade média da videira Syrah , para elaboração de vinhos finos, foi de 4.400 kg ha-1, enquanto a média da produtividade de água com base na evapotranspiração e transpiração total da cultura determinada por meio do método BERB e Penman-Monteith foi de 1,17 kg m-3 e 2,15 kg m-3, respectivamente.
The determination of water consumption by the grape vine becomes crucial to obtain satisfactory yields for the preparation of fine wines, reduction of production costs, and mainly for the sustainable management of regional water resources. Thus, this study aimed to examine the values of grape winemaking crop evapotranspiration, determined by two methods (energy balance based on the Bowen ratio (BERB) method and the Penman-Monteith model), and the crop efficiency of water use to the climatic conditions of SVSF. The experiment was conducted in a commercial area of Fazenda Ouro Verde (09°16'S, 40°51'W and 444 m) in the first half of 2010, located in the semiarid region of the municipality of Villa Nova, Bahia. The selected area of 9 hectares was planted with the grape vine (Vitis vinifera L.), variety "Syrah", grafted onto the rootstock IAC 766, with three years of planting and drip irrigated. Pruning production was held on March 8, 2010 and harvest on July 19, 2010, totaling a production cycle of 133 days. The results showed that, during the analysis of physical consistency of BERB method, 69.5 % of days evaluated were considered valid for determining the density of energy flows in daily scale. The net radiation and reflected radiation represented about 73 and 16% respectively of the incident solar radiation in the vineyard. Throughout the production cycle of the vine, the daily average values of the latent heat flux (LE) accounted for approximately 70% of net radiation (Rn), while 30% was used for heating of atmospheric air, represented by the flow sensible heat (H). However, no energy for heating the ground (G) for almost all phenological stages, except the final stage when the G/Rn ratio represented approximately 4%. Regarding the degree-days (GDA), 1.819 degrees were necessaries for the grapevine Syrah to complete its production cycle, corresponding to a total of 133 days for pruning in the first half of the year. The reference evapotranspiration (ETo) and crop evapotranspiration determined by the method BERB (ETcBERB) during the crop cycle were 474.0 and 376.4 mm, respectively, with a daily average of 3.9 and 3.1 mm. The maximum estimated by Penman-Monteith method ranged from 9.2 to 3.0 L d-1 m-2, respectively, with a total volume of 614.7 L m-2, about 204.9 mm. The ETcBERB/ETo ratio reached average values of 0.70, 0.85 and 0.66 for the phenological stages of sprouting-flowering, flowering, ripening and maturation to harvest. The average productivity of the vine "Syrah" to crafting fine wines was 4.400 kg ha-1, while the average productivity of water based on the total evapotranspiration and transpiration particular culture through BERB and Penman - Monteith method was 1.17 kg m-3 and 2.15 kg m-3, respectively.
Palavras-chave: Uva - Cultivo
Videira
Evapotranspiração
Razão de Bowen
Modelo de Penman-Monteith
Grape - Growing
Vine
Evapotranspiration
Bowen ratio
Penman-Monteith
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::AGROMETEOROLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Agrometeorologia; Climatologia; Micrometeorologia
Programa: Mestrado em Meteorologia Agrícola
Citação: PEREIRA, Vágna da Costa. Evapotranspiration and productive efficiency of the vine "Syrah" in the valley São Francisco river. 2014. 91 f. Dissertação (Mestrado em Agrometeorologia; Climatologia; Micrometeorologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5281
Data do documento: 21-Fev-2014
Aparece nas coleções:Meteorologia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,66 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.