Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5365
Tipo: Dissertação
Título: Use of the IRAP marker to study genetic variability in Pseudocercospora fijiensis populations
Título(s) alternativo(s): Use of the IRAP marker to study genetic variability in Pseudocercospora fijiensis populations
Autor(es): Queiroz, Casley Borges de
Primeiro Orientador: Queiroz, Marisa Vieira de
Primeiro coorientador: Araujo, Elza Fernandes de
Segundo coorientador: Mizubuti, Eduardo Seiti Gomide
Primeiro avaliador: Ribon, Andréa de Oliveira Barros
Resumo: Due to the lack of characterization study of genetic variability in populations of Pseudocercospora fijiensis recently introduced in Brazil, the objective of this study was to evaluate the suitability of IRAP marker for studying genetic variations between individuals, and to determine the genetic structure of the population of P. fijiensis based on fingerprinting generated by inter-retrotransposons amplified polymorphism (IRAP). A total of 22 loci were amplified and 77.3% showed a polymorphism. Cluster analysis revealed two major groups in Brazil. The observed genetic diversity (HE) was 0.22, and through molecular analysis of variance, it was determined that the greatest genetic variability occurs within populations. The Discriminant Analysis of Principal Components (DAPC) revealed no structuring related to the geographical origin of culture of the host. The IRAP-based marker system is a suitable tool for the study of genetic variability in P. fijiensis.
Abstract: Devido à ausência de estudo de caracterização da variabilidade genética das populações de Pseudocercospora fijiensis recentemente introduzidas no Brasil, o objetivo desse trabalho foi avaliar a adequabilidade do marcador IRAP para estudar variações genéticas entre indivíduos, bem como determinar a estrutura genética da população brasileira de P. fijiensis com base no fingerprinting gerado por amplificação de polimorfismo entre retrotransposons (IRAP). Um total de 22 locos foi amplificado, sendo 77.3 % polimórficos. A análise de agrupamento revelou dois principais grupos no Brasil. A diversidade gênica (HE) foi de 0.22 e pela análise de variância molecular verificou-se que a maior variabilidade genética está dentro das populações. A Análise Discriminante de Componente Principal (DAPC) revelou que não há nenhuma estruturação relacionada com as origens geográficas e cultiva hospedeiro. O sistema de marcador baseado em retrotransposon IRAP é ferramenta apropriada para estudar a variabilidade genética em P. fijiensis.
Palavras-chave: Black Sigatoka
Inter-retrotransposon amplified polymorphism (IRAP)
Population genetics
Structure
Sigatoka Negra
Inter-retrotransposão polimorfismo amplificado (IRAP)
Genética de populações
Estrutura
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::MICROBIOLOGIA AGRICOLA
Idioma: eng
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Associações micorrízicas; Bactérias láticas e probióticos; Biologia molecular de fungos de interesse
Programa: Mestrado em Microbiologia Agrícola
Citação: QUEIROZ, Casley Borges de. Use of the IRAP marker to study genetic variability in Pseudocercospora fijiensis populations. 2013. 44 f. Dissertação (Mestrado em Associações micorrízicas; Bactérias láticas e probióticos; Biologia molecular de fungos de interesse) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5365
Data do documento: 22-Mar-2013
Aparece nas coleções:Microbiologia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf523,76 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.