Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5395
Tipo: Dissertação
Título: Caracterização pedológica de arqueo-antropossolos no Brasil: sambaquis da Região dos Lagos (RJ) e terras pretas de índio na região do baixo rio Negro/Solimões (AM)
Título(s) alternativo(s): Pedological characterization of Brazilian archaeo-anthroposols: sambaquis from the lakes region (RJ) and indian dark earths from the low Negro/Solimões river region (AM)
Autor(es): Corrêa, Guilherme Resende
Primeiro Orientador: Schaefer, Carlos Ernesto Gonçalves Reynaud
Primeiro coorientador: Oliveira, Maria Cristina Tenório de
Segundo coorientador: Fernandes Filho, Elpídio Inácio
Primeiro avaliador: Ker, João Carlos
Segundo avaliador: Lima, Hedinaldo Narciso
Abstract: Dentre os chamados solos antropogênicos, o presente estudo enfoca os Arqueo-antropossolos. Estes mostram grau de pedogênese bastante avançado, possuindo testemunhos de sua origem antrópica, na forma de atributos químicos, mineralógicos e feições micromorfológicas. Encontram-se, ainda, restos de cerâmicas (para os povos ceramistas), restos de conchas e esqueletos (onde o pH é mais elevado) e outros materiais de difícil degradação, como instrumentos da indústria lítica ou restos parcialmente carbonizados. Esses solos originaram se através de atividades antrópicas em períodos Pré-históricos, remontando testemunhos culturais ainda pouco conhecidos, nos quais os estudos pedológicos podem auxiliar na reconstituição de seu ambiente de formação. Os Arqueo-antropossolos mais expressivos do Brasil são encontrados principalmente na região amazônica, onde podem ocupar áreas de algumas dezenas de hectares, com espesso horizonte de solo alterado e elevada fertilidade em comparação aos solos do entorno, sendo conhecidos regionalmente como Terra Preta de Índio. Nas regiões costeiras ou em antigos sistemas fluvio-marinhos, ocorrem os Sambaquis, constituídos basicamente de grandes amontoados antrópicos de restos de conchas, submetidos a intensa pedogênese, sendo quimicamente muito ricos em P, Ca e Mg, principalmente. Com o intuito de desenvolver o conhecimento pedológico sobre os Arqueo-antropossolos, estudou-se os processos antrópicos e pedogenéticos que resultaram em alguns tipos de solos, relacionando-os à capacidade de suporte do meio, comparando-os e classificando-os através de sua caracterização física, química e microquímica. Foi verificado a manutenção de elevados valores de nutrientes por longos períodos nos solos de TPI, contrariando os padrões de fertilidade regionais esperados, devendo-se esses à existência de reservas em diferentes compartimentos ainda não totalmente degradados como: Ca e P presentes nas apatita biogênica, ainda encontradas no solo; K e Na presentes nos abundantes fragmentos de cerâmicas; Cu, Mn e Zn com boa estabilidade em associação a colóides orgânicos, abundantes em horizontes antrópicos. Nas TPI de várzea, muitos elementos de horizontes não antrópicos se sobrepõem aos antrópicos, ao contrário do que foi verificado nas TPI de terra firme, mesmo sem processo significativo de pedobioturbação e eluviação nas áreas de várzea, evidenciando a associação de materiais aportados da várzea na formação das TPI em área de terra firme.Os Arqueo- antrossolos de sambaquis apresentam como principais fontes de P e Ca tecido ósseo, carapaças de moluscos e espinhas de peixes, além de outras fontes mais prontamente disponíveis, não mais presentes no solo, como conteúdos menos densos e maciços (não ósseo) de moluscos, peixe e animais terrestres. Esses conteúdos, mais prontamente degradáveis, seriam os responsáveis pela elevação inicial dos valores de Ca e P, proporcionando um bloqueio à dissolução das formas de apatita de osso mais estáveis. Nos horizontes mais velhos (ocupações humanas mais remotas), o plasma do solo é composto principalmente por estrutura microgranular de fosfatos de cálcio neoformados.
This work surveyed some anthropogenic soils, the so-called Archaeo-Anthroposols. Those soils show advanced degree of pedogenesis, displaying tokens of their anthropic origin such as chemical and mineralogical characters and soil micromorphology. Some pottery shards are also constantly found in places where pottery making peoples dwelt, as well as shells and human skeletons, whose weathering increases soil pH, and other resistant material, such as stone made instruments and partially charred debris. These archaeologic soils were formed as a result of pre-historic human activity, and they shelter poorly studied cultural remains, so pedologic studies may help reconstruct the environment in which those cultures flourished and the soils began to form. The most widely studied Archaeo-Anthroposols in Brazil are found in the Amazon region, locally known as Indian Dark Earths (IDE), where they may occupy relatively large areas, up to several hectares wide, with thick altered soil mantles and higher chemical fertility than the surrounding non-anthropogenic soils. In coastal regions or in past hinterland riverine-marine systems human ancient human activity originated vast and generally high anthropic shell mounds, known as Sambaquis, which underwent intense pedogenesis and are chemically very rich, mainly in P, Ca, and Mg. The aim of this work was to increase the pedologic knowledge on Archaeo-Anthroposols by studying the anthropic and pedogenetic processes which originated some soil types by relating them to the environment supporting capacity, and comparing and classifying the soils through their physical, chemical and microchemical characterization. The maintenance for a long time span of high nutrient contents was observed in the IDE, which contrasts with the surrounding soils, whose nutrient levels are normally very low. This higher nutrient status in IDE soils is due to the presence of incompletely weathered nutrient sources such as biogenic apatite providing Ca and P; abundant pottery debris providing K and Na; copper, Mn, and Zn are held because of the formation of stable complexes with soil organic matter, which abounds in anthropic soil horizons. In floodplains IDE s, the concentrations of some chemical elements in non-anthropic soil horizons are equivalent to those in anthropic soil horizons, contrary to what is observed in upland IDE s, even without evidence of significant pedobioturbation and eluviation in the floodplains, which is an evidence of anthropic input of earth material from floodplains in the formation of upland IDE s. The main P and Ca sources in the Sambaqui Archaeo-Anthroposols are bone tissues, mollusk shelves and fish bones besides other more labile sources, no longer present in the soil, such as less dense and resistant (non-osseous) mollusk, fish and terrestrial animals tissues. This material is probably the cause of an initial increase in Ca and P levels, which inhibits the dissolution of more stable forms of bone apatite. In older horizons (more ancient human settlements), soil plasma is composed mainly by newly-formed calcium phosphate extremely fine fabric.
Palavras-chave: Pedogênese
Pré-história
Ambiente
Pedogenesis
Pre-history
Environment
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,
Programa: Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas
Citação: CORRÊA, Guilherme Resende. Pedological characterization of Brazilian archaeo-anthroposols: sambaquis from the lakes region (RJ) and indian dark earths from the low Negro/Solimões river region (AM). 2007. 126 f. Dissertação (Mestrado em Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5395
Data do documento: 13-Ago-2007
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf6,43 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.