Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5426
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorMiranda, Márcio Fléquisson Alves
dc.date.accessioned2015-03-26T13:53:10Z-
dc.date.available2009-12-17
dc.date.available2015-03-26T13:53:10Z-
dc.date.issued2009-03-30
dc.identifier.citationMIRANDA, Márcio Fléquisson Alves. Fhysical and chemicals attributes after incubation with humic acid and stearic acid in fluvic neossoils. 2009. 81 f. Dissertação (Mestrado em Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/5426-
dc.description.abstractO presente trabalho objetivou avaliar o efeito da adição de compostos orgânicos de hidrofobicidade variável na qualidade física e química de solos do Nordeste brasileiro, principalmente no que se refere à distribuição e estabilidade de agregados e à composição química do solo e do extrato solo-água 1:5. Para isto, dois experimentos foram conduzidos com amostras coletadas de dois Neossolos Flúvicos (RY1 = solo normal, RY2 = solo salino-sódico) nas profundidades de 0 a 20 cm e de 20 a 40 cm, no perímetro irrigado Cachoeira II, localizado em Serra Talhada (PE). No primeiro, avaliou-se a resposta dos solos ao incremento do tempo de incubação (40, 80 e 150 dias), após à aplicação de ácido húmico e ácido esteárico em dose única de 5,0 g kg-1. No segundo experimento, avaliou-se a resposta dos solos após a adição de doses crescentes (0; 2,5; 5,0; 7,5 e 10,0 g kg-1) dos compostos orgânicos, após um período de incubação de 150 dias. Todos os ensaios foram conduzidos para as amostras das duas profundidades e com três repetições. Foram avaliados o diâmetro médio ponderado e geométrico, após separação dos agregados por via seca e por via úmida, argila dispersa em água, equivalentes de umidade, cátions (Ca, Mg, Na e K) no solo e no extrato solo:água (1:5), além da condutividade elétrica (CE), pH e RAS no extrato e PST no solo. No primeiro experimento, os resultados indicaram efeito positivo do aumento do período de incubação sobre a gênese e incremento do diâmetro médio dos agregados. Na comparação entre compostos orgânicos, os efeitos foram mais expressivos com o ácido esteárico. Na comparação entre solos, os mesmos efeitos foram mais pronunciados no solo salino-sódico. O aumento do tempo de incubação favoreceu um pequeno incremento na dispersão de argilas, o que foi relacionado ao incremento de cargas negativas proporcionado pela matéria orgânica adicionada. Os resultados do extrato solo:água foram influenciados pela presença de sais no ácido húmico utilizado, que promoveu o incremento da condutividade elétrica e de alguns cátions solúveis, em especial o Na. Não se verificaram diferenças entre os tempos de incubação avaliados sobre as características químicas dos solos. O incremento das doses dos compostos orgânicos também favoreceu positivamente a formação e o diâmetro médio dos agregados, principalmente na camada de 0 a 20 cm de profundidade. O ácido esteárico mais uma vez foi mais efetivo sob esse aspecto. O incremento das doses de ácido húmico afetou algumas das variáveis químicas mensuradas no solo RY1, estando mais relacionado à presença prévia de sais no material orgânico. A adição de ácido esteárico teve pouca influência sobre as características químicas avaliadas nos dois solos. Os resultados indicaram que a aplicação do ácido esteárico (mais hidrofóbico) favorece a agregação de solos, com potencial que merece ser avaliado em condições de campo para solos afetados por sais; que o efeito da adição de compostos orgânicos foi mais pronunciado sobre as características físicas do que sobre as características químicas dos solos e do extrato; e que mais uma vez se destaca o importante papel da matéria orgânica na garantia da qualidade física estrutural dos solos, com potencial ainda pouco explorado no que se refere aos seus efeitos em solos afetados por sais.pt_BR
dc.description.abstractThis study aimed to evaluate the effect of addition of compounds of varying hydrophobicity on physycal and chemical quality of soils of the brazilian Northeast, particularly as regards distribution and aggregate stability and chemical composition and soil-water extract 1:5. For this, two experiments were conducted on samples collected from two Neossoils Fluvic ( RY1 = normal soil, RY2 = saline-sodic soil) at depths of 0 to 20 cm and 20 to 40 cm in irrigated waterfall II, located in Serra Talhada (PE). At firs, we evaluated the response of soils to increase the incubation time (40, 80 e 150 days) after the application of humic acid and stearic acid in a single dose of 5,0 g Kg-1. The second experiment evaluated the response of soil after the addition of increasing doses (0; 2,5; 5,0; 7,5 e 10,0 g Kg-1) of organic compounds, after an incubation period of 150 days. All tests were conducted for samples from two depths and three repetitions. We evaluated the average diameter and geometric weighted, after separation of aggregates by dry and wet, clay dispersed in water, equivalent moisture, cations ( Ca, Mg, Na and K) in soil and extract soil-water (1:5), in addition to electrical conductivity (EC), pH and RAS in the extract and PST on the soil. In the first experiment, the results indicated positive effect of increasing the incubation period of the genesis and growth of the average diameter of the aggregates. In the comparation between organic compounds, the effects were more significant with the stearic acid. Comparing soil, the same effects were more pronounced in saline-sodic soil. The increase of incubation time favored a small increase in dispersion of clay, which was related to the increase of negative charges provided by the organic matter added. The results of the extract soil: water were influenced by the presence of salts in the humic acid used, which promoted the increase of electrical conductivity and some soluble cations, especially Na. There were no differences between incubation times evaluated on the chemical characteristics of soils. The increasing levels of organic compounds also favored the formation positively and the average diameter of aggregates, mainly in the 0 to 20 cm depth. The stearic acid was again more effective in this aspect. The increasing levels of humic acid affect some of the chemical variables measured in the soil RY1, being more closely related to the prior salts in organic material. The addition of stearic acid had little influence on the chemical found in two soils. The results indicated that the application of stearic acid (more hydrophobic) promotes soil aggregation, with the potential that deserves to be evaluated under field conditions for salt affected soils; the effect of adding organic compounds was more pronounced on the physical characteristics than on the chemical characteristics of soil and extract; and that once again highlights the important role of organic matter in ensuring the quality of the soil physical structure, with the potential still unexplored in terms of their effects on soils affected by salts.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectSolos salino-sódicospor
dc.subjectMatério orgânicapor
dc.subjectAgregados no solopor
dc.subjectSaline-sodic soileng
dc.subjectOrganic mattereng
dc.subjectSoil aggregateseng
dc.titleAtributos físicos e químicos após incubação com ácidos húmicos e esteárico em neossolos flúvicospor
dc.title.alternativeFhysical and chemicals attributes after incubation with humic acid and stearic acid in fluvic neossoilseng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0571061861135310por
dc.contributor.advisor-co1Mendonça, Eduardo de Sá
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4735276653354808por
dc.contributor.advisor-co2Ruiz, Hugo Alberto
dc.contributor.advisor-co2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783550T5por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentFertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,por
dc.publisher.programMestrado em Solos e Nutrição de Plantaspor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLOpor
dc.contributor.advisor1Fernandes, Raphael Bragança Alves
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728400J8por
dc.contributor.referee1Rocha, Genelício Crusoé
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4796777Y9por
dc.contributor.referee2Moreau, Ana Maria Souza dos Santos
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4723538D4por
dc.contributor.referee3Fernandes Filho, Elpídio Inácio
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4703656Z4por
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf375,65 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.