Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5477
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorFontes, Andréia Aline
dc.date.accessioned2015-03-26T13:53:21Z-
dc.date.available2012-05-18
dc.date.available2015-03-26T13:53:21Z-
dc.date.issued2011-07-07
dc.identifier.citationFONTES, Andréia Aline. Chemical disinfection for sowing and reculture in vitro of orchids and its influence on seedling nutrition. 2011. 35 f. Dissertação (Mestrado em Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/5477-
dc.description.abstractO uso de desinfestantes químicos como a água sanitária comercial (ASC) para esterilização dos meios de cultura para a propagação in vitro de orquídeas mostra-se uma técnica eficiente e de baixo custo em alternativa ao uso da autoclave e câmara de fluxo laminar (CFL). Todavia, algumas dúvidas sobre o tipo e volume de recipientes utilizados e o efeito sobre a nutrição das plântulas ainda persistem. Este trabalho teve como objetivo avaliar o uso da ASC na esterilização de meios de cultura para o semeio e recultivo de orquídeas, assim como avaliar o efeito deste em diferentes tipos de recipientes para o semeio e sobre o estado nutricional das plântulas recultivadas. No primeiro experimento, relativo ao semeio, foram utilizadas sementes de Laelia tenebrosa Rolfe, composto por um fatorial (3 × 5) + 3, sendo: três tipos de recipientes (vidro com capacidade para 340 mL e polipropileno com capacidades para 140 e 340 mL); cinco concentrações da ASC aplicadas aos meios de cultura, 2, 5, 10, 20 e 40 mL L-1; e três tratamentos controle, com autoclavagem dos meios e semeadura em condições de CFL, sem o uso da ASC, nos três recipientes. No segundo experimento (recultivo) foram utilizadas plântulas de Cattleya kerri Brieger & Bicalho. As doses de ASC adicionadas ao meio de cultura foram 2; 5; 10; 20; 30; 35 e 38 mL L-1, e as doses pulverizadas sobre as plântulas no recultivo foram 5; 12,5; 25; 50; 75; 87,5 e 95 mL L-1. O tratamento controle teve o meio autoclavado e o recultivo em condições de CFL. A proporção de sementes germinadas, sementes oxidadas e plântulas, assim como a matéria seca dos protocórmios foram maiores no tratamento controle. As crescentes doses da ASC adicionadas ao meio de cultura tiveram piores resultados na germinação nos recipientes de vidro em relação aos de polipropileno, entre os quais não houve diferenças de produção em relação às doses adicionadas. No recultivo, entre os frascos autoclavados e os esterilizados com a menor dose de ASC, não houve diferenças significativas entre as variáveis número de brotações, raízes e folhas, altura média e matéria seca. O aumento da dose de ASC influenciou negativamente o crescimento e exerceu pouca influência sobre o estado nutricional das plântulas.pt_BR
dc.description.abstractThe use of chemical disinfectants such as commercial bleach (CB), for sterilization of culture medium for the propagation in vitro of orchids, is regarded as an efficient and low cost alternative technique compared to autoclave and laminar flow chamber (LFC). However, some questions concerning the type and volume of recipients to be used and the effect on seedling nutrition are yet to be answered. The purpose of this work was to evaluate the use of CB as means of sterilization of culture media for sowing and reculture of orchids, as well as evaluating its effect on different kinds of recipients for sowing and for the nutritional state of recultured seedling. In the first experiment, concerning the sowing, a Laelia tenebrosa Rolfe seed was used in a (3 × 5) + 3 factorial scheme. Regarding the first experiment, three kinds of recipients (a glass recipient one with 340 mL capacity and a polypropylene one with 140 and 340 mL capacity); five doses of CB used in culture medium, 2, 5, 10, 20 e 40 mL L-1; controlled treatment, by using autoclave in the culture medium and sowing in conditions of LFC without the use of CB in the three recipients. In the second experiment (reculture) seedlings of Cattleya kerri Brieger & Bicalho were used. The doses of CB used in the culture medium were 2; 5; 10; 20; 30; 35 e 38 mL L-1, and the doses pulverized over the recultured seedlings were, 5; 12,5; 25; 50; 75; 87,5 e 95 mL L-1. The culture medium of the controlled treatment was autoclaved and reculture in LFC conditions. The proportion of germinated seeds, oxidized seeds, seedlings formed and the dry matter of protocorms were bigger in the controlled treatment. The higher doses of CB used in culture medium had worse results in the germination in glass recipient if compared to the polypropylene ones which had no difference in plant growth according to the dose apllied. In the reculture, in respect to the autoclaved recipient and the sterilized ones with a lower CB concentration, there were no considerable differences between the number of sprouting, leafs and roots, mean height and dry matter mass. The increase in the CB dose negatively influenced the seedling growth and had little influence on its nutritional status.eng
dc.description.sponsorship
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectOrquídeaspor
dc.subjectHipoclorito de sódiopor
dc.subjectDesinfestaçãopor
dc.subjectOrchideng
dc.subjectSodium hypochloriteeng
dc.subjectDisinfestationeng
dc.titleDesinfestação química para semeio e recultivo in vitro de orquídeas e sua influência sobre a nutrição das plântulaspor
dc.title.alternativeChemical disinfection for sowing and reculture in vitro of orchids and its influence on seedling nutritioneng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2388947927894697por
dc.contributor.advisor-co1Venegas, Victor Hugo Alvarez
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4727865T0por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentFertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,por
dc.publisher.programMestrado em Solos e Nutrição de Plantaspor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLOpor
dc.contributor.advisor1Novais, Roberto Ferreira de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783732H4por
dc.contributor.referee1Otoni, Wagner Campos
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4786133Y6por
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf770,15 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.