Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5520
Tipo: Dissertação
Título: Percepção Ambiental, uso da terra e processos erosivos em um assentamento de Reforma Agrária
Título(s) alternativo(s): Environmental perception, land use and erosion processes in a Land Reform settlement
Autor(es): Deliberali, Daniely de Cassia
Primeiro Orientador: Cardoso, Irene Maria
Primeiro coorientador: Fernandes, Raphael Bragança Alves
Segundo coorientador: Jucksch, Ivo
Primeiro avaliador: Muggler, Cristine Carole
Segundo avaliador: Barbosa, Willer Araujo
Abstract: Muitos assentamentos de reforma agrária são instalados em áreas com ambiente e solos frágeis ou degradados. O Assentamento Olga Benário, situado no município de Visconde do Rio Branco, Estado de Minas Gerais, apresenta muitos pontos com ocorrência de erosão. Estes são decorrentes da degradação do solo pela prática da monocultura da cana-de-açúcar, por aproximadamente 50 anos, e criação extensiva de gado, por cinco anos, antes da sua incorporação à reforma agrária. Além disso, o solo dominante no local, Argissolo, é muito susceptível à erosão. Os agricultores são afetados pela erosão com a perda de áreas agricultáveis e animais, o que pode afetar sua segurança alimentar e gerar prejuízos. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi por meio de metodologias participativas, avaliar os processos erosivos em uma área do Assentamento Olga Benário e resgatar vivências e conhecimentos de agricultores para, coletivamente, sensibilizar, despertar e construir estratégias de conservação, uso e manejo sustentável de solos no assentamento. Para tal o trabalho foi dividido em duas etapas. Na primeira, utilizandose de metodologias participativas, foram realizadas visitas às 26 famílias do assentamento Olga Benário, utilizandose de metodologia participante e encontros dialogados de partilha e devolução de observações. Especificamente, objetivouse identificar e analisar a percepção que os assentados possuem sobre i) o solo enquanto componente do ambiente; ii) a qualidade de seus solos; iii) os indicadores de qualidade de solo e iv) as técnicas de manejo de solo por eles adotadas. Por meio desta metodologia, foi possível promover a reflexão coletiva sobre uso e manejo adequado do solo no assentamento. Os agricultores demonstraram reconhecer o solo como componente ambiental importante, que deve ser conservado. Os agricultores têm utilizado indicadores para estimar a qualidade do solo, como produção agrícola e erosão, e têm adotado, cada vez mais, técnicas de manejo conservacionistas, como plantio direto e piqueteamento. Na segunda etapa do trabalho foi avaliada, de forma participativa, a evolução de duas voçorocas e, na ravina anfiteátrica em que as voçorocas estão inseridas, foram avaliados os atributos físicos e químicos e os processos erosivos ocorrentes com diferentes usos do solo. A área em questão começou a entrar em processo de regeneração há cinco anos, com o cercamento da área da ravina anfiteátrica para evitar a entrada de animais, e com o plantio de mudas e construção de paliçadas no interior de uma das voçorocas. Atualmente, os usos do solo na área são feitos com vegetação nativa, em uma área em regeneração, e pastagens com diferentes níveis de degradação nas demais áreas. Os solos das áreas estudadas ainda encontramse degradados pelas atividades realizadas anteriormente, que levaram à perda do horizonte A e parte do horizonte B, e as poucas diferenças de qualidade física sugerem que o tempo de regeneração não foi suficiente para recuperálo significativamente. No entanto, a área em regeneração apresentou a menor perda de solo e água e os melhores níveis de soma de bases, carbono orgânico e pH, e indica que manejos conservacionistas estão, aos poucos, melhorando a qualidade do solo. A área de pastagem com solo exposto, ao contrário, apresentou a pior qualidade química do solo e as maiores perdas de solo e água quando comparada com as demais. A voçoroca aumentou apenas em alguns pontos e em menor intensidade que em anos anteriores. O manejo conservacionista na área tem potencial para recuperála, mas, entretanto, a não preocupação com a degradação das pastagens pode comprometê-la ainda mais.
Many agrarian reform settlement are installed in areas with fragile or degraded soils and environment. The Settlement Olga Benário, located in the town of Visconde do Rio Branco, Minas Gerais, presents many points with the occurrence of erosion. These are the result of soil degradation by the practice of monoculture of sugar cane, for about 50 years, and extensive cattle for five years before its incorporation into the agrarian reform. Moreover, the dominant soil in place, Ultisol, is susceptible to erosion. Farmers are affected by erosion with the loss of arable land and animals, which can affect their food security and generate losses. Accordingly, the aim of this work was through participatory methodologies to assess the erosion in an area of the settlement Olga Benário and rescue experiences and knowledge of farmers to collectively raise awareness, awakening and build strategies for conservation, sustainable use and management of land in the settlement. For this, the work was divided into two stages. At first, using participatory methodologies, visits were made to 26 families of the settlement Olga Benário, using the participatory methodology and dialogical meetings sharing and devolution of observations. Specifically , this study aimed to identify and analyze the perception that the settlers have on i) soil as a component of the environment , ii) the quality of their soils ; iii) indicators of soil quality and iv) management techniques for soil they adopted . Through this methodology, it was possible to promote collective reflection on proper use and handling of the soil in the settlement. Farmers recognize the soil as demonstrated important environmental component that must be maintained. Farmers have used indicators to estimate soil quality, such as agricultural production and erosion, and have adopted increasingly, conservation management techniques such as tillage and division of pasture. In the second stage of labor was assessed in a participatory way, the evolution of two gullies and in the ravine where the gullies are inserted, it was evaluated the physical and chemical properties and erosion processes occurring with different land uses. The area in question began to go into the regeneration process five years ago, with the enclosure in the area of the gully to prevent the entry of animals, and the seedling planting and building fences inside of the gully. Currently, land uses in the area are made with native vegetation in an area undergoing regeneration, and pastures with different levels of degradation in other areas. The soils of the study areas are further degraded by the activities previously carried out, which led to the loss of the horizon and the B horizon, and the few differences in physical quality suggest that the regeneration time was not enough to get it back significantly . However, the area in regeneration showed the smallest loss of soil and water and the highest levels of sum of bases, pH and organic carbon, and indicates that the conservation tillage systems are gradually improving soil quality. The pasture area with exposed soil , instead, showed the worst quality of soil and the greatest loss of soil and water when compared with the others. The gully increased only in some points and to a lesser extent than in previous years. The conservation management in the area has the potential to recover it, but, however, not concern for pasture degradation can compromise it further.
Palavras-chave: Percepção ambiental
Erosão do solo
Assentamento
Environmental perception
Soil erosion
Settlement
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,
Programa: Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas
Citação: DELIBERALI, Daniely de Cassia. Environmental perception, land use and erosion processes in a Land Reform settlement. 2013. 158 f. Dissertação (Mestrado em Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5520
Data do documento: 29-Mai-2013
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,12 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.