Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5533
Tipo: Dissertação
Título: Relações solo-vegetação em áreas desenvolvidas sobre o Arenito Urucuia na APA do Rio Pandeiros
Título(s) alternativo(s): Soil-vegetation relationships in developed areas on the Sandstone Urucuia in APA do Rio Pandeiros
Autor(es): Oliveira, Fábio Magalhães
Primeiro Orientador: Fernandes, Raphael Bragança Alves
Primeiro coorientador: Costa, Liovando Marciano da
Primeiro avaliador: Carmo, Flávia Maria da Silva
Segundo avaliador: Rocha, Genelício Crusoé
Abstract: A Área de Proteção Ambiental Estadual - APAE do Rio Pandeiros , abrange uma área de 393.060 ha, e localiza-se no Norte de Minas Gerais. A mesma possui como representativo compartimento a unidade geomorfológica Planalto do São Francisco , dominada geologicamente pelas rochas da Formação Urucuia, das quais se destacam os arenitos quartzosos cimentados com material silicoso. A partir das rochas dessa unidade, se desenvolveram os solos das classes Neossolo Quartzarênico (RQ) e Latossolo Vermelho-Amarelo (LVA), que se encontram associados à cobertura vegetal do tipo Cerrado. O objetivo desse estudo é avaliar os atributos edáficos determinantes para o estabelecimento e desenvolvimento de diferentes formas de vegetação de cerrado identificadas nesse compartimento. Foi realizado um transecto na área de estudo, onde foram selecionados cinco ambientes ou locais de coleta, em função do tipo fitofisionomico observado, os quais foram identificados como Ambiente A (Cerrado s.s. ralo, associado a RQ), Ambiente B (Cerrado s.s. denso, associado a RQ), Ambiente C (Cerrado s.s. típico, associado a RQ), Ambiente D (Cerrado s.s. típico, associado a LVA) e Ambiente E (Cerrado s.s. típico, associado a RL). Em cada ambiente foram realizados os estudos fitossociológicos, e abertas três mini-trincheiras com profundidade de 40 cm cada uma, onde foram coletadas amostras de solo deformadas nas profundidades de 0 a 20 cm e 20 a 40 cm, para análises química e física, e indeformadas na profundidade de 0 a 20 cm, para determinação da densidade do solo e curva característica de água. Foram obtidas ainda amostras da serapilheira presente em cada ambiente. As análises químicas de rotina foram efetuadas em laboratório, além de extrações sucessivas de P utilizando Mehlich-1, e a determinação do P total. Foram feitas ainda análise textural e fracionamento dos grãos de areia, bem como a determinação do equivalente de umidade em amostras de solo deformadas com capeamento e sem capeamento com partículas de natureza coloidal. A microscopia eletrônica de vvarredura (MEV) foi realizada para analisar a morfologia da superfície dos grãos de areia e revelou a presença de depressões preenchidas com partículas de dimensões menores. Os resultados permitiram constatar que os ambientes estudados possuem caráter oligotrófico. As diversas formas de cerrado se desenvolvem sobre solos de textura arenosa e de baixa fertilidade natural. Foi possível concluir que, nos ambientes onde a textura é predominantemente arenosa, a estrutura e o desenvolvimento da vegetação está associado a presença da camada de serapilheira, provavelmente relacionada com a ciclagem de nutrientes. Porém naqueles ambientes onde o solo possui textura mais argilosa, o porte da vegetação está mais relacionado com as propriedades químicas e físico-hídricas.
The state environmental protection área APAE do Rio Pandeiros", covers an area of 393 060 ha. It is located in the North of Minas Gerais and has as a representative compartment, the geomorphological unit "Plateau of the São Francisco", geologically dominated by rocks of Urucuia Formation, including most importantly the quartz sandstones cemented by siliceous materials. From the rocks of this unit have developed the soils classes Quartzarenic Neosol (RQ) and Red-Yellow Latossol (LVA), which are associated with vegetation typical to the "Cerrado". The aim of this study is to evaluate the soil attributes determinants for the establishment and development of different forms of cerrado vegetation identified in this compartment. Was conducted a transect in the study area, where were selected five sampling sites or environments, depending on the vegetation type observed, which were identified as Environment A (Cerrado s.s. sparse, associated with Quartzarenic Neosol), Environment B (Cerrado s.s. dense associated with Quartzarenic Neosol), Environment C (Cerrado s.s. typical, associated with Quartzarenic Neosol), Environment D (Cerrado s.s. typical, associated with Red-Yellow Latosol) and Environment E (Cerrado s.s. typical associated with Litolic Neosol). In each environment were done phytosociological studies, and three mini-trenches with a depth of 40 cm each were opened. Disturbed soil samples were collected at depths 0-20 cm and 20-40 cm for chemical and physical analysis and undisturbed samples at depth 0-20 cm for determining the bulk density and water retention curve. We also collected samples of litter present in each environment. Routine laboratory chemical analysis was performed, beside successive extractions of phosphorus using Mehlich-1, and the determination of total phosphorus. Further were made textural analysis and fractionation of sand grains, and the determination of moisture equivalent in soil samples with coated and uncoated sand, containing particles of colloidal nature. Scanning electron microscopy was performed to analyze the surface morphology of the grains of viisand and revealed the presence of depressions filled by smaller particles. The results demonstrated that the studied environments have oligotrophic characteristics. The various forms of cerrado soils are developed on soils of sandy texture and low natural fertility. It was concluded that in environments where the soil texture is predominantly sandy, the structure and development of vegetation is associated with the presence of the litter layer, probably related to nutrient cycling, while in those where the soil has clayey texture, the size of the vegetation is more related to chemical, physical and hydraulic soil properties.
Palavras-chave: Urucuia formation
Cerrado
Relação solo-ambiente
Qualidade do solo
Urucuia training
Cerrado
Soil-environment
Soil quality
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,
Programa: Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas
Citação: OLIVEIRA, Fábio Magalhães. Soil-vegetation relationships in developed areas on the Sandstone Urucuia in APA do Rio Pandeiros. 2013. 75 f. Dissertação (Mestrado em Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5533
Data do documento: 28-Jun-2013
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,99 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.