Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5543
Tipo: Dissertação
Título: Movimentação e disponibilidade de boro para p feijoeiro cultivado em colunas de solo
Título(s) alternativo(s): Movement and availability of boron for common-beans plants grown in soil columns
Autor(es): Faria, Leonardo Campos
Primeiro Orientador: Fontes, Renildes Lúcio Ferreira
Primeiro coorientador: Lima, Paulo César de
Segundo coorientador: Venegas, Victor Hugo Alvarez
Primeiro avaliador: Neves, Júlio César Lima
Segundo avaliador: Carneiro, José Eustáquio de Souza
Abstract: O boro se apresenta, em geral deficiente na maioria dos solos brasileiros, comprometendo o potencial produtivo das culturas em geral e das espécies dicotiledôneas em particular, as quais são mais exigentes nesse elemento. Nos solos tropicais, em geral, a matéria orgânica constitui a principal fonte de B, sendo aqueles com baixo teor de matéria orgânica, mais propensos à deficiência desse elemento. A análise da disponibilidade de B em solos é fundamental para que se busque a correção de deficiências, o que, juntamente com o aporte adequado dos outros nutrientes, possibilita ganhos de produtividade. Essa disponibilidade de B está diretamente relacionada à sua adsorção ao solo que, por sua vez, controla a concentração de B na solução do solo. Essa adsorção alterará o que está disponível, na solução do solo, para absorção pela planta, sendo importante tanto na correção de deficiências quanto na prevenção de toxidez. Esse equilíbrio entre o B adsorvido e o B em solução no solo deve ser considerado ao se buscar o suprimento do nutriente para as plantas, de modo a se garantir boa produtividade com preservação da qualidade do sistema solo-água-planta. Vale ressaltar que o B na faixa de pH natural da maioria dos solos, se encontra na sua forma indissociada, uma das razões para a grande mobilidade que este elemento apresenta ao longo do perfil dos solos, podendo sofrer lixiviaçào, em especial nos solos arenosos. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a resposta do feijoeiro (Phaseolus vulgarís L. cv. Majestoso) à disponibilidade de B em dois solos de diferentes classes texturais, fertilizados com duas fontes de B em doses crescentes, sem e com adição de matéria orgânica, e estudar a movimentação do B no solo, relacionando as doses às concentrações de B, em diferentes profundidades. O experimento foi conduzido em esquema fatorial (2 x 2 x 2 x 5) com 2 tipos de solo (arenoso e argiloso); sem e com adição de resíduo orgânico; 2 fontes de B (ácido bórico e ulexita); e 5 doses de B (0,0, 0,5, 1,5,3,0 e 6,0 mgldm3). O delineamento foi em blocos casualizados com três repetições. A unidade experimental foi constituída de amostra de solo em tubo de PVC de 15 cm de diâmetro e 42 cm de altura, contendo duas plantas de feijão. No estádio de florescimento (R6), foi retirada uma amostra de tecido foliar para análise da composição mineral. A análise de B foi feita após digestão, por via seca, da amostra vegetal, fazendo-se a dosagem, no extrato, por colorimetria com azometina-H. A partir do florescimento foi realizada a contagem do número de flores por planta. Todas as plantas foram colhidas na maturação fisiológica dos grãos (R9) e levadas à estufa de circulação forçada de ar. Após secagem a 65 °C até atingir peso constante, foi determinado a massa de matéria seca. Antes do corte das p!antas, as vagens foram colhidas, anotando-se o número de vagens por planta. Ao fim do experimento foi coletada uma amostra de solo a cada profundidade (2-7, 7-12, 12-22, 22-42 cm), sendo determinado o teor de B disponível para avaliar a sua movimentação no solo. Houve aumento do teor de B na folha com o aumento das doses aplicadas (respostas linear e quadrática), independente da classe de solo, da fonte utilizada, e da adição ou não de resíduo orgânico. Esses resultados coincidiram com o aumento dos teores de B disponível recuperados pelos dois extratores (HCl 50 mmol/L e CaCl2 5 mmol/L fervente). A magnitude dos valores dos coeficientes de correlação linear simples entre o conteúdo de B na folha e teor de B recuperado pelos extratores corroboram com a observação dos sintomas de toxidez observados nas plantas nas maiores doses aplicadas. Em geral, com o aumento das doses de B adicionadas ao solo, houve aumento nos teores de B disponível (CaCl2 5 mmoI/L fervente) encontrados nas diferentes profundidades (anéis), o que indica mobilidade do elemento ao longo do perfil do solo. Esses teores de B foram menores para o solo argiloso devido a maior interação deste elemento com as cargas da superfície da fração argila.
Boron deficiency is common in Brazilian soils and may be a limiting factor for crop productivity, especially in dicotyledon species which are more demanding in this micronutrient. Tropical soils, generally, have the organic matter fraction as the main source of B, therefore, low organic matter content in that soils make them more prone to the occurrence of B deflciency to crops. The soil analysis for B availability is an important step to establish adequate techniques for correction of its deficiency which, along with the adequate supply of alI nutrients, is crucial for gains in crop productivity. Soil B availabilty is dependent on the reactions of B adsorption to soil which controls its concentration in the soil solution, where the amount available for plant absorption is present. These relationships are important for the correction of deficiencies and for preventing toxicities of B in the soil-crop system and the balance between the soil adsorbed B and the B in soil solution is important in order to have adequate supply to plants with preservation of the quality of the soil-plant-water system it has to be pointed out that in the natural soil pH range most of B is in form of molecular H3BO3, which has high mobility in the soil profile, being easily lixiviated, mainly in sandy soils. This work aimed to evaluate the response of common-beans (Phaseolus vulgaris L. cv. Majestoso) to addition of B in two soils with different texture, by using crescent doses of B from two sources, with and without addition of organic matter, making the relationship between the doses added to the soil and the soil B concentrations at different depths. The experiment was set as a factorial 2 x 2 x 2 x 5 [2 soils (sandy and clayey); two sources of B (boric acid and ulexite); with and without addition of organic material; and 5 doses of B (0.0, O.5, 1.5. 3.0 and 6.0 mgldm3)], in a completely randomized block design with three replications. The experimental unity was a 15 cm (diameter) by 42 cm (high) PVC tube filled with the soil sample, containg two common-bean seedlings. ln the floweríng stage, it was collected samples from the leaf tíssues for mineral analysis. After dry digestion of the vegetal samples B was determined by colorímetry with azomethine-H. Begining at the flowering stage, it was counted the number of flowers per plant. All plants cut at the physiologícal maturity stage, oven-dried at 65°C untill constant weight and the weight of the dry matter was recorded. Before plants cutting, the pods were collected and the number of pods per plant recorded. At the end of the experiment, it was collected a soil sample from each depth (2-7, 7-12, 12-22, 22-42 cm), and avaible B was determined to evaluate ist movement through the soil profile. The B concentration in Ieaves increased with the increase of the B doses applied to soil (linear and quadratic responses) independently of the soiI type, B source, or organic matter addition. These results are in accordance with the increase of B recovered from soil by the extractors HCl 50 mmol/L and hot CaCl2 5 mmol/L. The values of the linear correlation coefficients between B content in leaves and B recovered by the extractors from soil corroborate the observed toxicity symptoms in the plants at the higher B doses. In generaL the increase in the B dose added to soil, resulted in higher concentrations of available B extracted with hot CaCl2 5 mmol/L in the different depths, indicating the B mobility through the soiI profile. These values were Iower in the clayey soil due to the higher interaction between B and the surface charges of the clay fraction.
Palavras-chave: Feijão - Nutrição
Feijão - Efeito do boro
Fertilidade do solo
Micronutriente
Beans - Nutrition
Beans - Boron effect
Soil fertility
Micronutrient
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,
Programa: Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas
Citação: FARIA, Leonardo Campos. Movement and availability of boron for common-beans plants grown in soil columns. 2010. 5 f. Dissertação (Mestrado em Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5543
Data do documento: 3-Mai-2010
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
resumo.pdf1,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.