Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/555
Tipo: Tese
Título: Avaliação econômica e simulação em sistemas agroflorestais
Título(s) alternativo(s): Economic evaluation and simulation in agroforestry system
Autor(es): Cordeiro, Sidney Araujo
Primeiro Orientador: Silva, Márcio Lopes da
Primeiro coorientador: Oliveira Neto, Silvio Nolasco de
Segundo coorientador: Silva, Evaldo Henrique da
Primeiro avaliador: Ferreira, Lino Roberto
Segundo avaliador: Sant'anna, Cléverson de Mello
Abstract: O objetivo geral deste trabalho foi analisar a viabilidade econômica de sistemas agroflorestais, utilizando simulação, procurando identificar os benefícios e os aspectos a serem melhorados nestes. Especificamente pretendeu-se levantar os custos de produção dos projetos de sistemas agroflorestais; realizar a análise financeira desses sistemas; e realizar análise de risco de investimento para os projetos em estudo. Para alcançar seus objetivos, este estudo foi dividido em três capítulos. No capítulo 1, realizou-se uma análise financeira mediante os métodos de avaliação de projetos florestais, e para a análise de risco utilizou-se a técnica de simulação de Monte Carlo, mediante o programa @RISK. O sistema agrossilvicultural testado é composto por eucalipto, milho e pupunha (Bactris gasipaes Kunth). Os resultados indicaram viabilidade financeira, com valor presente líquido (VPL) igual a R$ 20.688,62/ha, taxa interna de retorno (TIR) de 44% a.a. e valor anual equivalente (VAE) igual a R$ 2.619,85/ha/ano. A simulação da análise de risco indicou que as variáveis que afetaram o valor presente líquido (VPL) para o sistema agroflorestal, na sua ordem de importância (R), foram: produção de madeira serrada, preço de venda da madeira serrada, taxa de juros, produção do palmito, preço de venda do palmito, custo de implantação, produção de carvão e preço de venda do carvão. No capítulo 2, analisou-se a viabilidade técnica e econômica de sistemas silvipastoril e agrossilvipastoril, comparando-os com um projeto convencional de monocultivo de eucalipto para produção de carvão, mostrando a possibilidade de renda a ser gerada aos produtores, bem como o risco de se investir neste tipo de atividade e, com isso, fornecer subsídios para a implantação dos mesmos. Realizou-se uma análise financeira mediante os métodos de avaliação de projetos florestais. Com base nos resultados obtidos, observa-se que tanto a produção de carvão vegetal quanto os sistemas agrossilvicultural e silvipastoril são viáveis economicamente, desde que sejam viii efetuados de forma correta, com a devida orientação técnica, sendo assim, boas alternativas de renda, principalmente em condições de maior produtividade. Os sistemas agrossilvicultural e silvipastoril obtiveram melhores indicadores financeiros, e isto se deve ao valor da madeira para serraria, que agrega maior valor de comercialização, quando comparado ao carvão vegetal. Uma importante contribuição do consórcio é o retorno precoce de investimentos feitos no arranjo produtivo consorciado, devido à venda dos produtos agrícolas. No capítulo 3, utilizou-se os dados de projetos referentes às Unidades de Experimentação Integração Lavoura Pecuária e Floresta, nos anos de 2007/2008, fornecidos pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (EMATER-MG) e pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), com objetivo de levantar os custos de produção de sistemas agroflorestais implantados na Zona da Mata – MG e realizar simulação visando melhorias nesses sistemas. Realizou-se uma simulação com base na unidade experimental da regional Viçosa, município de Senador Firmino. Os custos de produção do sistema agroflorestal em questão foram comparados com o monocultivo do eucalipto, bem como variação das receitas devido à variação no espaçamento de plantio. Os resultados indicaram que o sistema agroflorestal obteve VPL negativo, ou seja, não é viável financeiramente. Concluiu-se que o eucalipto plantado no espaçamento 14 x 2m, com 357 mudas por hectare, é viável economicamente, obtendo o VPL de R$ 6.319,96/ha. O eucalipto em monocultivo apresentou melhores resultados, sendo o projeto mais rentável. Na medida em que se aumenta o espaçamento de plantio das árvores de eucalipto, tem-se um aumento da área disponível para plantio de milho e criação de gado. Mas, como comprovado pelos resultados, esse ganho em área não obtém o mesmo retorno financeiro caso essa área estivesse com plantio de árvores.
The general objective of this work was to analyse the economic viability of agroforestry systems using simulation attempting to identify the benefits and the aspects to be improved in them. Specifically, the plan was to survey the production costs of agroforestry system projects; to effect the financial analysis of these systems; and to effect the analyses of the investment risk for the projects studied. To attain these objectives, this study was divided into three chapters. In chapter 1 a financial analysis was made by means of the evaluation methods of forestry projects, and for the risk analysis the technique of simulation of Monte Carlo was used, with the @Risk program. The agroforestry system tested is composed of eucalypt, corn and pupunha palm (Bactris gasipaes Kunth). The results indicate financial viability, with a net present value (VPL) of R$ 20,688.62/ha, return internal rate (TIR) of 44% per year and equivalent annual value (VAE) of R$ 2,619.85/ha/year. The risk analysis simulation indicated that the variables that affected the net present value (VPL) for the agroforestry systems, in its importance order (R), were: production of sawn timber, sawn timber sale price, interest rate, palm heart production, palm heart sale price, establishment cost, charcoal production and charcoal sale price. In chapter 2, the technical and economic viability of sylvopasture and agrosylvopasture systems was analysed, comparing them with a conventional project of eucalypt monoculture to produce charcoal, showing the income possibility offered to the producers, as well as the risk to invest in this type of activity, and thus, to produce subsidies for their establishment. A financial analysis was made by means of the evaluation methods of forestry projects. Based on the results obtained, it can be noted that the charcoal production and the agroforestry and agrosylvopasture systems are economically viable, once carried out in a correct manner, with the correct technical orientation, thus being good income alternatives, mainly in conditions of greater productivity. The agroforestry and sylvopasture systems obtained best financial indicators, and this is due to the value of the timber for sawmills, that aggregate a greater commercialization value, when compared to charcoal. An important contribution of the association is the early return of investments made in the productive association arrangement, due to the sale of the agricultural products. In chapter 3, data from the projects carried out in the Unidades de Experimentação Integração Lavoura Pecuária e Floresta (Units of Experimentation of Integration Agriculture Cattle and Forestry), in the years 2007/2008 were used, supplied by the Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (EMATER-MG – Enterprise of Technical Assistance and Rural Extension of Minas Gerais), and by the Universidade Federal de Viçosa (UFV), with the objective of surveying the production costs of agroforestry systems established in the Zona da Mata – MG – Brazil (Forest Zone) and to effect simulations to improve these systems. A simulation was made based on the experimental unit of Senador Firmino. The production costs of this agroforestry system were compared to the eucalypt monoculture, as well as to the variations in income due to the planting spacing variation. The results indicated that the agroforestry system obtained a negative VPL, that is, it is not financially viable. It was concluded that eucalypt was planted at a 14 x 2m spacing, so, 357 saplings planted per hectare, it is economically viable, obtaining a VPL of R$ 6,319.96/ha. The eucalypt in monoculture had better results, being the best income project. As the spacing is increased between the eucalypt trees, there is an increase of area available for corn planting and cattle raising. But as proved by the results, this gain in area does not offer the same financial return if planted with trees.
Palavras-chave: Consórcio
Monte Carlo
Rentabilidade
Eucalipto
Consortium
Monte Carlo
Profitability
Eucalypt
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::MANEJO FLORESTAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Doutorado em Ciência Florestal
Citação: CORDEIRO, Sidney Araujo. Economic evaluation and simulation in agroforestry system. 2010. 96 f. Tese (Doutorado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/555
Data do documento: 7-Dez-2010
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf853,45 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.