Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5572
Tipo: Dissertação
Título: Silagem de soja na alimentação de bovinos de corte
Título(s) alternativo(s): Soybean silage (Glycine max (L.) Merril) in beef cattle feeding
Autor(es): Rigueira, João Paulo Sampaio
Primeiro Orientador: Pereira, Odilon Gomes
Primeiro coorientador: Garcia, Rasmo
Segundo coorientador: Valadares Filho, Sebastião de Campos
Primeiro avaliador: Obeid, Jose Antonio
Segundo avaliador: Leão, Maria Ignez
Abstract: Foram conduzidos dois experimentos objetivando-se avaliar o consumo, a digestibilidade total e parcial dos nutrientes, o pH e a concentração de amônia ruminal (experimento1), bem como o desempenho produtivo de bovinos de corte (experimento 2) que receberam dietas contendo silagem de soja (SS), silagem de soja com inoculante microbiano (SSI), silagem de soja com inoculante e melaço (SSIM) e silagem de soja com melaço (SSM). O inoculante utilizado foi o Sil All C4 (Alttech, Brasil). O melaço em pó foi utilizado na proporção de 2,5% na matéria natural. As dietas, isonitrogenadas, apresentaram 13% de proteína bruta. A relação volumoso:concentrado foi de 70:30, com base na matéria seca, sendo 40% de silagem de soja e 30% de silagem de milho. No primeiro experimento, foram utilizados quatro animais mestiços HxZ, fistulados no rúmen e no abomaso, com peso inicial médio de 230 kg, distribuídos em um quadrado latino 4x4. Usou-se o óxido crômico para estimativa do fluxo de digesta abomasal e excreção fecal. Os consumos de nutrientes, expressos em kg/dia, assim como suas respectivas digestibilidades aparentes totais, ruminais e intestinais não foram influenciados (P>0,05) pelas dietas. No entanto, o consumo de MS, em porcentagem do peso vivo e g/kg0,75 foi influenciado (P<0,05) pelas dietas. Não foi detectado efeito (P>0,05) de dieta, tempo de coleta, nem da interação destes fatores para os valores de amônia e pH, cujos valores médios foram 11,91mg/100 mL e 6,45, respectivamente. A taxa de passagem, também não foi influenciada pelas dietas, estimando-se valor médio de 5,48% hora-1. No experimento 2, foram utilizados 32 animais HxZ, não castrados, com peso inicial de 355 kg, distribuídos num delineamento em blocos casualizados, com quatro tratamentos e sete repetições. O experimento teve duração de 99 dias, divididos em três períodos de 28 dias após 15 dias de adaptação. Quatro animais referência foram abatidos após o período de adaptação para estimativa do ganho de carcaça. Para estimativa da excreção fecal, utilizou-se a fibra em detergente ácido indigestível (FDAi) como indicador, após a incubação in situ por 240 horas. Observou-se menor (P<0,05) consumo de nutrientes na dieta contendo silagem de soja sem aditivo (controle) em relação àquela com inoculante e melaço. Nesta, também foram registradas maiores (P<0,05) digestibilidades aparentes de MS, MO, PB, FDN, FDA e carboidratos totais (CHO). A digestibilidade do extrato etéreo não foi afetada (P>0,05) pelas dietas. A conversão alimentar, o ganho de peso e o ganho de carcaça também não foram influenciados pelas dietas, registrando-se valores médios de 5,90; 1,49 kg/dia, e 0,91Kg/dia, respectivamente. Conclui-se, que a adição de melaço em pó na presença ou ausência de inoculante bacteriano à soja por ocasião da ensilagem, não afeta o padrão de fermentação ruminal, nem o desempenho de bovinos de corte, embora favoreça o consumo de nutrientes.
Two experiments were carried out to evaluate the intake, total and partial nutrient digestibilities, pH and ruminal ammonia concentration (Experiment1), as well as the productive performance in beef cattle (Experiment 2) fed diets containing only soybean silage (SS) (control), soybean silage with microbial inoculant (SSI), soybean silage with inoculant and molasses (SSIM) and soybean silage with molasses (SSM). The inoculant used in the experiment was Sil All C4 (Alttech, Brazil). Molasses powder was used in the proportion of 2.5% in natural matter. The isonitrogen diets had 13% of crude protein. The roughage:concentrate ration was 70:30 on dry matter basis, with 40% of soybean silage and 30% of corn silage. In the first trial, four crossbred Holstein x Zebu rumen and abomasum fistulated animals, 230-kg average initial weight, were assigned to a 4 × 4 Latin square. Chromic oxide was used as marker to estimate digesta flow and fecal excretion. Nutrient intakes, expressed as kg/day, as well as its respective total, ruminal and intestinal apparent digestibilities were not influenced (P>0.05) by the diets. However, DM consumption, in percentage of live weight and g/kg0.75, was influenced (P<0.05) by the diets. No effect (P>0.05) of diet and collection time, or the interaction of these factors on ammonia and pH was found, with mean values of 11.91 and 6.45 mg/100 mL respectively. The passage rate was also not influenced by diets, with mean estimated value of 5.48% hour-1. In the Experiment 2, 32 non-castrated HxZ animals, 355-kg initial weight, were used in a randomized block design, with four treatments and seven repetitions. The experimental period was 99 days, divided into 3 shorter periods, after 15 days of adaptation. Four reference animals were sacrificed after the adaptation period in order to estimate carcass gain. Fecal excretion was estimated using indigestible acid detergent fiber (ADGi) as indicator, after in situ incubation for 240 hours. Lower nutrient intake (P<0.05) was found for the diet containing soybean silage without additive (control) compared to diets with inoculant and molasses. For the same diet, it was recorded higher (P <0.05) apparent digestibilities of DM, OM, CP, NDF, ADF and total carbohydrates (CHO). Ether extract digestibility was not affected (P>0.05) by the diets. Food conversion, weight gain and carcass gain were not influenced by the diets, with mean values of 5.9; 1.49, and 0.91Kg/day respectively. It was concluded that the addition of molasses powder, with or without bacterial inoculant, to soybean at the time of ensilage does not affect the performance and the fermentation pattern in beef cattle, although it favors nutrient intake.
Palavras-chave: Consumo
Digestibilidade
Ganho de peso
Consumption
Digestibility
Weight gain
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PASTAGEM E FORRAGICULTURA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: RIGUEIRA, João Paulo Sampaio. Soybean silage (Glycine max (L.) Merril) in beef cattle feeding. 2007. 63 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5572
Data do documento: 15-Ago-2007
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,9 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.