Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5577
Tipo: Dissertação
Título: Uso da enzima fitase em ração para codornas japonesas em postura
Título(s) alternativo(s): Using the enzyme phytase in feed for laying Japanese quails
Autor(es): Lima, Heder José D'ávila
Primeiro Orientador: Barreto, Sérgio Luiz de Toledo
Primeiro coorientador: Donzele, Juarez Lopes
Segundo coorientador: Albino, Luiz Fernando Teixeira
Primeiro avaliador: Donzele, Rita Flávia Miranda de Oliveira
Segundo avaliador: Pinto, Rogerio
Abstract: Foram realizados dois experimentos para avaliar o efeito da adição da enzima Fitase na ração, sobre o desempenho produtivo e a qualidade dos ovos (experimento I) e o aproveitamento dos ingredientes da ração (experimento II) para codornas japonesas em postura. No experimento I foram utilizadas 320 codornas fêmeas da sub-espécie japonesa, com 167 dias de idade, peso inicial médio de 182,3 + 3,8g e taxa de produção de ovos de 89,0%, sendo distribuídas em quatro tratamentos e oito repetições de dez aves por unidade experimental. No experimento II foram utilizadas 200 codornas fêmeas da sub-espécie japonesa com 251 dias de idade, peso médio de 187,2 + 6,0g e taxa de produção de ovos de 84,8%, distribuídas em quatro tratamentos e cinco repetições de dez aves por unidade experimental. Em ambos os experimentos utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado. Os tratamentos foram: T1 Ração basal RB - (atendendo às exigências nutricionais das codornas e as recomendações da matriz da enzima fitase); T2 - RB + 200 U de fitase; T3 - RB + 400 U de fitase; T4 - RB + 600 U de fitase. As rações foram formuladas à base de milho e farelo de soja. Os parâmetros de desempenho e de qualidade dos ovos avaliados no experimento I foram: consumo de ração, produção de ovos por ave dia, massa de ovos, eficiência de utilização de fósforo para massa de ovos, conversão alimentar por massa de ovos e por dúzia de ovos, produção de ovos por ave alojada, ovos viáveis por ave dia, viabilidade, variação de peso corporal, consumo de lisina, metionina + cistina e treonina, peso dos ovos, peso de gema, peso de albúmem, peso de casca, porcentagens de gema, albúmem e casca, gravidade específica e percentual de ovos comercializáveis. As análises estatísticas foram feitas utilizando-se os modelos de regressão linear, quadrática e Linear Response Plateau (LRP), conforme o melhor ajustamento obtido para cada variável. A melhor conversão alimentar ocorreu nos níveis de 437 (CAMO) e de 400 (CADZ) U de fitase, entretanto, considerando a produção diária de ovos por ave e a produção de ovos viáveis por ave dia, os melhores níveis foram 335 e 368 U de fitase, respectivamente. Para MO o maior nível de suplementação de fitase proporcionou o melhor resultado. Entretanto em relação à eficiência do uso do P, o nível de 463 U de fitase foi o melhor para composição da MO, sendo as demais variáveis de desempenho produtivo e qualidade dos ovos, supridas com este nível, em seus níveis ideais de fitase. Para determinação do aproveitamento dos nutrientes e energia das rações (experimento II) foi utilizado o método de coleta total de excretas. Foram determinados os valores de energia metabolizável aparente e de energia metabolizável aparente corrigida pela retenção de nitrogênio, e os coeficientes de metabolizabilidade da energia metabolizável aparente e da energia metabolizável aparente corrigida pelo balanço de nitrogênio. Foi calculada também a quantidade de fósforo, cálcio e nitrogênio retido por ave dia. De maneira geral houve uma melhora no aproveitamento da energia das rações com a suplementação de fitase. Os níveis de 195 e 186 U de fitase são os mais indicados para proporcionar maior aproveitamento da energia metabolizável aparente e aparente corrigida pelo balanço de nitrogênio. O nível de 600 U de fitase proporcionou menor excreção de nitrogênio, entretanto, 368 U de fitase foi suficiente para máxima retenção de nitrogênio pelas codornas. O melhor nível no experimento I foi de 463 U de fitase e no experimento II foi de 368 U de fitase.
There were two experiments to evaluate the effect of adding the enzyme phytase in the diet on the performance and eggs quality (experiment I) and the use of the feed ingredients (Experiment II) for laying Japanese quails. In the first experiment were used 320 quail females of Japanese sub- species, with 167 days old, initial weight of 182.3 + 3.8 g and rate of egg production of 89.0% and is divided into four and eight treatments repetitions of ten birds each. In experiment II were used 200 quail females of Japanese sub-species with 251 days old, average weight of 187.2 + 6.0 g and rate of egg production of 84.8%, distributed in four treatments and five repetitions of ten birds each. In both experiments using the completely randomized design. The treatments were: T1 - basal diet - RB - (given the nutritional requirements of quails and recommendations of the matrix of the enzyme phytase), T2 - RB + 200 U of phytase; T3 - RB + 400 U of phytase, T4 - RB + 600 U of phytase. The diets were formulated based on corn and soybean meal. The parameters of performance and eggs quality were evaluated in the experiment I: feed intake, egg production per bird day, eggs mass, efficient use of phosphorus for eggs mass, feed conversion per eggs mass and per eggs dozen, egg production per bird housed, viable eggs per bird day, feasibility studies, changes in body weight, lysine, methionine + cystine and threonine intake, egg weight, yolk weight, albumen weight, shell weight, percentage of yolk, albumen and shell, specific gravity and percentage of commercial eggs. Statistical analysis was made using the linear regression models, quadratic and Linear Response Plateau (LRP) as the best fit obtained for each variable. The best feed conversion occurred at levels of 437 (CAMO) and 400 (CADZ) U of phytase, however, considering the daily production of eggs per bird and production of viable eggs per bird day, the highest levels were 335 and 368 U of phytase, respectively. For MO the highest level of supplementation of phytase gave the best result. Meanwhile on the efficiency of the use of P, the level of 463 U of phytase was best for the composition of MO, while the other variables of performance and quality of eggs, filled with this level, in its ideal level of phytase. To determine the use of nutrients and energy in the diet (experiment II) was used the method of total collection of excreta. Were determined the values of apparent metabolizable energy and energy apparent metabolizable corrected by the retention of nitrogen, and metabolizability coefficient of apparent metabolizable energy and energy apparent metabolizable corrected by nitrogen balance. It was also calculated the amount of phosphorus, calcium and nitrogen detained by bird day. In general there was an improvement in the utilization of energy in the diet with phytase supplementation. Levels of 195 and 186 U of phytase are best designed to provide greater use of broiler apparent and apparent corrected by nitrogen balance. The level of 600 U of phytase the lowest nitrogen excretion, however, 368 U of phytase was enough for maximum retention of nitrogen by quails. The best level in the experiment I was 463 U of phytase and the experiment II was of 368 U of phytase.
Palavras-chave: Produção de ovos
Qualidade
Energia
Fósforo
Ovo de codorna
Egg production
Quality
Energy
Phosphorus
Quails eggs
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: LIMA, Heder José D'ávila. Using the enzyme phytase in feed for laying Japanese quails. 2008. 59 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5577
Data do documento: 28-Jul-2008
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf327,78 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.