Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5596
Tipo: Dissertação
Título: Uso de análogo de GnRH após inseminação convencional e com protocolo de IATF em gado mestiço
Título(s) alternativo(s): The use of GnRH after conventional insemination and FTAI protocol in crosbreed cattle
Autor(es): Moura, Guilherme Silva
Primeiro Orientador: Torres, Ciro Alexandre Alves
Primeiro coorientador: Carvalho, Giovanni Ribeiro de
Segundo coorientador: Guimarães, José Domingos
Primeiro avaliador: Costa, Eduardo Paulino da
Segundo avaliador: Amorim, Elenice Andrade Moraes e
Abstract: Este trabalho foi realizado com os seguintes objetivos: a) avaliar o efeito do hormônio liberador de gonadotropina (GnRH), administrado em diferentes momentos do manejo reprodutivo, na taxa de prenhez e concentração sérica de P4 em gado de corte mestiço; e b) avaliar o efeito do hormônio liberador de gonadotropinas (GnRH), administrado 12 dias após IATF, sobre os níveis séricos de progesterona e, principalmente, na taxa de prenhez em vacas de corte mestiças. Para o primeiro objetivo, utilizaram-se 82 fêmeas bovinas mestiças (Bos taurus indicus x Bos taurus taurus), alocadas ao acaso, em três tratamentos: Tcontrole (n = 28): os animais foram observados para detecção de estros e inseminados após 8 a 12 horas; TGnRH0 (n = 27): similar ao Tcontrole, com administração de 25 μg de GnRH (Gestran Plus®, Lecirelina) no momento da IA; e TGnRH0-12 (n = 27): similar ao Tcontrole, com administração de 25 μg de GnRH no momento da IA e no dia 12 após a IA. No dia 35, após IA, foi feito o diagnóstico de gestação por exames ultrassonográficos pela via transretal. Foi observado que 57,14% das vacas (16/28) no Tcontrole e no TGnRH0 e TGnRH12, 62,96% (17/27) ficaram gestantes após o primeiro serviço. Não foi observada diferença entre os animais dos tratamentos (P > 0,05). Também não se observou diferença entre as concentrações de P4 séricas entre os animais dos tratamentos. Concluiu-se que a administração de análogo de GnRH no momento da IA ou 12 dias após a IA não melhorou o desempenho reprodutivo em vacas mestiças, nem a sintese de P4 pelo corpo lúteo. Para o segundo objetivo, foram utilizadas 59 fêmeas bovinas mestiças (Bos taurus indicus x Bos taurus taurus), alocadas ao acaso, em dois tratamentos: TBE (n = 30): no dia 0, inseriu-se o dispositivo intravaginal de progesterona (Primer®) mais 2,0 mg de BE (Estrogin®), im; no dia 8, retirou-se o PRIMER e aplicaram-se 300 UI de eCG (Novormon®) e 0,15 mg de PGF2α (Prolise®), im; no dia 9, aplicou-se 1 mg de BE, im, e realizou-se a IATF 48-56 horas após a retirada do PRIMER; e TBEGnRH12 (n = 29): o protocolo foi similar ao do TBE, porém com administração de 25 μg de GnRH (Gestran Plus®, Lecirelina) no dia 12 após a IA. No dia 35, após IA, foi feito o diagnóstico de gestação por exames ultrassonográficos pela via transretal. Neste estudo foi observado que 53,33% das vacas (16/30) no TBE e 37,93% (11/29) no TBEGnRH12 ficaram gestantes após o primeiro serviço. Não foi observada diferença entre os animais dos tratamentos (P > 0,05). Também não se observou diferença entre as concentrações de P4 entre os animais dos tratamentos (P > 0,05). Concluiu-se que a administração do análogo de GnRH, lecirelina, no dia 12, após a IATF, não afetou as taxas de prenhez e nem a concentração de progesterona dos animais dos tratamentos, nos dias 0, 5, 12 e 20 após a IATF.
The experiment was done with the following objectives: a) to evaluate the effect of GnRH administered at different times of the reproductive management on the pregnancy rate and serum P4 concentration; and b) to evaluate the effect of gonadotropins releasing hormone (GnRH) given twelve days after FTAI on serum levels of progesterone and above the rate of pregnancy. For the first objective 82 crossbred cows (Bos taurus indicus x Bos taurus Taurus) were allocated into three treatments: TControl (n = 28): the animals were observed for estrus detection and were inseminated after 8 to 12 hours; TGnRH0 (n = 27): similar to TControl plus the administration of 25 μg of GnRH at the AI time; and TGnRH12 (n = 27): similar to TControl plus the administration of 25 μg of GnRH at the AI time and also 12 days after AI. The pregnancy diagnostic was done on day 35 after the AI, by ultrasound scans through trans-rectal ultrasound. The pregnancy rate for TControl cows was 57.15% (16/28) for the first service, and for TGnRH0 and TGnRH12 cows, 63.00% (17/27) in each treatment. The protocol used did not affect the pregnancy rate of crossbred cows (P > 0.05). Also, there was no difference between the serum P4 concentrations between treatments, (P > 0.05). In conclusion, the administration of GnRH analogue, at the time of AI or 12 days after AI, did not improve the reproductive performance in crossbred cows. For the second objective 59 beef crossbred cows (Bos taurus indicus x Bos taurus taurus) were allocated into two treatments. TBE (n = 30): the day 0 - insertion of progesterone intravaginal device (Primer®) plus 2 mg of BE (Estrogin®), im; on 8, Remove the Primer® and applied 300 IU of eCG (Novormon ®) and 0.15 mg of PGF2 α (Prolise®), im, on 9, was applied 1 mg BE, im, and was do FTAI 48-56 hours after the withdrawal of PRIMER; and TBEGnRH12 (n = 29): the protocol was similar to TBE, but with administration of 25 μg of GnRH (Gestran Plus®, Lecirelin) twelve days after the FTAI. The pregnancy diagnostic was done on day 35 after the AI, by ultrasound scans through trans-rectal ultrasound. The pregnancy rate for TBE cows was 53.33% (16/30) for the first service, and for TBEGnRH12 cows, 37.93% (11/29). The protocol used did not affect the pregnancy rate of crossbred cows (P> 0.05). Also, there was no difference between the serum P4 concentrations between treatments (P> 0.05). In conclusion, the administration of the analogue of GnRH, lecirelina, at twelve days after the FTAI did not affect the pregnancy rates, neither affect the serum P4 concentration, between treatments, on days zero, five, 12 and 20 after the FTAI.
Palavras-chave: Bovino de corte
GnRH
IATF
Progesterona
Beef cattle
GnRH
FTAI
Progesterone
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: MOURA, Guilherme Silva. The use of GnRH after conventional insemination and FTAI protocol in crosbreed cattle. 2008. 60 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5596
Data do documento: 30-Jul-2008
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf253,6 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.