Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5621
Tipo: Dissertação
Título: Diversidade genética entre populações caprinas com base em marcadores morfométricos
Título(s) alternativo(s): Diversity among populations goats based on morphometric markers
Autor(es): Pires, Luanna Chácara
Primeiro Orientador: Machado, Thea Mirian Medeiros
Primeiro coorientador: Euclydes, Ricardo Frederico
Segundo coorientador: Torres, Robledo de Almeida
Primeiro avaliador: Araújo, Adriana Mello de
Segundo avaliador: Espeschit, Claudio José Borela
Abstract: Os caprinos foram introduzidos no Brasil pelos colonizadores portugueses. Hoje é difícil identificar com exatidão a origem dos animais domésticos brasileiros, bem como se desconhece toda a extensão de sua diversidade. A conservação e o melhoramento genético de animais domésticos dependem da diversidade na espécie considerada. Os objetivos deste trabalho foram 1. comparar diferentes técnicas multivariadas no estudo da diversidade genética nter e intra as populações caprinas através de caracteres morfométricos; 2. caracterizar fenotipicamente as populações caprinas; 3. estabelecer agrupamentos segundo a filiação racial ou geográfica dos indivíduos, para programas de conservação ou melhoramento genético; 4. identificar os cruzamentos mais indicados para formação de compostos; 5. indicar os marcadores os mais discriminantes. Os marcadores biométricos utilizados foram: altura de cernelha (AC), altura da maçã do peito ao chão (AP), comprimento de orelha (CO), profundidade torácica (calculada pela diferença entre AC e AP) e índices entre duas medidas corporais. Os caracteres morfológicos de herança genética conhecida utilizados foram para a presença ou ausência de orelhas reduzidas, chifres, pêlos longos, brincos, barba, pelagem ruão, eumelanina marrom e padrão pigmentar eumelânico. Para caracteres biométricos foram amostradas 796 cabras brasileiras e marroquinas. Já para traços morfológicos amostrou-se 21 diferentes populações (n=2938) caprinas no Brasil, África, Europa continental e ilhas mediterrâneas. Os resultados para os traços morfológicos permitiram agrupar populações mais por suas similaridades fenotípicas que por seus históricos. As distâncias genéticas para freqüências alélicas de caracteres morfológicos segundo o método de Nei (1972) foram: as menores entre as cabras Saanen e Marota (0,0014); e Boer e Azul (0,0069); as maiores distâncias entre as populações Sardenha e Nambi (0,5458). As SRD do Ceará e Piauí são similares entre si (D=0,0532). No dendrograma houve o surgimento de quatro ramos. Um composto exclusivamente de Nambi, outro de cabras da Sardenha e Malta. O terceiro ramo foi composto (83% de bootstrap) pelas raças exóticas leiteiras e os demais ecótipos do Piauí. O quarto ramo foi formado pelos demais tipos marroquinos e demais populações mediterrâneas. Já os resultados com base nas medidas biométricas estão parcialmente de acordo com o histórico e a distribuição geográfica das populações. Com as junções obtidas nos dendrogramas a partir da distância Euclidiana média e da distância de Mahalanobis, há indicativos de alta similaridade entre as populações européias leiteiras e a população marroquina Drâa. O agrupamento das populações marroquinas Zagora e Rhâali nos dendrogramas denota que a proximidade geográfica de ambas foi mais importante que a suposta relação de parentesco entre as populações Zagora e Drâa. As cabras Azul e SRD agruparam primeiramente com as populações marroquinas Zagora e Rhâali e depois com as raças Anglo-nubiana e Boer. Nambi e Marota são tipos a parte, e Azul e SRD são as mais próximas entre si. A inclusão de outros grupos genéticos para análise comparativa, o emprego de maior número de marcadores e de indivíduos darão maior acurácia no estudo da diversidade genética. Por meio da análise de componentes principais observou-se que os agrupamentos foram parcialmente coerentes com a origem e histórico das populações. A distribuição espacial dos indivíduos, pelos componentes principais, permitiram identificar os grupos genéticos os mais similares/ dissimilares. Permitiu, ainda, visualizar o grau de uniformidade/ desuniformidade entre indivíduos dentro de cada população, portanto, o tipo Azul apresentou menor padronização dentre as populações consideradas.
The goats were introduced in Brazil by the Portuguese colonizers. Today it is difficult to accurately identify the origin of the Brazilian domestic animals and it is unknown the entire extent of its diversity. The conservation and breeding of domestic animals depend on diversity in the species concerned. Theobjectives of this study were 1. compare different multivariate techniques in the study of genetic diversity among and inside goats populations through morphometric characters; 2. phenotypically characterize the goats populations; 3. establish groups according to racial or geographical affiliation of individuals, for conservation or genetic improvement programs; 4. identify the most suitable crossbreeding for formation of compounds; 5. markers indicate the most discriminant. The biometric markers were used: shoulder height (AC), chest height (AP) ear length (CO), thorax depth (AC-AP) and indexes with two bodily measures. The morphological characteristics of known genetic inheritance were used for the presence or absence of reduced ears, horns, long hair, wattles, beard, roan color, brown eumelanin and eumelanic standard pigmentation. Biometric characters were sampled for 796 Brazilian and Moroccan goats. For phenotypic traits it was showed 21 different populations (n = 2938) goats in Brazil, Africa, Continental Europe, Mediterranean islands. The results for the morphological traits allowed grouped populations for its phenotypic similarities that for its history. The genetic distance for alelleque morphogical traits, applying the method developed by Nei (1972), was: least between goats from Saanen and Marota (0,0014), Boer and Azul (0,0069); and greatest between populations Sardinia and Nambi (0.5458). The SRD of Ceará and Piauí are similar to each other (D = 0,0532). In the dendrogram was the emergence of four branches. A composed exclusively of Nambi, the other goats in Sardinia and Malta. The third class was composed (83% of bootstrap) by exotic dairy breeds and the other ecotypes of Piauí. The fourth branch was formed by types Moroccan and other Mediterranean populations. The results (using the biometric measures) are in agreement with the historical and the geographical distribution of the populations. The junctions obtained in the dendrograms from the average Euclidean distance and e Mahalanobis of distance, is indicative of high similarity among dairy breeds of European and Drâa (Moroccan population). The cluster the Moroccan populations Zagora and Rhâali in the dendrograms denote that the geographical proximity of the two was more important than the relationship supposed between Drâa and Zagora populations. The goats Azul and SRD first grouped with the Zagora and Rhâali, and all those with the Anglo-Nubian and Boer. Nambi and Marota are types the part, Azul and SRD are next between itself . The inclusion of other genetic groups for comparative analysis, the use of more number markers and individuals will give greater accuracy in the study of genetic diversity. Through the analysis of principal components showed that the groups were partially consistent with the origin and history of populations. The spatial distribution of individuals, the main components, the genetic groups identified the most similar / dissimilar. Allowed, also show the degree of uniformity / imbalance between individuals within each population, therefore the type showed lower Blue standardization among the populations considered.
Palavras-chave: Recursos zootécnicos
Diversidade genética
Análise de agrupamento
Zootechnical Resourcey
Genetic diversity
Grouping analysis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::GENETICA E MELHORAMENTO DOS ANIMAIS DOMESTICOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: PIRES, Luanna Chácara. Diversity among populations goats based on morphometric markers. 2009. 120 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5621
Data do documento: 16-Fev-2009
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.