Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5647
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorMenezes, Gustavo Chamon de Castro
dc.date.accessioned2015-03-26T13:54:57Z-
dc.date.available2011-08-09
dc.date.available2015-03-26T13:54:57Z-
dc.date.issued2010-02-25
dc.identifier.citationMENEZES, Gustavo Chamon de Castro. In natura ou ensiled sugarcane and corn silage in diets for confined beef cattle. 2010. 87 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/5647-
dc.description.abstractO estudo foi desenvolvido a partir de dois experimentos com o objetivo de avaliar o consumo e desempenho produtivo, a digestibilidade aparente total, ruminal e intestinal, a eficiência de síntese microbiana e parâmetros ruminais de bovinos de corte alimentados com dietas à base de cana-de-açúcar in natura ou ensilada e silagem de milho. No experimento 1, utilizaram-se 35 animais, não castrados, com peso vivo médio inicial de 350 ± 32 kg e idade entre vinte e quatro e trinta e seis meses, distribuídos em um delineamento em blocos casualizados, com cinco tratamentos e seis repetições. As dietas constaram de cana-de-açúcar in natura triturada na hora do fornecimento (CIN) ou triturada e fornecida após 72 horas de armazenamento (CAR), silagem de cana-de-açúcar tratada com 1% de cal (SCT) ou não tratada (SC) e silagem de milho (SM) fornecidas à vontade. Utilizou-se uréia/S.A. adicionada sobre o volumoso imediatamente antes da alimentação em quantidade suficiente para elevar o teor de proteína bruta (PB) de todos os volumosos para aproximadamente 10% na base da MS. Todos os animais receberam 1 % de concentrado na base do peso corporal (PC), contendo 23% de PB. O experimento foi conduzido em três períodos de 28 dias após adaptação de 14 dias. Foram coletadas fezes duas vezes ao dia, durante três dias, para obtenção do fluxo de MS fecal estimado pela fibra indigestível (FDAi). Os animais consumindo SM apresentaram superioridade (P<0,05) no consumo e nos teores de nutrientes digestíveis totais (NDT), o que resultou em maior ganho de peso e espessura de gordura, sem, no entanto, diferir quanto ao rendimento de cortes na carcaça; os animais tiveram menor número de acessos ao cocho, mas com maior tempo de permanência por acesso, em relação aos alimentados com dietas à base da cana-de-açúcar in natura ou ensilada. Animais consumindo dietas à base de cana-de-açúcar in natura apresentaram maiores (P<0,05) consumos de matéria seca (MS), carboidratos não fibrosos (CNF) e teor de NDT, com melhores ganho de peso; sem diferenças (P>0,05) quanto aos rendimentos de corte, sendo o acesso ao cocho menor com maior permanência em relação aos animais alimentados com dietas de cana-de-açúcar ensilada. Os animais alimentados com dietas contendo silagem de cana-de-açúcar não diferiram (P>0,05) quanto ao consumo e desempenho dos animais. Os animais alimentados com dietas de cana-de-açúcar na forma in natura foram similares (P>0,05) quanto ao consumo de nutrientes e desempenho dos animais, sendo que os animais alimentados com cana-de-açúcar armazenada por 72 horas apresentaram menor número de acessos com maior permanência por acesso ao cocho. Conclui-se que o uso das dietas contendo SM proporcionam desempenho superior aos animais em relação aos animais alimentados com às dietas a base de cana-de-açúcar in natura ou ensilada. Animais alimentados com dietas à base de cana-de-açúcar in natura apresentam melhores desempenhos em relação aos alimentados com dietas de cana-de-açúcar ensilada. O uso da cal na ensilagem não resulta em melhor desempenho dos bovinos. A cana-de-açúcar armazenada durante 72 horas constitui uma alternativa alimentar. Maiores ganhos de peso são correlacionados com menor número de acessos ao cocho e com maior tempo de permanência por acesso. No segundo experimento, avaliou-se o consumo, a digestibilidade aparente total, ruminal e intestinal, a eficiência de síntese microbiana e os parâmetros ruminais de bovinos alimentadas com dietas à base de cana-de-açúcar in natura ou ensilada e silagem de milho. Utilizaram-se 5 bovinos mestiços, fistulados no rúmen e no abomaso, com peso corporal (PC) médio inicial de 240 ± 15 kg, não castrados, distribuídos em um quadrado latino 5 x 5. Todos os volumosos foram corrigidos com uréia/S.A. para conterem aproximadamente 10% de PB na base da MS, sendo essa mistura pulverizada imediatamente antes do fornecimento. O concentrado foi oferecido para todos os animais, na base de 1% do peso corporal contendo 23% PB. Cada período experimental teve duração de 14 dias, sendo 7 dias para adaptação às dietas e 7 dias para coletas de amostras. Foram efetuadas coletas totais de fezes durante três dias. As coletas de digesta de abomaso foram feitas durante três dias a intervalos de 15 horas. O fluxo de MS abomasal foi estimado usando como indicador externo o dióxido de titânio. Foram efetuados dois esvaziamentos do rúmen (antes do fornecimento da dieta e quatro horas após) em dias alternados para calcular o pool ruminal e posteriormente estimar as taxas de digestão e de passagem dos nutrientes. Os animais alimentados com dietas contendo SM apresentaram maiores digestibilidade aparentes totais da matéria orgânica (MO), ruminal da proteína bruta (PB) e intestinal do extrato etéreo (EE), e maiores taxas de passagem da MS, fibra em detergente neutro (FDNcp) e PB em relação aos animais alimentados com as demais dietas. Observou-se que os animais alimentados com dietas contendo cana-de-açúcar in natura apresentaram menores (P<0,05) digestibilidades ruminais da MO, PB e CNF e maiores (P<0,05) do EE, e maiores (P<0,05) digestibilidades intestinais da MS, MO e CNF em relação aos animais alimentados com dietas à base de cana-de-açúcar ensilada, assim como maior taxa de passagem da MS. Não houve diferença para as taxas de passagem entre os animais alimentados com dietas contendo cana-deaçúcar ensilada, característica repetida quando se comparou o fornecimento aos animais da cana-de-açúcar in natura com a cana-de-açúcar armazenada durante 72 horas. Conclui-se que o melhor desempenho apresentado pelos animais alimentados com SM pode ser justificado pela maior taxa de passagem da MS e pelas maiores taxas de digestão da MS e da FDNcp, que resultam em maior consumo de nutrientes. A maior taxa de passagem da matéria seca observada para os animais alimentados com dietas contendo cana-de-açúcar in natura justifica o maior consumo e desempenho obtidos em relação àqueles alimentados com dietas contendo cana-de-açúcar ensilada. Os animais alimentados com dietas de silagens de cana-de-açúcar são semelhantes em todos os parâmetros digestivos, sendo o uso da cal incapaz de promover benefícios quanto ao consumo e digestibilidades, assim como no ganho de peso dos bovinos. Os animais alimentados com dietas contendo cana-de-açúcar armazenada durante 72 horas possui características digestíveis semelhante àqueles alimentados com dietas contendo cana-de-açúcar in natura fornecida imediatamente após o corte.pt_BR
dc.description.abstractThe study was developed from two experiments with the objective of evaluating the consumption and production performance, the total apparent digestibility, ruminal and intestinal microbial efficiency and ruminal parameters in beef cattle fed with diets based on in natura or ensiled sugar cane and corn silage. In experiment 1,35 animals were used, not castrated, with average weight of 350 ± 32 kg and aged between 24 and 36 months, distributed in a randomized block design with five treatments and six replications. The diets consisted of in natura sugar cane grounded at the time of delivery (CIN) or chopped and fed after 72 hours of storage (CAR), sugar cane silage treated with 1% lime (SCT) or not treated (SC) and corn silage (SM) at will. It was used urea / S.A. added on the volume immediately before feeding in sufficient quantity to increase the crude protein (CP) of all forages for approximately 10% DM basis. All animals received 1% of concentrate on the basis of body weight (BW) containing 23% of CP. The experiment was conducted in three periods of 28 days after adjustment of 14 days. Feces were collected twice daily for three days to obtain the flow of fecal DM estimated by the indigestable fiber (iADF). The animals fed with SM were superior (P <0.05) in consumption and in the levels of total digestible nutrients (NDT), which resulted in greater weight gain and fat thickness, without, however, differ in the yield of cuts on the carcass; animals had fewer aproaches to the trough, but with longer exposure time per access, compared to those fed with diets based on in natura or ensiled sugar cane. Animals consuming diets based on in natura sugar cane had higher (P <0.05) intakes of dry matter (DM), non-fiber carbohydrates (NFC) and NDT content, with better weight gain, no differences ( P> 0.05) in the cut income, being the access to the trough lower with longer stays periods in relation to the animals fed on ensiled sugar cane. Animals fed with diets containing ensiled sugar cane did not differ (P> 0.05) for intake and animal performance. Animals fed with diets of in natura sugar cane were similar (P> 0.05) for nutrient intake and animal performance, being that the animals fed with sugar cane stored for 72 hours showed smaller number of accesses with a greater permanence to access the trough. It was concluded that the use of diets containing SM provide superior performance compared to the animals in relation to the animals fed with diets based on in natura or ensiled sugar cane. Animals fed with diets based on in natura sugar cane presented better performances than those fed with diets of ensiled sugar cane. The use of lime in the silage does not result in a better performance of the cattle. The cane sugar stored for 72 hours is an alternative food source. Higher weight gains are correlated with fewer accesses to the trough and with greater length of stays per access. In the second experiment, it was assessed the intake, total apparent digestibility, ruminal and intestinal microbial efficiency and ruminal parameters of cattle fed with diets based on in natura or ensiled sugar cane and corn silage. Five crossbred cattle were used, fistulated in the rumen and abomasum, with body weight (BW) averaging 240 ± 15 kg, not castrated, distributed in a 5 x 5 Latin square. All of the voluminous were corrected with urea / SA to contain approximately 10% CP, in the DM basis, being this mixture sprayed immediately before delivery. The concentrate was offered to all animals on the basis of 1% of body weight containing 23% CP. Each experimental period lasted 14 days and 7 days for diet adaptation and 7 days for data collection. Total feces samples were collected for three days. The collection of abomasal digesta were made during three days at intervals of 15 hours. Abomasal DM flow was estimated using titanium dioxide as an external indicator. Two dissections of the rumen were made (before feeding and after four hours) on alternate days to calculate the ruminal pool and then estimate the rates of digestion and passage of nutrients. Animals fed with diets containing SM had higher total apparent digestibility of organic matter (OM), ruminal crude protein (CP) and intestinal ethereal extract (EE), and higher passage rates of DM, fiber in neutral detergent (NDFcp) and CP compared to animals fed with the other diets. It was observed that the animals fed with diets containing in natura sugar cane had lower (P <0.05) ruminal OM, CP and CNF and higher (P <0.05) in EE, and higher (P <0.05) intestinal digestibility of DM, OM and CNF in relation to animals fed diets based on ensiled sugar cane, and higher rate of transition from DM. There was no difference for the passage rates between the animals fed with diets containing ensiled sugar cane, a repeated characteristic when the animal feeding of in natura sugar cane was compared with the sugar cane stored for 72 hours. It was concluded that the better performance shown by the animals fed with SM can be justified by the increased passage rate of DM and the highest rates of digestion of DM and NDFcp, resulting in greater nutrient intake. The highest passage rate of dry matter observed for the animals fed with diets containing in natura sugar cane justifies the higher consumption and performance achieved compared to those fed with diets containing ensiled sugar cane. The animals fed on ensiled sugar cane diets are similar in all digestive parameters, and the use of lime unable to promote benefits for consumption and digestibility, as well as weight gain in cattle. Animals fed with diets containing sugar cane stored for 72 hours has digestible characteristics similar to those fed with diets containing in natura sugar cane provided immediatel after the harvest.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCana-de-açúcarpor
dc.subjectBovinospor
dc.subjectDesempenhopor
dc.subjectDigestibilidadepor
dc.subjectSugar caneeng
dc.subjectCattleeng
dc.subjectPerformanceeng
dc.subjectDigestibilityeng
dc.titleCana-de-açúcar in natura ou ensilada e silagem de milho em dietas para bovinos de corte confinadospor
dc.title.alternativeIn natura ou ensiled sugarcane and corn silage in diets for confined beef cattleeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7623387678165519por
dc.contributor.advisor-co1Leão, Maria Ignez
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783340T9por
dc.contributor.advisor-co2Valadares, Rilene Ferreira Diniz
dc.contributor.advisor-co2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787025E4por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentGenética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragiculpor
dc.publisher.programMestrado em Zootecniapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMALpor
dc.contributor.advisor1Valadares Filho, Sebastião de Campos
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787028J6por
dc.contributor.referee1Detmann, Edenio
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4760013T1por
dc.contributor.referee2Pereira, Odilon Gomes
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4790978J6por
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf410,27 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.