Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5658
Tipo: Dissertação
Título: Glicerina bruta na alimentação de vacas leiteiras
Título(s) alternativo(s): Crude glycerin as feed for dairy cows
Autor(es): Vito, Elias San
Primeiro Orientador: Campos, José Maurício de Souza
Primeiro coorientador: Valadares Filho, Sebastião de Campos
Segundo coorientador: Detmann, Edenio
Primeiro avaliador: Ferreira, Marcelo de Andrade
Segundo avaliador: Valadares, Rilene Ferreira Diniz
Terceiro avaliador: Lana, Rogério de Paula
Abstract: O crescimento da participação de biodiesel na matriz energética mundial aumentou o interesse no cultivo e processamento de oleaginosas, criando oportunidades para a produção de ruminantes pela possibilidade de utilização de co-produtos resultantes do processo de extração do óleo das sementes dessas oleaginosas e transformação do óleo em biodiesel. A glicerina é um triol viscoso, incolor, inodoro e higroscópio resultante, entre outros, do processo de transformação de um triglicerídeo em biodiesel, a partir de uma reação de transesterificação, na presença de um catalisador e de um álcool de cadeia curta (metanol ou etanol). Nesse processo, a glicerina denominada glicerina bruta, contém de 75 a 85% de glicerol, sendo o restante composto por água, óleo (7 a 13%), minerais oriundo dos catalisadores (2 a 3%) e álcool (<0,5%). Nesse sentido, avaliou-se o efeito da substituição do milho grão (MG) pela glicerina bruta (GB), nas proporções de 0%; 33,3%; 66,6% e 100%, na base da matéria seca (MS), sobre o consumo, a digestibilidade, o desempenho produtivo e o metabolismo de compostos nitrogenados (N) em vacas de leite. Foram utilizadas 12 vacas da raça Holandesa, distribuídas em três quadrados latinos 4 x 4, de acordo com o período de lactação. Os animais receberam ração na proporção de 50:50 em volumoso e concentrado, com base da MS. Utilizou-se silagem de milho como fonte exclusiva de volumoso. Realizou-se à análise de variância para comparação de médias e posteriormente, procedeu-se o teste de Williams, utilizando nível de 5% de probabilidade para o erro tipo I. O consumo de MS foi reduzido (P<0,05) a partir de 33,3% de substituição de MG por GB na dieta. Os consumos de MO, PB, FDN, FDNcp e FDAi seguiram a mesma tendência, reduzindo (P<0,05) a partir de 33,3% de substituição. O consumo de EE aumentou (P<0,05) a partir do nível de 66% de substituição, no entanto, não houve efeito significativo (P>0,05) para o consumo de CNF. Apesar da digestibilidade da MS, MO, PB, CNF e o teor de NDT (% da MS) terem aumentado (P<0,05) a partir de 66,6% de substituição do MG pela GB, os consumos de MS, MO digeridos e de NDT não foram influenciados significativamente (P>0,05) pela substituição nas dietas. A digestibilidade do EE aumentou significativamente (P<0,05) a partir do nível de 33,3% de substituição, enquanto que o consumo de componentes digeridos da PB reduziu (P<0,05) a partir do nível de 33,3% de substituição do MG pela GB da dieta. Mesmo não havendo redução do consumo de energia digestível, a inclusão de GB nas dietas acarretou redução (P<0,05) da síntese de N microbiano ruminal, a partir do nível de 33% de substituição. A produção de leite (PL) e PL corrigida para 3,5% de gordura (PLC) apresentaram redução (P<0,05) a partir do nível de 66,6% de substituição do MG pela GB, enquanto que não houve efeito (P>0,05) do aumento dos níveis de GB nas dietas sobre a composição do leite, relação entre o teor de proteína e gordura do leite e eficiência alimentar dos animais Concluiu-se que a GB pode substituir até 33,3% o MG da dieta de vacas leiteiras com produção média de 30 kg/dia de leite sem que haja redução significativa da produção de leite.
The growth in the share of biodiesel in the world energy grid has increased the interest in the cultivation and processing of oil, creating opportunities for the production of ruminant by the possibility of using co-products resulting from the extraction of oil from these oil seeds and oil processing into biodiesel. Glycerin is a triol viscous, colorless, odorless and hygroscopic resulting, among others, the process of transformation of triglycerides into biodiesel from a transesterification reaction in the presence of a catalyst and a short chain alcohol (methanol or ethanol). In this process, the glycerin or crude glycerin contains 75-85% glycerol, with the remainder comprising water, oil (7-13%), minerals coming from the catalyst (2-3%) and alcohol (<0.5 %). Accordingly, we evaluated the effect of replacing corn grain (C) by the crude glycerin (CG), in proportions of 0%, 33.3%, 66.6% and 100% on the basis of dry matter (DM) on intake, digestibility, productive performance and metabolism of nitrogen compounds (N) in dairy cows. It was used 12 Holstein cows, in three Latin Squares 4 x 4, according to the lactation period. The animals were given at a ratio of 50:50 forage and concentrate, DM basis. It was used corn silage as the sole source of roughage. Was performed the analysis of variance for comparison of means and thereafter proceeded to the Williams test, using the 5% level of probability for error type I. The intake was reduced (P <0.05) from 33.3% substitution per CG of C in the diet. Intakes of OM, CP, NDF, and iADF NDFap followed the same trend, decreasing (P <0.05) from 33.3% substitution. The intake of fat compounds increased (P <0.05) from the level of 66% substitution, however, no significant effect (P> 0.05) for the consumption of NFC. Although the digestibility of DM, OM, CP, NFC and TDN content (% DM) have increased (P <0.05) from 66.6% replacement of the C, CG, DM, OM digested and TDN did not differ significantly (P> 0.05) by replacing the diets. The digestibility of the fat compounds increased significantly (P <0.05) from the level of 33.3% replacement, while the consumption of components of digested CP decreased (P <0.05) from the level of 33.3 MG% replacement of the CG diet. Although there is no reduction in digestible energy intake, the inclusion of CG the diets caused a reduction (P <0.05) rumen microbial N synthesis from the 33% level of substitution. Milk production (MP) and MP corrected to 3.5% fat (PLC) had decreased (P <0.05) from the 66.6% level of substitution of C by the CG, whereas no effect (P> 0.05) increased levels of CG in the diet on milk composition, ratio of protein and milk fat and feed efficiency. It was concluded that CG can replace up to 33.3% of the C in the diet of dairy cows with average production of 30 kg of milk per day without significant reduction in milk production.
Palavras-chave: Co-produtos do biodiesel
Produção de leite
Alimentação de bovinos leiteiros
Co-products of biosiesel
Milk production
Feeding dairy cattle
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: VITO, Elias San. Crude glycerin as feed for dairy cows. 2010. 40 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5658
Data do documento: 8-Jul-2010
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf259,53 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.